Oi Povo, tudo bem?
Quando terminei Rainbow fiquei tão encantada que resolvi pegar logo Sunshine e conhecer melhor logo a segunda irmã. Preciso comentar: “que família de sorte”, logo vocês entenderam esse comentário!! Hahaha.

Sunshine é conhecida por todos por ser leve, divertida e de cabeça aberta, mas o que ninguém sabe é que pode trás dessa fachada existe uma menina que escreve em um diário de maneira delicada, romântica e muito engraçada. Essa “personalidade” sempre foi sua autodefesa contra as maldades que surgiam a cada cidade por sua família ser diferente.

Ela tem uma forte paixão platônica por Mike Crawford, ele é o melhor amigo de Thomas namorado de sua irmã Rainbow. Eles chegaram a ficar juntos em uma festa, mas depois disso ele fez que questão de deixar claro que só queria ela como amiga. Sunshine, mantém esse sentimento em segredo para não sofrer mais, afinal ele é está na faculdade de Princeton, onde joga no time de futebol americano como receptor. Um cara desse nunca olharia para uma menina que ainda está cursando o ensino médio.

“Mike agora era universitário. Deixou o posto de veterano na escola, no Ensino Médio, que já era um patamar altíssimo para mim, e se elevou ao cargo mais alto da escala máxima e inalcançável na vida de uma reles mortal. Meu lado dramático estava afloradíssimo.” Pág: 09.

Mike é um cara na dele, super reservado e por assim está numa situação que não gostaria de estar. Ele simplesmente está apaixonado por Sunshine, mas não tem coragem de assumir por medo dela perder momentos importantes do ensino médio namorando um cara que já está na faculdade. Mas, ele fica revoltado com descobre que ela foi num baile acompanhada pelo babaca do Tyson, então resolver ir atrás dela.

“Antes de esperar a conversa de Thomas se encerrar eu já havia traçado meus planos. Se entendi certo, o baile seria no dia seguinte, e estávamos ainda na quinta-feira. Se eu saísse no meio da tarde, perderia algumas aula, mas conseguiria chegar a tempo e impedir que outro macho encostasse a mão no que era meu.” Pág: 23.

É assim que começa o romance entre Sunshine e Mike, é por isso que digo que essa família tem sorte!! Por que Mike é outro fofo e que arranca suspiros o tempo todo, mas confesso que deve um momento que xinguei muito ele por uma grande burrice. Já Sunshine é outra mocinha que amei e torci demais, me identifiquei muito com ela. Para falar a verdade vi um pouco do meu relacionamento neles dois, pois ela é doida e ele todo concentrado, quem conhece meu namorado sabe que é bem assim!! Hahaha. Outra coisa que preciso comentar é que quero muito o livro de Strom, gente nesse livro ele já está o máximo, nossa acho que nunca rir tanto com um personagem!!!

Super indico a leitura para quem gosta de um romance leve e envolvente!!

Pequeno Adendo:
Para quem amou o livro, tem o conto “A Garota da Minha Vida” que conta um pouco mais do relacionamento desses lindos!!! :D

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Sunshine
Autor: M.S. Fayes
Editora: Pandorga
Páginas: 320
E aí galera, como vão as leituras nesse final de 2018?
É triste admitir que as minhas andam bem fracas devido à grande demanda de trabalho (graças à Deus), por isso tenho sido seletiva e lido minhas autoras favoritas, e claro com Julia Quinn não tem erro né rsrsrs

Para os que não sabem, Lady Whistledown é a lendária colunista de fofocas da série Os Bridgertons de Julia Quinn, a personagem se tornou uma das queridinhas dos leitores, e em Lady Whistledown Contra-Ataca Julia Quinn se une a mais três autoras de época, Mia Ryan, Karen Hawkins e Suzanne Enoch, para criar essa maravilhosa obra literária.

A antologia é composta por quatro contos curtos, cada um escrito por uma autora, um dos pontos interessantes desta obra é que todas as narrativas acontecem simultaneamente, por isso é comum ver os personagens se esbarrando nas mais diversas situações, e também observar o quanto nos enganamos ao espelhar o que sentimos no outro.
Lady Neely é famosa por seus jantares, seu sucesso se deve ao excelente cozinheiro e sua incrível organizadora de eventos, mas eis que neste ano o jantar acaba não sendo servido por conta do roubo da pulseira da anfitriã. As histórias se desenrolam enquanto nossa querida colunista e outros personagens tentam desvendar o mistério da pulseira caríssima desaparecida, apesar de ligar todos os personagens, esse fato acaba ficando em segundo plano e os romances em primeiro.

