Clichê - Resenha

29 Comentários A+ a-


Oi pessoal, o fadas esse ano é parceiro da autora Carol Dias e com isso ganhamos a oportunidade de ler o livro Clichê. Já tinha ouvido falar do livro quando conheci a autora em um evento realizado aqui no Rio e acabei o adquirindo, entretanto o li apenas há pouco tempo. Ele tem a capa rosa e nos títulos de cada capítulo tem uns coraçõezinhos que ficaram muito fofos com cada palavra chave que a autora escolheu como título. 

Estive lendo vários romances hot ou suspenses e precisava de algo mais leve, porque não um “Chick Lit” (são romances leves e divertidos com mulheres independentes, como não amar?) para dar uma aliviada e ainda por cima poder conhecer e apresentar o trabalho da autora? E assim, meio que sem querer, comecei mais um livro sem esperar muito e tive uma leitura prazerosa.

Clichê é um livro que retrata as vidas de Killan Manning e Marina Duarte, duas pessoas que normalmente não teriam seus destinos cruzados, muito menos se apaixonariam. Marina é uma imigrante brasileira, com dupla graduação em duas das melhores universidades do Rio de Janeiro, que resolve tentar a sorte nos EUA e ficar próxima a sua querida tia. Porém mesmo com um excelente currículo, acaba trabalhando em uma cafeteria e depois de um tempo acaba sendo demitida. Nossa mocinha devendo até as calcinhas se desespera e com a ajuda de sua tia, consegue uma entrevista para trabalhar como babá na casa de um milionário e assim conheceremos seu chefe.

Killan Manning é um jovem viúvo de 31 anos e milionário, além disso ele é um gato e pai de duas crianças lindas Dorian de 7 anos e Alisson de 4 . A falta da mãe é realmente é fácil de sentir na narrativa da Carol, as crianças são reservadas e sentem muito a perda da mãe, assim como o senhor Manning que tenta superar o falecimento da esposa não só por ele, mas pelos seus filhos também. 

Não há como não se encantar por essas crianças e Nina como era de se esperar fará tudo que estiver ao seu alcance para fazê-las sorrir. Sua chegada realmente faz a diferença na vida dessa família e rapidamente ela passa a ser uma parte importante na vida deles. Como era de se esperar… Killan e Marina irão se envolver. Como babá ela realmente se empenha em fazer as crianças terem uma rotina produtiva e começarem a se expressar e se divertir novamente sem culpa, a amizade e o carinho que vai crescendo não só entre ela e as crianças, mais entre Nina e Killan são importante para o desenvolvimento de todos.

"Sério, destino? Eu me desequilibrei e ele teve que me segurar em seus braços?"
E você joga chuva de química bem nesse momento?"

O romance dos dois, apesar do desejo de Manning de viver essa história ao máximo e das reservas de Marina, não é daqueles de nos tirar o fôlego ou com cenas de parar o coração... É um romance clichê, porém esse não é mesmo o foco do livro e sim, o crescimento de cada um. Com grande parte sendo narrado pela nossa mocinha, a autora nos presenteia com flashbacks (não lineares) do fofíssimo Killan que nos conta não só seu ponto de vista do presente, mas alguma cenas do seu passado com sua falecida esposa, para irmos entendendo a presença dela na vida deles após a sua morte.

O livro é um dos mais fofos que já li, e a forma como a autora tratou o luto das crianças foi muito inteligente. Uma das formações da Marina é em música e ela sabe usar dela para chegar às crianças e com uma playlist que encaixou muito bem nas cenas que estavam presentes. A música é tratada como ferramenta de cura. 

Carol soube nos trazer um gênero com momentos de descontração e com um tema delicado. 
A escrita da autora nos leva desde um prólogo despretensioso e leve que vai aos poucos nos mostrando uma família afetada pelo luto aprendendo a viver novamente.

"E como as histórias de amor mais clichê que já existiram essa começou com duas pessoas que carregavam suas próprias bagagens e terminou com um belo casamento. O meu casamento."

Não diria que é meu livro preferido, pois apesar de ter gostado, e ter achado a história linda, senti falta de um ponto de virada. Aquela cena que te faz ficar ansioso para descobrir como será o desenrolar. É um leitura um tanto linear, apesar do título queria ter aquele sentimento de “Socorro, e agora?”. Recomendo a leitura de olhos fechados, até porque isso não faz da leitura ruim, mas é uma preferência minha como leitora. Carol Dias fez um ótimo trabalho e estou feliz de ter tido a oportunidade de ler seu livro e espero que venham muito mais.

