Oi Povo,
“Um Acordo Pecaminoso” é o terceiro livro da série “Os Ravenels” da diva Lisa Kleypas. Desde do começo da série, Pandora é minha personagem favorita e com isso estava morrendo de medo de não curtir a leitura, mas a autora consegue se superar a cada livro da série, tanto que esse entrou para minha lista de favoritos!! :D

Para conhecer melhor a série: Um Sedutor Sem Coração e Um Noiva para Winterbone.

Pandora é diferente de qualquer lady. Ela foi criada com as irmãs numa fazenda, sendo rejeitada pelos pais, e com isso acabou sendo criada sem qualquer limite e educação com que uma verdadeira dama deve ter. Com as mortes de seus pais e irmão, Devon acabou cuidado não só da fazenda que pertencia a sua família, como também dela e de suas irmãs. Ele achou que deveria apresentar ela e sua irmã gêmea Cassandra a sociedade, Pandora não gostou muito da ideia, mas sua estava tão empolgada que ela acabou topando.

“Lady Pandora Ravenel estava entediada. Profundamente entediada. Entediada até de estar entediada. E a temporada social de Londres mal havia começado.” Pág:12.

Num dos bailes em que ela e sua irmã participam, Pandora é pega numa situação comprometedora com lorde St. Vincent. Ele como um bom lorde propõe casamento para a dama, mas ela fica horrorizada com a proposta, afinal, se casasse, não poderia mais ser a dona da fábrica que irá fabricar seu tão sonhado jogo de tabuleiro.

“- Vá com Chaworth. Diga a sua acompanhante que estou indo agora à casa Ravenel. E , pelo amor de Deus, tente não ser vista. Eu odiaria que pensassem que fui tão incompetente ao molestar alguém.” Pág. 29.

Gabriel nem sonhava que sairia daquele baile com uma noiva, mas não poderia arruinar a vida da menina. O problema é que realmente ficou interessado na misteriosa Pandora, porém sua reação com a proposta dele mostra que ela não vai aceitá-lo tão fácil. Com isso ele tem a ideia de chamá-la e sua família para passarem uma semana na casa dos pais deles para que eles se conheçam e enfim tomem a decisão se irão se casar ou não.

Não posso contar mais detalhes, mas tenho que comentar que a grande surpresa deste livro é que Gabriel é filho de Evie e Sebastian, casal protagonista do livro “Escândalos da Primavera” da série “As Quatros Estações do Amor”. Foi uma delícia rever o casal e saber o que aconteceu na vida delas. Melhor ainda foi saber que Sebastian é simplesmente um paizão que criou um homem lindo e com caráter admirável. Nem dá para para perceber que amei o livro, né? Hahaha.

“Era um alívio ver o pai, sua fonte infalível de apoio e conforto. Os dois trocaram um aperto de mão firme e um abraço rápido. Demonstrações de afeto como aquela não eram comuns entre pais e filhos do nível social deles, mas a verdade é que nunca haviam sido uma família convencional.” Pag:44.
Maiores informações sobre a autora -> Lisa Kleypas

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Um Acordo Pecaminoso
Série: Os Ravenels #03
Autor: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Oi Povo, tudo bem?
Hoje vamos falar de Doce Lar primeiro volume da série Sweet da Tillie Cole. Meu primeiro contato com a autora foi com o livro “Mil Beijos de Garoto” fiquei simplesmente encantada com a escrita, o livro entrou na minha lista de mais que favorito. Então fiquei louca quando vi o lançamento desse livro.  Primeiro preciso comentar que a capa do livro é a cara da história, a editora fez bem em ouvir seus leitores e manter a capa original.

Molly Shakespeare não teve uma vida nada fácil, logo no começo do livro acompanhamos a comovente cena da avó de Molly contando do falecimento de seu pai, sendo que ela já tinha perdido sua mãe durante o parto. Logo depois temos uma virada de 14 anos e estamos nos USA mais precisamente na universidade do Alamba, em Tuscaloosa. Molly esta atrasada para primeira aula de filosofia do qual ela trabalha como assistente da professora Ross para entregar seu mestrado. Quando um “incidente” acontece e ela acaba conhecendo Rome.

