Depois tanta espera, pude enfim ler o terceiro livro da série Para Nova York , Com Amor, e matar a saudade dessas 3 amigas maravilhosas que sempre me fazem rir! Nós já postamos no blog a resenha dos livros anteriores, cada um é narrado por uma amiga, em  Amor em Manhattan a narração fica por conta da Paige e em Pôr do Sol no Central Park,  Conhecemos um pouco mais sobre Frankie. Em Milagre na 5ª Avenida, não seria diferente, Sarah Morgan nos permite finalmente entrar na cabeça de Eva, ou como ela prefere chamar, Planeta Eva.

Eva ainda não conseguiu superar a morte de sua avó, e a época natalina torna isso particularmente difícil. O natal sempre foi sua data favorita, mas agora, só a faz constatar que nunca esteve tão sozinha no mundo. Suas amigas estão muito felizes com seus respectivos namorados, e sua vó, única família de sangue que tinha restado, havia morrido a quase 1 ano. Além de parecer que todos encontraram um grande amor, como Eva sempre sonhou encontrar um dia, menos ela. 

A Gênio Urbano, empresa na qual é sócia junto de suas amigas, recebeu um pedido de sua  fiel cliente, que se tornou grande amiga de Eva, Mitzty. Ela pediu que decorasse o apartamento de seu neto —  que estaria em um retiro de escritores —  para o natal, além de abastecer a geladeira com refeições saudáveis. Um pedido meio estranho, mas quem melhor que Eva poderia trabalhar nisso? Além do que, ela faria de tudo para se distrair um pouco e passar uns dias fora de seu apartamento nessa época, que antes era a sua preferida, e agora é tão triste e solitária. O problema é que quando Eva chega ao apartamento e se acomoda, descobre que não está tão vazio quanto pensou que estivesse.

Irônico que depois de quase dois anos sonhando e esperando, finalmente estivesse na horizontal com um homem. Pena que ele quisesse matá-la. Uma pena e um desperdício. Lá estava Eva, cujo pedido de Natal era ficar sozinha com um homem. Ela só não tinha detalhado em que circunstâncias. 

Lucas Blade é um famoso escritor de livros de terror e um homem solitário. Após a morte de sua esposa, se mantém recluso o máximo que pode, na maioria das vezes, só sai de casa para os lançamentos de seus livros. O problema é que ele tem que entregar o rascunho de seu novo livro para a editora até o natal, e apesar de ter uma das mentes mais sombrias do mundo, não conseguiu escrever uma palavra sequer.

O natal é pior época do ano para ele, pois foi quando sua esposa morreu, e Lucas sempre passa por um bloqueio criativo, mas com os eventos de lançamento do livro anterior, não conseguiu escrever antes do bloqueio chegar. Com o intuito de não ser perturbado, fez toda a família acreditar que estaria viajando para um retiro de escritores, porém, a verdade é que estava passando todos os dias sentado na frente do computador sem conseguir escrever nada. Mas seu plano de não ser perturbado foi por água abaixo quando percebeu que sua casa tinha sido invadida por alguém. 

Eva se sentiu tão bem-vinda quanto um rato em um restaurante.

Vou confessar que a personagem que eu menos gostava era a Eva, e agora é a minha preferida — sim, Frankie perdeu o posto. É praticamente IMPOSSÍVEL ela não te conquistar! Eva consegue te fazer rir em qualquer cena, além de ter os pensamentos mais absurdos em horas não apropriadas, e sabe o que quer. Ao contrário de Lucas, que foi aquele tipo de personagem cabeça dura que dá vontade de invadir o livro pra dar uns pescotapas pra ver se acorda. 

Eu amo o universo criado por Sarah Morgan, ela consegue interligar os personagens de uma maneira incrível, acredite, nenhum personagem aparece em algum livro por um acaso, cada pessoa mencionada nos livros consegue uma história própria, o que, para uma geminiana curiosíssima como eu, é maravilhoso, inclusive, esse é o motivo da série ter SEIS VOLUMES

Ainda não sei quais serão os 3 casais restantes dos próximos livros, mas posso chutar dois possíveis, de acordo com o que li no último volume, e estou ansiosíssima para o lançamento aqui no Brasil. Se você for uma leitora chiquérrima bilíngue  — graça ainda não alcançada por mim —  pode ter acesso ao resto da série que já foi lançada lá fora, através da Amazon (alô dona Amazon, patrocina a gente!). 

Avaliação:                                                                       
Ficha Técnica
Título: Milagre na 5ª Avenida 
Autor: Sarah Morgan
Editora: Harlequin

Páginas: 353
Oi Povo, tudo bem?
Hoje vamos falar de mais um livro da poderosa Tessa Dare, “Diga Sim ao Marquês” é o segundo volume da série “Castles Ever After” lançado pela Editora Gutenberg. Quem, como eu, é apaixonado por romance de época vai amar essa série e quem ainda não conhece o gênero pode começar com essa, que vai amar do mesmo jeito! Rsrs. Se não amar é porque leu errado! Hahaha.