Julia Quinn dá o pontapé inicial do livro encantando os leitores com o amor de um “caça-dotes” pela debutante mais cobiçada do momento, ela nos encanta mostrando as sutilezas de um coração apaixonado. Será que ele irá provar que seu amor é maior que a necessidade de uma grande fortuna?

Mia Ryan nos diverte com essa criada/organizadora de eventos fascinante, a personagem foi uma das minhas favoritas, ela é cativante e ganha as atenções do conde por sua espontaneidade. Mas o que irão pensar do relacionamento entre um conde e uma criada?

Suzanne Enoch dá vida a uma jovem típica da alta sociedade, sua vida é evitar escândalos e conseguir um marido respeitável, isso até que passa a ser cortejada pelo maior libertino de Londres. O que será que há por trás dessa inocente jovem?

Karen Hawkins traz um visconde com má fama, desesperado para reacender a paixão de seu casamento desfeito por uma situação do passado, mas sua esposa tem um gênio forte e está decidida a ser livre. Será que ele conseguirá conquistá-la?


Quem roubou o bracelete de lady Neeley?Terá sido o caça-dotes? O apostador? A criada? Ou o libertino? Londres está fervendo com as especulações, mas, se ainda restam muitas dúvidas, pelo menos uma coisa é certa: um desses quatro está envolvido no crime.
Crônicas da sociedade de lady Whistledown, maio de 1816

Apesar de todos os contos serem em terceira pessoa e terem as características de um bom Romance de Época, cada autora imprime uma característica pessoal, seu estilo de escrita e foco no desenvolver da história. Gostei de todos os contos, claro com uma estrela extra para nossa Julia Quinn. Amei o parágrafo inicial da nossa amada Lady Whistledown e sua sagacidade no início de cada narrativa.



Avaliação:                                                                            Ficha Técnica
Título: Lady Whistledown Contra Ataca
Autoras: Julia Quinn, Mia Ryan, Karen Hawkins e Suzanne Enoch
Editora: Arqueiro
Páginas: 352




Antes de mais nada, devo declarar meu amor eterno a Becky Albertalli. Tive o prazer de ler seus livros este ano e já quero mais! Leah Fora de Sintonia é o spin-off do livro Com amor, Simon, que nos conta a história de Leah Burke, uma personagem já conhecida por ser a melhor amiga do fofíssimo Simon. 

Leah Burke é uma menina com 18 anos e cursa seu último ano no high school. É baterista em uma banda composta apenas por garotas e tem um ótimo gosto musical. Nada na vida de Leah é ou foi  fácil, sua mãe engravidou aos 17 anos de idade e seu pai as abandonou alguns anos atrás, com isso, sua infância não foi uma das melhores. Leah não é privilegiada como seus amigos, não pode gastar milhares de dólares em uma faculdade. Teve que se esforçar muito para conseguir uma bolsa na universidade da Georgia.

Minha mãe, só pode ser. Ela sempre liga, só manda mensagem em último caso. É nesse momento que você supõe que ela tem uns cinquenta anos, ou um milhão, mas não: minha progenitora só tem trinta e cinco mesmo. Eu tenho dezoito. Vamos lá, faça as contas. Pois é. Sou basicamente uma Rory Gilmore gorda da Sonserina. 

O mundo que Leah conhece, está prestes a mudar. Em breve, ela e seus amigos se formarão no high school, a rotina de antes vai acabar. E isso a deixa completamente fora de sintonia. Uma coisa que também não ajuda nem um pouco, é o fato dela estar se apaixonando por uma belíssima menina. Sim, ela é bissexual, sabe disso desde o início da adolescência e nunca contou para seus amigos, nem mesmo Simon, somente para sua mãe.  

Às vezes, eu me sinto deixada de lado até quando a vida continua junto comigo.

No livro, temos a volta de discussões importantíssimas, como racismo e gordofobia. Leah é uma menina gorda que por conta da pressão estética, tem baixa autoestima, é uma ótima desenhista mas também não tem confiança nenhuma em seu próprio talento. Somos apresentados a uma personagem real, uma pessoa com todas as inseguranças de sua idade, ela não é um adolescente acima da média, ou que fica filosofando sobre a vida, ela é uma menina de 18 anos. 

Na minha opinião, o livro não é o melhor da autora, mas não deixa de ser maravilhoso. É importante lembrar que é um spin-off de Com amor, Simon ( conhecido anteriormente como Simon vs. A Agenda Homo Sapiens), e dá continuidade a história, mas pelo ponto de vista de Leah. Portanto, se você ainda não leu o primeiro livro, LEIA ANTES, porque receberá muitos spoilers lendo Leah Fora de Sintonia

Se você ama referências atuais, representatividade, personagens cínicos e fofos ao mesmo tempo, te recomendo todos os livros de Becky Albertalli. A autora consegue descrever personagens e emoções de uma forma única. Seus livros são leves e  importantes simultaneamente. Conseguindo falar sobre tabus de um jeito nunca antes visto por mim. Eu diria que ela é uma das melhores autoras de YA atualmente e merece ser lida por você!