“Enquanto saía pela porta rumo ao ensolarado dia de verão, não consegui deixar de me sentir decepcionada ao confirmar que Rome era, obviamente, um daqueles caras - jogador… responsável por partir corações...o típico bad boy, sem tirar nem pôr.” Pág: 25.

Ela e suas amigas, Lexi e Cass, estão passando pela iniciação de uma irmandade. Molly, nunca quis fazer parte disso, mas por suas amigas ela topa passar por isso. Para serem aprovadas elas precisaram passar numa prova. Elas serão vendadas e terão que beijar alguém e adivinhar o que a pessoa acabou de comer. Na vez de Molly, ela é surpreendida com um beijo que lhe deixou sem chão e ao tirar a máscara ela dá de cara com Rome. 

“Sem aviso, meu captor soltou um resmungo frustrado, deixando de lado qualquer gentileza, e sua língua ávida e úmida invadiu minha boca, duelando com a minha, lutando por controle. Cedi com prazer. Não havia outra opção.” Pág: 31.

Quem não gosta nada dessa cena é Shelly, e tenta impedir Molly de entrar na irmandade. Mas Molly acaba entrando por ter cumprido a prova. É nesse ambiente que começa o conturbado romance deles.

O livro tem muitas reviravoltas e em alguns momentos fiquei sem saber o que pensar. O romance deles não é aquele água com açúcar, muitas das vezes é bastante abusivo e eu queria parar a leitura. Mas, Tillie consegue prender o leitor de uma maneira que é impossível parar até saber o final.


Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Doce Lar
Série: Sweet #01
Autora: Tillie Cole
              Editora: Essência
Páginas: 320
Oi Povo, tudo bem?
“No Badalar da Meia-Noite” é primeiro livro da série “The Naughty Princess Club” da autora “Tara Sivec” lançamento desse mês da “The Gift Box Editora”. Estava extremamente curiosa com esse livro, pois amo releitura de contos de fadas. Quando peguei o livro fiquei encantada, a capa está lindíssima com letras em alto-relevo, a diagramação maravilhosa, com direito a coroa de princesa no início dos capítulos!! Rsrs.

Cynthia vive a vida perfeita, sua família, sua casa, seu bairro são daqueles tipo comercial de margarina. Para completar a perfeição com chave de ouro ela é presidente da Comissão de Eventos da Vizinhança, responsável por todas as festas chiques que acontecem no lindo bairro de Farytale Lane. Sua vida se resume em manter a casa e a si impecáveis, uma mulher chique nunca está desarrumada. O problema é que sua vida começa a desmoronar quando num belo dia ela volta do mercado e encontra um envelope com os papéis do divórcio.

Seu, agora, ex-marido Brian simplesmente fugiu com a babá levando todo o dinheiro deles e da empresa em que trabalha com os pais. Ela se vê sozinha com uma filha de 13 anos, sem nenhum dinheiro e com os sogros a acusando de roubo. Eles não conseguem acreditar que o filho fugiria com o dinheiro da família. Cynthia, não sabe o que fazer e nem entende como foi parar nessa situação. Porém, para todos os seus vizinhos e sua filha, ela diz que seu marido está viajando a trabalho. Afinal, cultivar a aparência de perfeição é importante, mas principalmente não quer virar o assunto da rua.
“Tenho que acreditar que Brian voltará para casa logo. Talvez tudo não voltasse a ser como antes, mas dizer a verdade só nos faria passar por idiota. Neste momento, minha reputação é tudo o que eu tenho, e nem pensar que vou manchá-la ao alimentar as fofoqueiras da cidade.” Pág: 10.

Até que um dia Cindy passa por um situação desesperadora e acaba conhecendo Ariel, sua vizinha escandalosa que todo mundo da vizinhança julga ser “mau caráter”. Porém, é Ariel que a salva daquele embaraço e com isso elas acabam ficando próximas.