Clio Whitmore está cansada de esperar por um noivo que parece que nunca vai voltar, já se passaram 8 anos e até agora nada. Ela, com apenas 17 anos, ficou noiva de Piers Brandom, futuro marquês de Granville, esse noivado aconteceu pois as duas famílias eram muito próximas e sonho deles era a união delas. O problema é que Piers se tornou diplomata e nos últimos anos passou morando em vários lugares do mundo, porém nunca teve tempo de voltar para Inglaterra para finalmente honrar o acordo de anos atrás. 

“No momento, a situação dela era motivo de piada. Os jornais de fofoca começaram a chamá-la de “Srta.Wait-More (Espera-Mais)”. Os boatos a seguiam por toda parte. Todos se perguntavam o que poderia estar mantendo o futuro marquês longe da Inglaterra e do altar.” Pág: 11.

Clio depois que herdou o castelo colocou na sua cabeça que não perderia mais tempo e que não precisava mais depender de homem nenhum se conseguisse fazer as terras herdadas se auto sustentarem, o grande problema nisso tudo é que o contrato com Piers ainda estava ativo. Por isso ela vai atrás do irmão dele, Rafe Brandon, para que o mesmo assine o contrato, rompendo o noivado. Para sua grande surpresa ele não está disposto a isso e para ficar ainda pior dias depois de recusar assinar, ele aparece em seu castelo para ficar de hóspede e tentar convencê-la a casar com o irmão. 

“Não vou assinar. E guarde minhas palavras, você não vai pedir para que ele os assine. Quando Piers voltar, verá que as fofocas não tem fundamento. Você vai se lembrar das razões pelas quais aceitou ser a noiva dele. E irá casar com ele.” Pág: 21.

Rafe, sempre foi a ovelha negra da família, apesar de ser filho de um marquês ele sempre fugiu do convívio com a sociedade inglesa, mas fez uma grande fama como “filho do diabo”, sendo um lutador campeão. Quando seu irmão viajou a trabalho ele ficou de responsável por tudo do irmão e não vi a hora de devolver tudo o que Piers havia deixado para trás. 

Nessa loucura de rompe ou não rompe o noivado que se desenrola no enredo do livro, confesso que me diverti muito com as trapalhadas de Rafe. Ele é um mocinho incrível e apaixonante. Já Clio é aquele tipo de mocinha que torcemos para que tudo dê certo, porque ela merece!! Rsrs. Todas as mocinhas de Tessa são incríveis!! :D  Mais uma vez super indico a leitura!

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Diga Sim Ao Marquês
Série: Castles Ever After #02
Autor: Tessa Dare
Editora: Gutenberg
Páginas: 288
Oi Povo, Tudo bem?
Quem acompanha o Fadas Literárias sabe o quanto fiquei empolgada com as primeiras impressões do livro “Prelúdio  Sombrio”, lançamento de junho da nossa querida parceira The Gift Box, então vocês sabem o quanto esperei para pegar esse livro em mãos! Rsrs. 

A edição está lindíssima e meu exemplar ainda veio com o marcador magnético, sem falar no marcador normal e no pôster que veem em todos os livros da editora. Acho esse carinho com os leitores digno de palmas. 

Começamos o enredo com um encontro entre Salome e Styx ainda crianças, que nunca deveria ter acontecido, pois significa pecado! Sim, é louco assim mesmo!

“Meu nome é Sim! Somos todos pecadores!”

Somos apresentados a uma religião que isola seus seguidores do mundo e os fazem viver sob as regras do Profeta David. Salome vive essas regras e sente na pele o que elas significam, quando uma situação acontece (Não posso contar! Me desculpem! Hahah) e ela se vê no mundo exterior.

“Eu conhecia as regras. Nunca ir embora. Nunca tentar ir embora. Mas eu estava fugindo.”

Styx nasceu e foi criado para ser líder dos “Hades Hangmen”, um grupo de MCs que vive num mundo fora da lei. Mundo esse que ele teve que enfrentar com ainda mais coragem por não conseguir falar na frente de outras pessoas. Ele infelizmente só consegue se comunicar falando com o seu pai e seu melhor amigo. Com os outros membros do grupo ele só se comunica pela linguagem de sinais; 

Depois de 15 anos, a vida lhe prega uma grande peça e ele reencontra a linda menina de olhos azuis que só viu uma vez. Por mais loucura que pareça mesmo depois de tantos anos eles se reconhecem e relembram aquele encontro que os marcou para a vida toda. A atração de Styx e Salome é algo impossível de resistir e com o passar dos capítulos começamos a entender. 