Ficha Técnica
Título: Clichê
Autor: Carol Dias
Paginas: 282




Playlist: 
The Scientis - Cold Play 
Menos de Um Segundo - Rosa de Saron  
Blank Space - Taylor Swift 
Stay With Me - Sam Smith 
Style - Taylor Swift 
Count Of Me - Bruno Mars 
I Will Always Love You - Whitney Houston 
Someone Like You - Adele 
My heart Will Go On - Celine Dion 
Updown Funk - Mark Ronson & Bruno Mars 
Hold on,  We´re Going home - Drake 
All Of Me - John Legend 
Let It Go - Demi Lovato 
Everything Has Changed - Taylor Swift
Sugar - Maroon 5 
Dear Future Husband - Meghan Trainor 

Libriana, formada em administração e trabalhando na área financeira, sou apaixonada por livros, séries e filmes. Gosto de coisas simples e viajar ouvindo minhas músicas preferidas e lendo um bom romance ou suspense. Amo minha família e amigos, pois estão sempre comigo. 

29 comentários

comentários
13 de fevereiro de 2017 17:46 delete

Oi, Helyssa!
Ai meu coração... Nem li e já adorei o romance por ter as crianças por perto, saber que Marina vai fazer a diferença na vida delas. <3
O único fato que não gostei, foi o nome do livro. É um nome tão vago, se eu não tivesse lido sua resenha e passado pelo livro em algum momento, nem daria bola.
Obrigada pela indicação! ^^
Beijão!
http://www.lagarota.com
http://www.asmeninasqueleemlivros.com.br

Responder
avatar
Ivi Campos
Autor
14 de fevereiro de 2017 02:34 delete

O nome do livro me chama a atenção porque eu amo Clichês. Mas não fiquei tão curiosa com o enredo e acho que talvez a leitura não funcione par amim. A playlist é oficial do livro ou foi a que você usou para ler? Fiquei curiosa.
Meu Amor Pelos Livros
Beijos

Responder
avatar
F
Autor
14 de fevereiro de 2017 04:04 delete

Olá
Eu nao conhecia esse titulo, mas fiquei bem interessada depois de ler seus comentários e a premissa parece ser ótima, amo um bom clichê haha Achei a capa bem bonita e fiquei bem curiosa quanto ao desenvolvimento, seja pela parte da ambientação quanto personagens, entre outras características. É um gênero que chama muito a minha atenção, um dos que eu leio com frequência na verdade, e pelo que pude compreender por aqui, os elementos são ótimos. Espero poder ler em breve, e obrigada pela indicação!
Beijos, Fer

Responder
avatar
14 de fevereiro de 2017 04:38 delete

Olá! Amei a playlist! Bom, não seria o meu tipo de leitura agora.... estou mais pras coisas mais pesadas..... mas eu leria em outra oportunidade! Parabéns pela parceria!

Responder
avatar
14 de fevereiro de 2017 09:37 delete

Olá,
Eu ainda não conhecia o livro, gosto bastante de chicklit, creio ser meu Gênero favorito de leitura, mas ultimamente tem sido dificil encontrar bons enredos, parece que assim como o Hot banalizou demais. Achei interessante a proposta da autora, e achei a diagramação linda.
Parabéns pela parceria.
Dica anotada.
Beijos
www.estilo-gisele.blogspot.com.br

Responder
avatar
Suzane Cruz
Autor
15 de fevereiro de 2017 04:57 delete

Clichê, acho que o próprio título já fala por si só kkk eu nao conhecia o livro, e apesar da sua resenha linda eu não leria no momento, estou fugindo dos clichês kkk mas parabéns por tua resenha!

MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

Responder
avatar
Luisa Aranha
Autor
15 de fevereiro de 2017 07:27 delete

Primeiro adoro ver resenhas e parcerias com autores nacionais. Segundo o livro parece uma gracinha e ótimo para uma ressaca. A capa é um amor e o título, já me garante um sorriso!

bjos
www.causoseprosas.com.br

Responder
avatar
15 de fevereiro de 2017 12:29 delete

Olá ♥
Não conhecia o livro, mas quem não ama o bom e velho clichê? Amo o gênero, são sempre leituras leves que nos divertem. Achei incrivel a premissa da estória creio que é aquele livro para te tirar de uma ressaca. A capa é linda. Dica mais do que anotada.Parabéns pela resenha, beijos

Responder
avatar
16 de fevereiro de 2017 09:53 delete

Oi, tudo bem?
Gente, ameeeeeeeei a playlist que você fez! E eu não sabia que esse gênero se chamava chic lit, é um dos meus favoritos. Tão gostosos de ler, tão leves... Me joguei neles depois de ler "A menina que roubava livros", apesar de ser meu livro favorito, me deixou numa bad desgraçada, rs. Adorei a capa, parece ser uma história muito agradável e gostosa de ler! Anotado!