Durante a festa de Halloween do bairro, Cindy se aproxima ainda mais de Ariel e conhece Isabelle. Elas estão vestidas de princesas e são convidadas para trabalhar em um festa com aquelas roupas. Como todas estão em uma crise financeira elas acabam aceitando, o problema que a festa não é infantil como elas tinham imaginado. Ela foram confundidas com strippers e fogem correndo do local, mas nessa confusão acabam alertando que isso pode se tornar um grande negócio.
“- A vida é uma merda. Os homens são uma merda. Nós, mulheres, temos que nos juntar. Você precisa aprender a não se incomodar com o que as pessoas pensam sobre você e decidir o que fazer com a sua vida, e eu quero ajudar você a fazer isso.” Pág: 31.

O único problema é que Cindy só tirou a roupa para seu marido e é totalmente travada. Belle é uma bibliotecária que mora com o pai, e é ainda mais envergonhada que Cindy. Ariel, apesar de ser a mais louca ainda tem suas limitações. Como essas três loucas poderiam virar strippers e ainda montar um negócio com isso? Para saber a resposta dessa pergunta você vai precisar ler o livro!! Rsrs.

O livro é extremamente divertido e tem um lado quente, além de contar uma história de superação e descoberta surpreendente. Cindy é uma mulher que passou a vida se anulando, então acompanhar a evolução da personagem é muito legal. Sem falar que ela aprendeu com a maluca da Ariel a não ter o nariz em pé. Estou louca para conhecer melhor Ariel e Belle, elas já se tornaram minhas amigas!! Rsrs. Não posso deixar de falar de JP, ele é um personagem super importante na história e que nos arranca suspiros o tempo todo.

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: No Badalar da Meia-Noite
Série: The Naughty Princess Club#01
Autora: Tara Sivec
              Editora: The Gift Box
Páginas: 328
Data de Lançamento: 04 de abril de 2019.
Duração: 2h 12min
Gêneros: Ação e Fantasia.
Diretor: David F. Sandberg.
Distribuidor:  Warner Bros.

Hey meu povo, estou aparecendo meio fora de hora com notícias novas, fomos convidados pela Warner para assistir uma sessão exclusiva do filme novo da Warner DC, isso mesmo meu povo, fomos chamados para assistir Shazam, muita emoção (Eita que tamo ‘ficando’ importante), e venho de antemão aqui agradecer toda a organização, foram muito atenciosos e receptivos com todos que lá estavam, mas vamos ao filme.

O filme conta a história do adolescente Billy Batson(Asher Angel), que se perde da mãe quando criança, e tem como meta de vida encontrá la a qualquer custo. Após se perder de sua mãe, Billy passa a viver em vários lares e casas de adoções, mas acaba sempre fugindo para ir em busca de sua mãe. Até que acaba indo parar na casa do casal Vasquez (Cooper Andrews e Marta Milans), uma casal tem uma casa que acolhe crianças sem família (está triste até agora né gente?), eles são ótimas pessoas e as crianças que lá vivem são melhores ainda. Nesse período acaba conhecendo seu melhor amigo Freddy Freeman (Jack Dylan Grazer), Freddy é um garoto divertido, animado, feliz e brincalhão apesar de ter um problema de locomoção não é nada fácil deixar ele para baixo. Nesse período em que está na casa do casal Vasquez, ele é convocado pelo grande mago Shazam (Djimon Hounsou), para herdar todos os poderes desse grande mago, por ser considerado puro de coração (ou por falta de opção ainda estou refletindo sobre isso rsrsrs), para combater o temível Dr. Silvana e os Sete pecados capitais.

Bem agora que já falei bastante sobre a trama do filme, vamos ao que esse ser humaninho vos fala achou do filme. Bem sinceramente na minha opinião é o melhor filme do universo cinematográfico da DC, tem comédia, ação e uma boa dose de drama (estou falando no bom sentido). Shazam consegue ser divertido sem ser idiota e consegue ser um filme sério sem ser dark. Momentos como quando Billy está descobrindo os poderes que herdou do mago são impagáveis, pois ele é um garoto de 14 anos que acaba de descobrir que tem poderes, sendo bem sincero o que você faria se descobrisse que tinha poderes especiais aos 14 anos?, respondo muito rapidamente por todo mundo, zoaria o plantão de todos, que é exatamente o que retratado no filme, Shazam relembra à todos os adultos às inconsequências adolescentes, só que esse adolescente tem superpoderes. O único ponto negativo que pude ver no filme foram alguns efeitos especiais, que sendo bem sincero são de doer algumas vezes, mas nada que possa destruir o filme para quem for assistir.