Confesso que nunca tinha lido um livro nesse estilo e fiquei surpresa por gostar tanto, não imaginava que ficaria tão viciada e encantada. Mais uma vez ter lido o livro com a Helyssa foi muito legal para ter alguém com quem conversar sobre as reviravoltas da história, e olha que esse livro tem muitas!! Hahaha. 

Em diversos momentos eu mesma queria matar as pessoas da religião da Salome porque nunca vi tanta maldade junta, o pior é saber que isso acontece no nosso dia a dia. Sei que o livro é de ficção, mas religiões como essa existem de verdade. 

Super indico a leitura para quem gosta de um romance que vai te tirar da zona de conforto e sacudir seus sentimentos! Não vejo a hora de pegar a continuação da série e entender esse mundo novo!! Mais uma vez preciso alertar que apesar de Prelúdio Sombrio ser da fofa Tillie Cole é um livro Dark e não tem nada haver com “Mil Beijos de Garoto”.

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Prelúdio Sombrio
Série: Hades Hangmen #01
Autor: Tillie Cole
Editora: The Gift Box
Páginas: 400
Vocês já se sentiram excluídos por não lerem uma autora que está sendo muito falada, comentada e ainda com um de seus livros envolvido em treta? Porque eu estava me sentindo totalmente por fora exatamente por não conhecer a escrita da queridona literária.

E não poderia estar falando de ninguém mais, ninguém menos que Colleen Hoover. Fiz uma escolha, possivelmente arriscada, de iniciar a leitura de seus livros pelo seu último lançamento, OK, talvez nem seja tão arriscada assim.

As mil partes do meu coração conta a história da família Voss, uma família bem complicada que mora numa igreja reutilizada e rebatizada de Dólar Voss — o mais engraçado nisso é que a família não é nem um pouco religiosa. A matriarca, uma vez atingida pelo câncer, vive no porão. O pai se casou com a antiga enfermeira da mãe, tendo, então, um novo filho. Em meio a essa loucura, tem os três filhos, dentre eles Merit.

Merit Voss é uma grande colecionadora de troféus que nunca ganhou, mas não é só isso que ela coleciona, Merit mantém vários segredos que sua família a obrigam a saber. Explorando a loja de antiguidades local procurando o próximo troféu da coleção, ela encontra Sagan. Sua inteligência e seu idealismo sem remorso a desarmam e  despertam para a vida — até ela descobrir que ele está completamente indisponível. Merit então recua profundamente em si mesma, observando sua família do lado de fora, quando descobre um segredo que nenhum troféu no mundo pode consertar.

Já cansada de guardar todas as informações confidenciais acerca de toda família, Merit decide escapar delas e se livrar das mesmas, elaborando um plano nada aconselhável. Tendo seu plano falhado (vamos imaginar um GIF de felicidade aqui), Merit é obrigada a lidar com as consequências.

— Nem todo erro merece uma consequência. Às vezes a única coisa que ele merece é o perdão.

Durante a leitura, não parava de pensar em como deveria ser viver numa família tão complexa quanto a Família Voss. Ao mesmo tempo, a vontade de ajudar Merit é grande, onde a autora, possivelmente, quis nos mostrar algo, talvez um alerta, podem existir muitas Merit’s ao nosso redor.

Mesmo com uma história cativante, a escrita do livro é um pouco arrastada. O clímax parece que nunca vai chegar para, assim, gerar engajamento, mas não consegui largar porque fiquei bem curiosa com os rumos que se tomariam.

Reconhecer que esse é o primeiro abraço que tenho em anos me faz chorar ainda mais.

Mesmo com um pontos negativo, As mil partes do meu coração é maravilhoso e super recomendado por mim. Se torna importante pelo assunto que aborda, a forma abordada e a solução da problemática. Sendo, então, uma leitura gostosa, mas, ao chegar esse momento, o final também fica bem próximo. O livro é boa escolha para conhecer a escrita da autora.

Avaliação:                                                                       
Ficha Técnica
Título: As Mil Partes do Meu Coração 
Autor: Colleen Hoover 
Editora: Galera Record
Páginas: 306
Sabe aqueles dias em que tudo o que você precisa para se distrair da correria é ler um belo clichê? Pois bem, eu estava super necessitada de um! Após muito procurar, achei o livro perfeito. O Contrato de Melanie Moreland, publicado em 2016 pela editora Pandorga, nos presenteará com o meu tipo de clichê favorito, duas pessoas que se odeiam se casando por contrato e sendo obrigadas a fingir que se amam por algum motivo mirabolante. 