Avaliação:                                                                            Ficha Técnica
Título: Leah Fora de Sintonia
Autor: Becky Albertalli
Editora: Intrínseca
Páginas: 319




Oi Povo, tudo bem?

As vencedoras do Kit 2 e Kit 3 não responderam os e-mails com os dados solicitados, por esse motivo estamos fazendo um novo sorteio.

Vencedora do kit 2:
Janice Filgueiras

Vencedora do kit 3:
   Francine Silva

As ganhadoras terão que responder o e-mail enviado em até 72 horas. Porém, se o e-mail não for respondido será realizado um novo sorteio.

Oi Povo, tudo bem?

Vamos ao resultado de mais uma super promoção??

Vencedora do kit 1:
Luciana Dryer
Vencedora do kit 2:
Fernanda Baptista 

Vencedora do kit 3:
Ana Paula Mendes

As ganhadoras terão que responder o e-mail enviado em até 72 horas. Porém, se o e-mail não for respondido será realizado um novo sorteio.

Oi Povo, tudo bem?
Hoje vamos falar de um livro que me fez voltar aos tempos de adolescente!!! Hahaha. Quando a Editora Pandorga anunciou o box das “Irmãs Walker” fiquei apaixonada porque eram livros que já estavam na minha listinha de desejados há muito tempo, então na bienal de São Paulo acabei comprando e autografando com a super fofa M.S.Fayes.

Rainbow Walker tem uma família diferente, muitos até podem descrevê-los como loucos de pedra, mas confesso que amei todos eles. Seus pais ainda vivem na “vibe” do movimento “hippie” com todo aquele paz e amor, e por esse motivo vivem migrando de cidade em cidade. Ela é a irmã mais velha e mais contida do trio, de tanto se mudar, Rainbow já não vê porquê fazer novas amizades e socializar com as pessoas ao redor. Seus irmãos Sunshine e Thunder Storm, são completamente diferentes dela, visto que são completamente abertos a fazer novos amigos e super sociais. 

“Eu me chamo Rainbow. Sim, eu sei. Um nome estranho para uma garota estranha. O que posso fazer se eu sou fruto do avassalador modo hippie de viver?” Pág: 07.

Rainbow odeia ser o centro das atenções, mas como todo recém chegado no colégio, ainda mais no último ano do ensino médio, ela vira o centro das atenções na Westwood Garden School. Assim começa uma série de piadas com seu nome e de seus irmãos. Eles, por serem mais enturmados, acabam tirando de “letra”, mas ela não consegue lidar muito bem e acaba se retraindo ainda mais. Porém, por uma grande sorte do destino, Thomas Reynard surge em seu caminho.

“- Olha, você é nova aqui. Até aí, tudo bem. Sua chegada trouxe um fresco bacana à escola e certa curiosidade sobre você - ele falou e eu apenas fiquei esperando que pérola de sabedoria sairia dali. - Porém, desde que chegou, não foram muitas pessoas que conseguiram realmente se aproximar. Você simplesmente as isola.” Pág: 29.

Thomas é lindo, atencioso, super insistente e ainda o astro do time da escola (por ser tão discreto que Rainbow demora anos para descobrir). Sim, estou suspirando!!! Hahahaha. Sério, nunca vi adolescente tão fofo no mundo, simplesmente me apaixonei perdidamente!! Hahaha.

“Rainbow era uma garota séria e completamente alheia ao fato de que todos ao seu redor queriam uma parcela de sua amizade. Eu, ao menos. Há muito tempo não ficava tão interessado em uma garota assim.” Pág: 31.

Preciso dizer que me apaixonei pelo casal porque Rainbow é daquelas mocinhas que fazem a gente torcer para que tudo dê certo e sobre Thomas nem preciso dizer mais nada, né? Rsrs. Não vejo a hora de ler o livro de Sunshine e de Storm, porque já amei aquela família como se fosse minha, isso sem falar nas risadas que dei nos diálogos entre eles!! Uma coisa que não posso esquecer de comentar, é que o livro trata do tema “bullying” de uma maneira leve e delicada, Fayes está de parabéns!!
Se indico o livro? Claro!!! Se você procurar um romance leve e surpreendente leia Rainbow!!:D

Pequeno Adendo:
Para quem amou o livro, precisa ler o conto “A Garota dos Meus Sonhos”. É um verdadeiro presente para os fãs!! Obrigada por essa lindeza, Fayes!!!


Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Rainbow
Autor: M.S. Fayes
Editora: Pandorga
Páginas: 288
author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!