Outro ponto que também tenho que exaltar do universo cinematográfico DC, é que acho que finalmente eles encontraram um equilíbrio nos filmes que é possível o filme ser sério e engraçado, que não é preciso ter três horas de duração para mostrar seu ponto.

Gente é isso, aconselho muito que todos saiam de casa para assistir nos cinemas Shazam, posso dizer que é um filme de Ação/comédia para toda a família, até quem não é fã do gênero de heróis vai gostar. Bom por hoje é só pepepessoal.



Antes de mais nada, vou declarar que os autores brasileiros são INCRÍVEIS e não perdem em NADA para os gringos! E também o meu amor ETERNO ao Vitor Martins, um autor maravilhoso que traz personagens e histórias representativas em seus livros. Um Milhão de Finais Felizes foi publicado pelo selo jovem da Editora Globo, GloboAlt, em junho de 2018.

Jonas é um jovem de 19 anos meio “perdido” sobre o que almeja para o seu futuro, sendo um homem gay que vive com uma mãe evangélica e o pai totalmente babaca. Terminou o ensino médio, mas não conseguiu passar no vestibular e, após um tempo parado em casa, saiu entregando currículos até conseguir um emprego na Rocket Café, uma cafeteria com temática um tanto inusitada, até o cardápio tem o tema espacial e, claro, seu uniforme também (o avental holográfico que o diga). 

Mais uma vez, me sinto impotente diante das expectativas que minha mãe tem para a minha vida. Mais uma vez, sinto que o momento em que ela vai se decepcionar comigo de verdade está próximo.

Apesar de não saber muito bem o que quer estudar, Jonas sempre quis escrever livros, e guarda com ele um caderninho no qual anota as ideias que têm durante o dia. Por mais que tenha muitas ideias, Jonas nunca escreveu um livro, porém isso muda a partir da ideia #66. Em um dia comum de trabalho, Jonas atende um dos caras mais lindo que ele já pôs os olhos pessoalmente e, apesar de seus esforços para parecer minimamente legal para o seu novo cliente/crush, ele acaba parecendo um pateta total, além de não conseguir descobrir nem o seu nome. Jonas tem que se conformar com o apelido que ele mesmo deu ao cliente em um momento de descontração entre os dois, Barba Ruiva, tal qual um pirata se chamaria. E é aí que surge a ideia #66! Escrever um livro sobre PIRATAS GAYS!!!

Pego o copo, escrevo “Barba Ruiva” e ao lado desenho um sorrisinho. Em cima do sorriso eu desenho um chapéu de pirata que fica muito feio, mas não há muito que eu possa fazer.                                                                                                     -Que tal?- pergunto, mostrando o copo para ele.                                                      -Gostei! Você acha que eu daria um bom pirata?- Barba Ruiva responde e eu quero acreditar que ele está TOTALMENTE INVESTIDO no meu flerte. 

O livro não se resume a jornada dele como escritor, vai muito além disso, nos mostra a jornada de Jonas em busca da auto aceitação, amor, independência, família, amizade... É um livro muito representativo e com emoções reais. Não retrata aquelas histórias de jovens super inteligentes e pensadores que embarcam em uma aventura para sei lá o quê. É a história de uma jovem comum, atual. 

-Eu queria que você entendesse que nem sempre a família que nasce com a gente vai nos entender. Nem sempre eles vão ficar do nosso lado pra sempre. Mas isso nunca vai te impedir de escolher uma família nova.