Responder
avatar
16 de fevereiro de 2017 15:56 delete

Oi, Helyssa

Eu já conhecia o livro e acho a história fofa, mas eu não acho que leria, pois só pelo enredo já dá pra perceber que não é uma história de grandes acontecimentos. Eu curto reviravoltas, por isso Chick-lit não é muito um gênero que eu leia. Mas curti a playlist! ;)

Responder
avatar
18 de fevereiro de 2017 04:54 delete

Olá, tudo bom?
Só pela playlist eu jã leria esse livro. Adoro livros onde os personagens estão aprendendo a lidar com uma perda, estão superando a partida de um ente querido e só por aí esse livro já me ganhou. Ainda que não tenha grandes reviravoltas, quero conhecer mais dessa personagem e dessa família que ela ajuda e onde encontra o amor rs Curti saber que a autora soube trazer momentos de descontração, ainda que com um tema tão delicado. Amei sua resenha e a diagramação e capa da obra. Dica anotada!

Beijos!
@PollyanaCampos
Entre Livros e Personagens

Responder
avatar
Dayane Reis
Autor
18 de fevereiro de 2017 05:41 delete

Olá! Realmente a capa é fofa! Esse coraçãozinho em cima do titulo, casal beijando e cidade famosa no fundo só dá um toque mais clichê, que amo. Haha' Que máximo que você já teve a oportunidade de conhecer a autora. Adoro romance leves com mulheres independentes. Porém não curto romance hot por isso não costumo ler esse tipo de história muito. Pelo motivo de não ler romance hot eu passo a dica dessa vez. Que legal que Maria é imigrante brasileira, adoro quando tem personagens brasileiros. Aaah que bom que o livro é um dos mais fofos e que máximo que a autora sobre tratar os fatos de forma inteligente. Que bom que gostou do livro, pena que sentiu que falta de um ponto de virada. Bela resenha! Beijos'

Responder
avatar
18 de fevereiro de 2017 06:26 delete

Oie,
Primeiramente, eu posso dizer que li o nome do blog como Safadas Literárias?
Socorrinho que eu to rindo até agora disso kkkkkk
Clichê realmente deve ser um romancinho bem gostoso de ler, porém não é meu tipo de leitura :/
Mas espero que todos tirem pro aproveito dessa obra <3
Beijinhos :3

Responder
avatar
18 de fevereiro de 2017 10:20 delete

Olá,

Já li este livro no ano passado e é muito encantador, além de ser bem divertido. Adorei o romance do casal e as músicqs do enredo são lindas. A Carol realmente tem um talento para histórias e isso é notável. Fico feliz que tenha gostado tanto quanto eu.

Responder
avatar
Dani Jardim
Autor
18 de fevereiro de 2017 10:24 delete

Olá, tudo bom?

Não conhecia o livro e primeira coisa que me chamou atenção nele foi a capa, é muito. Gostei também da história, as vezes é bom ler um Clichê, ainda mais depois de algum livro denso.

Beijos:*

Responder
avatar
18 de fevereiro de 2017 14:22 delete

Oie, que livro mais clichê neh? Hahah piadas a parte me parece ser bem leve e gostoso de ler, gostei da capa, porém não eh o que eu estou querendo ler no momento.

Bjs jany

www.leituraentreamigas.com.br

Responder
avatar
Nay Sartor
Autor
18 de fevereiro de 2017 17:40 delete

Oie! Tudo bem?

Já tinha visto a capa do livro por ai, mas não sabia como sempre, do que se tratava a história, mas suspeita como sou e apaixonada por clichês tenho certeza que quando ler esse livro irei amar a história!