Richard trabalhava em uma agência de publicidade e tinha convicção de que receberia sua tão sonhada promoção, ele seria o mais novo sócio! Mas parece que o seu patrão não tinha isso em seus planos. Não ser promovido foi a gota d'água, ele não aguentava mais aquela empresa, e precisava urgentemente sair daquele lugar. Sabendo da abertura de vaga na empresa concorrente, Richard conseguiu uma entrevista, só tinha um problema, a empresa era super tradicional e familiar, eles nunca contratariam um playboy pegador como ele. 

O único jeito de entrar naquela empresa seria se ele demonstrasse que mudou e que agora era um homem digno. E para isso ele teria que se casar com alguém e fazer parte dessa farsa até que fosse efetivado. Mas quem toparia fazer isso com ele?   

— Você está pronta? — perguntei, quase com medo de sua resposta.
— Sim.
Flexionei meu braço.
— Vamos nos casar.

Katy odeia o seu chefe, ser assistente de Richard VanRyan não era nada fácil, ele não cansava de a humilhar e tratar mal, ela só aguentava aquele emprego porque precisava do dinheiro para pagar o asilo de Penny e lhe dar uma vida digna, assim como ela lhe deu. O problema é que o asilo acrescentará 400 dólares a mensalidade, de onde ela tirará todo esse dinheiro? Ela já mora em um quartinho minúsculo e come apenas os muffins da empresa para poder pagar a mensalidade normal, ela não tem esse dinheiro todo. A menos que aceite a proposta de seu chefe desprezível e se case com ele. 

— Estou bem. Foi um bom dia.
— Bom para um casamento repentino com um babaca?
— Está entre meus dez melhores.

Nesta temática de clichê, foi o melhor livro que já li. Ele é muito bem desenvolvido, você acompanha a evolução dos personagens e do relacionamento deles. Nós rimos quando deveríamos rir e choramos quando deveríamos chorar. Richard consegue ser o maior babaca do mundo e, depois de um tempo de livro, ele se tornou um fofo babaquinha. Katy parecia uma pessoa completamente diferente no início do livro, mas depois que nós vemos o seu lado da história, nos apaixonamos de cara! Então fadinhas, se vocês ainda não leram esse livro, já podem colocar na lista! 

Avaliação:                                                                       
Ficha Técnica
Título: O Contrato 
Autor: Melanie Moreland 
Editora: Pandorga

Páginas: 272
Oi Povo, tudo bem?
Todo mundo já deve ter percebido que sou completamente apaixonada por Lisa Kleypas, né? Rsrs. Sem sombras de dúvidas ela é uma das minhas autoras favoritas!! Por esse motivo vamos falar com muito amor de “Um Estranho Irresistível”, quarto livro da série “Os Ravenels”.

Nos livros anteriores, conhecemos Dra. Garret Gibson, superficialmente, e sabemos que ela é a única mulher da Inglaterra e que tem uma mente brilhante. Mas, apenas nesse livro conhecemos a verdadeira personalidade da nossa mocinha. Como toda heroína de Lisa, dra. Gibson é uma mulher a frente do seu tempo. Ela mostra que não se tornou a primeira médica do país atoa ou por acaso do destino.

"O jeito de andar determinado, a energia irrefreável, o orgulho de uma mulher que não disfarçava sua inteligência nem se desculpava por ela. Garret Gibson era feita de luz do sol e aço, tecida em uma substância que ele nunca encontrara antes." Pág: 25.

Ethan Ransom também já apareceu nos livros anteriores, mas com um destaque menor, tornando assim o personagem um grande mistério a ser desvendado. Ex-detetive e com um passado/presente obscuro, mas com uma certa obsessão pela segurança da Dra. Garret. Um belo dia quando ela corre perigo, ele aparece do nada para ajuda-lá e a partir desse momento começa o relacionamento deles.

"Ransom se aproximou mais e parou a curta distância, examinando Garret de cima a baixo. Embora tenha se mantido firme, os instintos dela ficaram em alerta. Não tinha muita certeza do que achava de Ethan Ransom, que parecia ao mesmo tempo um pouco mais humano do que o normal...e também um pouco menos." Pág: 13.

Confesso que não posso contar muito mais do que isso porque seria spoiler gravíssimo! Mas, preciso comentar que mais uma vez Lisa consegue prender e encantar o leitor. Os Ravenels tem um papel super interessante no enredo e temos a presença forte de West. Ethan e Garret são aquele casal que enfrenta tanta coisa para ficar junto que é impossível não torcer para que tudo fique bem.

Livro da Série -> Um Sedutor Sem Coração, Uma Noiva Para Winterborne e Um Acordo Pecaminoso

Maiores informações sobre a autora -> Lisa Kleypas

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Um Estranho Irresistível
Série: Os Ravenels #04
Autor: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!