Eu acompanho o Vitor Martins há algum tempo nas redes sociais, e é IMPOSSÍVEL não identificar a escrita dele, se alguém me desse o livro sem a capa e nome do autor, eu reconheceria na hora! Ele é um ótimo autor, sabe criar personagens incríveis e é adepto a todo o tipo de referências da cultura POP, o que nos deixa muito mais imersos ao universo do livro e íntimo de seus personagens. 

Avaliação:                                                                       
Ficha Técnica
Título: Um Milhão de Finais Felizes
Autor: Vitor Martins
Editora: Globo Alt
Páginas: 352


Olá amantes da literatura fantástica,

Rainha das Sombras é o quarto livro da Saga Trono de Vidro. Sei que levei muito tempo para publicar essa resenha, o livro tem nada menos que 643 páginas e é tão UAL! que não sabia bem como me expressar, porém, sendo esse o ano de lançamento do último livro não podia deixar vocês sem nada. Então estou aqui, dando o máximo para não desapontar vocês.

Essa resenha contém spoilers dos livros anteriores. 

Depois do final bombástico que acompanha todos os livros da Sarah, nos deparamos com um Dorian sombrio, não que ele tenha muita escolha. Possuído por um príncipe valg, será que ele conseguirá controlar seu corpo e poder a fim de ser um aliado, ou será um mortal inimigo?

O demônio obrigou que ele sentasse em uma plataforma, em um trono ao lado de uma mulher coroada. Ela nem reparou que a coisa usando a boca do jovem não era a pessoa que dera à luz. Do outro lado, estava o homem que controlava o demônio dentro dele. E mais adiante, o salão de baile, cheio de nobres falantes, alheios ao fato de que ainda estava ali, ainda gritava.Pág.: 137

Aelin Ashryver Galathynius, a rainha de Terrasen, ficou muito tempo fora, aprendendo com Rowan e travando novas batalhas, ela não faz ideia do que aconteceu em Ardalan em sua ausência. Forte da Fenda está totalmente diferente. Um dos seus objetivos é recuperar o amuleto de Orynth, e para isso terá que encarar um inimigo do passado, Arobynn, o ardiloso líder da Guilda dos Assassinos. Ao encontrá-lo é impossível, tanto para nós, quanto para nossa rainha não lembrar de Sam e de tudo que o aconteceu, parece uma outra vida, mas a dor é bem presente. Aelin acaba descobrindo que seu primo Aedion está prestes a ser executado, e seu principal objetivo passa a ser salvá-lo, para isso ela terá que confiar em antigos, novos e improváveis aliados, além de colocar sua vida novamente nas mãos do inimigo.

Chaol faz uma grande revelação, que pode mudar tudo. Enquanto nossa rainha estrutura seus planos para libertar a magia em Ardalan, Manon, a líder alada, está descobrindo coisas terríveis em Morah. Uma coisa eu posso dizer, a terra vai tremer quando o caminho dessas duas se cruzarem.

Manon limpou as unhas.- E os valgs são… cruéis?- Nós somos cruéis - respondeu Ghislaine. - Os valgs? Dizem as lendas que são a origem do mal. São escuridão e desespero encarnados.Pág.: 177

Um dos pontos altos dos livros de Sarah, são suas personagens femininas. Elas são extraordinárias, e principalmente reais, seus medos, suas frustrações, suas histórias. Apesar de Aelin ser a protagonista, a autora explora e conta a história de todas elas, de forma mais superficial, é claro, mas explora suas potencialidades ao máximo e é magnífico de mergulhar em seu mundo. São tantas mulheres que é impossível não se identificar com alguma delas.

Abaixo, uma imagem que peguei em um post e ainda estou buscando a autora para dar o crédito.
Sorcha, Nehemia, Nesryn,  Lysandra, Aelin, Manon, Elide, Kaltain e Ansel.

Nesryn falou:- Pare de sentir pena de si mesmo. Mantenha seu curso, mas também planeje outro. Adapte-se.Pág. 186

Venham leitores, fazer uma imersão em TOG e mudar seu modo de ver o mundo. Deixem Sarah transformar a sua vida. ;)

Conheça os livros anteriores:

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Rainha das Sombras
Série: Trono de Vidro #04
Autor: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Páginas: 643
author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!