BJss

Responder
avatar
18 de fevereiro de 2017 19:41 delete

Olá tudo bem?
Já tinha ouvido falar sobre o livro, mas essa foi a primeira resenha que li.
Adorei a capa e o enredo me cativou. O que mais gostei de saber foi o foco que há no desenvolvimento dos personagens, coisa que adoro.
Vou tentar ler o livro ainda esse ano.
Gostei bastante da resenha.
Bjs,

http://esquadrao-literario.blogspot.com.br

Responder
avatar
19 de fevereiro de 2017 05:57 delete

Oie, que bom que você gostou da obra, apesar de ela não ter te impactado tanto. A primeira coisa que me chama atenção aqui é o fato de ter playlist, adoro livros com isso! Também gostei de saber que foca bastante no crescimento dos personagens. Espero ler.

Responder
avatar
19 de fevereiro de 2017 08:52 delete

Olá!
O título já me chamou muito a atenção. Realmente, parece ser uma história sem emoção, mas fiquei morrendo de vontade de ler, principalmente por causa dessa playlist que você nos trouxe, acho que ficaria uma coisa bem mais dinâmica, curti muito.
Beijos.

Responder
avatar
19 de fevereiro de 2017 20:02 delete

Oi Helyssa, como está?
Já vi resenhas desse livro apesar de ser como o título diz, a premissa é bem interessante especialmente porque imigrantes não são personagens muito recorrentes em chick lits. É um gênero que eu não aprecio tanto assim, mas quem sabe um dia eu venha a realmente amar.
Abraços e beijos da Lady Trotsky...
http://rillismo.blogspot.com

Responder
avatar
Catharina M.
Autor
20 de fevereiro de 2017 07:17 delete

Oie
apesar de parecer uma leitura bem clichê ahahhaha eu quero muito ler pois adoro essas leituras para passar o tempo, muito legal o enredo, deve ser uma delicia de leitura

beijos
http://realityofbooks.blogspot.com.br/

Responder
avatar
20 de fevereiro de 2017 19:24 delete

Oiii,

Parabéns pela parceria e pela resenha, achei interessante a história, mas mais para aqueles momentos de "cura ressaca", não seria um livro que iria ler normalmente pois adoro um livro com grandes reviravoltas que me deixam no chão e completamente sem ar esperando pelo que vem a seguir... Mas de todo modo foi uma boa dica :D

Beijinhos...
http://www.paraisoliterario.com/

Responder
avatar
23 de fevereiro de 2017 06:41 delete

Oieee...
Apesar do nome do livro dar o tom da história, imaginei que seja um livro leve e doce... Daqueles que lemos com aquele calorzinho no coração...
Amei a trilha sonora também, e a ideia de unir músicas à leitura eu também acho ótima!!
Obrigada pela dica!
Um beijo!

www.asmeninasqueleemlivros.com

Responder
avatar
25 de fevereiro de 2017 13:24 delete

Olá!
Eu já tinha ouvido falar desse livro, inclusive ele está até na minha lista. Romances não são uma das minhas leituras preferidas, mas eu descobri bastante histórias lindas ao tentar sair dessa minha zona de conforto. Como o próprio titulo sugere, a história realmente parece sem bem clichê, então isso é bom, porque o leitor já vai entrar na história esperando exatamente isso. Adorei!
Beijos,
Nay
Traveling Between Pages

Responder
avatar
25 de fevereiro de 2017 20:49 delete

Não gosto muito de clichês, haha!

Não conhecia a autora ou a obra...

A diagramação parece muito bonita, a escrita da autora também parece ser muito boa... Mas não gosto muito de romances, ainda mais desses que parecem ser " de banca" sem preconceitos, só não é meu estilo...

Apesar dos elogios a autora e seu livro, acredito que passo a indicação!

Abraços!
www.asmeninasqueleemlivros.com

Responder
avatar
28 de fevereiro de 2017 11:00 delete

Olá!
Quando o livro é declaradamente clichê, só tem surpresas boas pela frente hahaha achei a premissa bem fofa, tem cara de ser um chick-lit bem divertido como você falou, leria com certeza. Obrigada pela dica!
Beijos,

Luana

Responder
avatar
4 de março de 2017 08:35 delete

Realmente um livro bem clichê, com personagens cativantes e cheios de momentos doces. Gostei de como os personagens se desenvolvem e crescem durante a narrativa da obra, eu já me encantei quando você relatou isso durante a resenha. Vou buscar ler o livro o quanto antes, assim viajo nesta história mágica.

Responder
avatar
7 de março de 2017 14:47 delete

Olá...

Que livro mais fofo, parece ser aquele tipo de livro ideal para sair de uma ressaca literária. Além do mais eu amo dar chance a autores nacionais. Já entro na minha TBR...

Beijos e obrigada pela resenha...

http://floraliteraria.blogspot.com.br/

Responder
avatar