Pular para o conteúdo principal

Resident Evil 6 - O Capítulo Final - Filme

Oi pessoal! Tudo certinho? Como vocês sabem as Fadas Literárias fazem parte do grupo Aliança de Blogueiros, e foi através dessa parceria que tivemos a oportunidade de ir na cabine de imprensa do filme Resident Evil 6: O Capítulo Final com direção de  Paul W. S. Anderson que conseguiu brilhantemente nessa sequencia manter o foco para a realidade do mundo virtual, sem sair e nem destoar tanto da história original, como foi feito nos últimos lançamentos. 

Dessa forma, baseado no popular jogo de vídeo game da Capcom muito mais bem-sucedida no cinema do que o esperado Resident Evil 6: O Capítulo Final recomeça dando continuidade aos acontecimentos do filme anterior, onde Alice (Milla Jovovich), após sofrer uma emboscada em Washington e ser a única a ter sobrevivido do que era para ter sido a última chance da humanidade de lutar contra os mortos-vivos, acorda em um mundo à beira do fim, com pouco mais de 4 mil humanos sobreviventes.  Agora, ela precisa retornar para o lugar  que todo esse pesadelo de zumbis se iniciou - a Colmeia, em Racoon City, cidade em que ainda abriga uma das unidades  subterrâneas da Umbrella Corp que por mais incrível que possa parecer não foi destruída no processo de expurgo e ainda está unindo todas as suas forças para uma última batalha, com o único intuito de exterminar definitivamente todo o resquício da humanidade que sobreviveu ao terrível  apocalipse.

Assim, Alice é requisitada para executar sua ultima missão -  tentar recuperar um antivírus milagroso capaz de acabar com a epidemia causada pelo T-Virus na Umbrella Corp e só então livrar o mundo da praga. Dessa maneira, após 14 anos e seis filmes a franquia Resident Evil, finalmente fecha sua história, que na minha opinião de fã foi uma franquia muito prolongada e de fato não necessitava. Onde,  as duas versões 4 e 5 anteriores foram totalmente desnecessárias e diferentes do enredo original dos games. 

Eu (Priscila) sei muito bem que quando uma narrativa vem precedendo ao seu nome o tão temido título baseado e de fato ao que se remete,  porém como muitos fanáticos eu esperava que os dois últimos longas fossem mais direcionados ao universo dos games e apesar de alguns elementos existentes me decepcionei bastante. Logo quando foi anunciado uma nova continuação a minha expectativa aumentou e posso dizer com absoluta certeza  que finalmente eles retornaram do ponto onde pararam a série no filme 1 e 2 fazendo-o voltado para plena ação, adrenalina  e constante luta pela sobrevivência do início ao fim. 

De certo o longa é um excelente fechamento para a franquia e como dizem fechou com chave de ouro tendo de tudo e mais um pouco para satisfazer a cede dos fãs. Apesar de algumas falhas no roteiro e que acaba por criar algumas situações repetitivas e alguns exageros nas reviravoltas, ainda notei que apesar de ser uma ferramenta  muito boa o recurso 3 D foi pouco explorado e parece quase não existir, o que é um triste desperdício. Por terem anunciado essa técnica pensei que os mortos-vivos soltariam da tela e que os monstros poderiam ganhar vida realmente (só que não foi dessa vez). Já com relação ao novo elenco me agradou bastante, esperava mais a participação deles e apesar de terem sido pouco aproveitado, os poucos momentos envolvendo eles foi de puro êxtase.  

Embora ainda deixe espaço para mais continuações (com os dedos cruzados para que caso ocorra não seja desastrosa) também existe uma finalização mega ultra eficiente da saga de Alice. Mesmo assim, no geral o filme agrada muito o mais variado espectador e eu (Priscila) sei que fara um grande sucesso.Dou-lhes uma dica corram o mais depressa  possível para o cinema, preparem aquele combo mega super fantástico e se preparem para ficarem vidrados  na telona com as cenas e efeitos especiais/visuais que superam e muito os outros da sequência. Bom Filme !

Ficha Técnica:
Data de lançamento 26 de janeiro de 2017 (1h 47min)
Direção: Paul W.S. Anderson
Roteiro: Paul W. S. Anderson
Nota:  8.5, três estrela e meia
Nacionalidades:  Eua, Alemanha, Austrália, Canadá, França
Distribuidor brasileiro (Lançamento) : Sony Pictures
Elenco: Milla Jovovich, Ali Larter, Iain Glen  Ruby Rose ,  William Levy entre outros.






Trailer :

Comentários

  1. Gostei da dica Priscila. Assisti os primeiros filmes da franquia Resident Evil e curti bastante. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Eleanor & Grey - Resenha

Oi Povo, tudo bem? Todo mundo que acompanha o blog sabe que sou mega fã de Brittainy C. Cherry, então quando vi que a caixa do “clube da Carina Rissi” vinha com o livro “Eleanor & Grey" e os marcadores de todos os livros da autora lançado aqui no Brasil, fiquei LOUCA. Graças ao bons Deuses dos livros, a Editora disponibiliza a caixa de maneira avulsa e consegui comprar essa lindeza! Rsrs. Sabe aquele tipo de livro que quando você termina, seus pensamentos são: “Obrigada Deus por eu amar ler! Obrigada por livros assim! Que lição de vida! Que autora maravilhosa!!". Quando terminei mandei uma foto da minha cara inchada de tanto chorar para Helyssa (voocomlivro) e Anastacia (notasliterarias_), falando que não estava sabendo lidar com tantos sentimentos. Eleanor, é uma adolescente que ama ler, não é muito social e ainda usa aparelho nos dentes, essa junção é o bastante para chamarem ela de esquisita ou sorriso metálico. Ela nem liga muito para esses comentários, Eleano

Talvez Agora - Resenha

  Oi Povo, tudo bem? Hoje vamos falar de "Talvez Agora”, que é continuação de "Talvez um dia” de Colleen Hoover lançado no ano passado pela Galera Record. Sou muito fã da autora e quando terminei “Talvez um dia”  fiquei sem saber o que fazer da vida porque eu não estava acreditando que a história terminava daquela maneira. Fiquei tão revoltada que comprei “Talvez Agora” no lançamento, mas levei meses para criar coragem e voltar para aquele universo. Vocês também são assim? HAHAHA. Espero sinceramente não ser a única!! HAHAHA. Ridge e Sydney, depois de tanto tempo, estão namorando. Sydney finalmente se sentiu segura para começar algo mais com Ridge. Ele por sua vez parece estar nas nuvens porque finalmente eles poderão viver um amor sem culpa e do jeito que sempre sonharam. Porém, isso não significa que tudo vai ocorrer nas mil maravilhas, afinal Ridge e Warren são as únicas pessoas no mundo que Maggie pode contar, e esse detalhe pode mudar tudo.  Maggie sabe que tem fibrose c