Pular para o conteúdo principal

Power Rangers - Filme



Oi pessoal! Tudo certinho?
Como vocês sabem as Fadas Literárias fazem parte do grupo Aliança de Blogueiros, e foi através dessa parceria que tive a oportunidade de ir à cabine de imprensa de um dos filmes que mais queria assistir em 2017, a alegria que contagiava todas as crianças nos anos 90 Power Rangers com direção de Dean Israelite e roteiro conjunto de Ashley Miller e Zack Stentz.


Assim, a jornada de cinco adolescentes problemáticos, totalmente diferentes e com vidas extremamente opostas, muda quando em um mero acaso descobrem um poder misterioso escondido em uma mina de ouro. E apesar de todos os obstáculos e divergências se unem com um objetivo comum o de Salvar a sua pequena cidade Angel Grove (Alameda dos Anjos) das garras de Rita Repulsa. Logo escolhidos pelo destino, eles descobrirão que são os únicos que poderão salvar o planeta, mas para isso, eles deverão superar seus problemas pessoais, se tornarem verdadeiramente amigos durante o processo, para só então juntarem suas forças e enfim lutarem contra as forças do mal , antes que seja tarde demais.
Para muitos cinéfilos que estavam perdendo suas noites de sono imaginando que o filme seria ruim e não teria representatividade, estou imensamente contente em informar que podem dormir tranquilos, pois Power Rangers consegue ser único, apesar de um remake e ainda mais sensacional do que o sua série original por uma infinidade de motivos que poderia ser listada facilmente.

Primeiro eles conseguiram reunir um elenco muito bem entrosado nos papéis e que fazem com qualidade suas interpretações dos nossos Rangers favoritos. A equipe técnica, cenário, figurino e fotografia conseguiram dar um ar futurista aos personagens sem fazer com que eles perdessem a essência original, isso inclui ainda o roteiro fantástico que conseguiu reunir magistralmente o novo com o antigo e fazer assim um tipo de mix diversificado de todas as histórias já narradas anteriormente conseguindo unir um pouco de cada visão sem destoar de seu enredo.

Além disso, também conseguiram trazer uma roupagem nova  para toda narrativa ao adicionar os elementos de temática tão atuais e reais tais como:  a primeira super heroína Gay (Ranger Amarela), um outro com espectro autista (Ranger Azul), bulling, as pressões que os jovens sofrem no ensino médio para crescerem e terem um futuro brilhante, os rótulos impostos como uma máscara para cada um e ainda os  membros da equipe Ranger integrando o time dos problemáticos da detenção do High school.

De certo retratar os Rangers como alunos comuns, cada um com seus problemas e dificuldades foi uma jogada genial, pois assim todas as faixas etárias podem se reconhecer neles e assim despertar um maior interesse pela historia. Somado a isso pode-se ainda encontrar cenas que com absoluta certeza os farão dar altas gargalhadas durante o percurso e até algumas outras que os farão repensar alguns valores preestabelecidos.

Sei que sou suspeita por ser uma verdadeira fanática quando o assunto em questão é Power Rangers, a tal ponto que os Rangers encabeçavam as minhas brincadeiras de infância e me fazia desejar profundamente adentrar a televisão só para ter a oportunidade de ser por um dia a Ranger Rosa. Quem nunca?

Enfim, dou-lhes essa super dica de filme e digo para prepararem aquele mega  combo de pipoca, aquela sua blusa personalizada do seu Ranger preferido que eu sei que todos correram para comprar antes da estreia e por último  não esqueçam comprem o ingresso antecipado, por que prevejo filas imensas dos marmanjos de plantão. Bom filme cinéfilos!!


Ficha Técnica:

Data de lançamento: 23 de março de 2017 (Brasil)
Produtora: Lions Gate Entertainment
Roteiro: Ashley Miller e Zack Stentz
Música composta por: Brian Tyler
Classificação: Não definido
Nota: 9.0 (Quatro estrelas)
Produção: Haim Saban
Direção: Dean Israelite
Duração: 2 h 4 min  
País: EUA  


Elenco: 

  • Dacre Montgomery - Jason Lee / Ranger Vermelho
  • Naomi Scott - Kimberly / Ranger Rosa
  • Becky G - Trini Kwan / Ranger Amarelo
  • Ludi Lin- Zack Taylor / Rager Preto
  • Ronald Cyler II - Billy Cranston / Ranger Azul
  • Elizabeth Banks- Rita Repulsa
  • Bryan Cranston - Zordon
  • Bill Hader - Alpha 5 entre outros    
  •  
Trailer:



Galeria de Fotos:










Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eleanor & Grey - Resenha

Oi Povo, tudo bem? Todo mundo que acompanha o blog sabe que sou mega fã de Brittainy C. Cherry, então quando vi que a caixa do “clube da Carina Rissi” vinha com o livro “Eleanor & Grey" e os marcadores de todos os livros da autora lançado aqui no Brasil, fiquei LOUCA. Graças ao bons Deuses dos livros, a Editora disponibiliza a caixa de maneira avulsa e consegui comprar essa lindeza! Rsrs. Sabe aquele tipo de livro que quando você termina, seus pensamentos são: “Obrigada Deus por eu amar ler! Obrigada por livros assim! Que lição de vida! Que autora maravilhosa!!". Quando terminei mandei uma foto da minha cara inchada de tanto chorar para Helyssa (voocomlivro) e Anastacia (notasliterarias_), falando que não estava sabendo lidar com tantos sentimentos. Eleanor, é uma adolescente que ama ler, não é muito social e ainda usa aparelho nos dentes, essa junção é o bastante para chamarem ela de esquisita ou sorriso metálico. Ela nem liga muito para esses comentários, Eleano

Talvez Agora - Resenha

  Oi Povo, tudo bem? Hoje vamos falar de "Talvez Agora”, que é continuação de "Talvez um dia” de Colleen Hoover lançado no ano passado pela Galera Record. Sou muito fã da autora e quando terminei “Talvez um dia”  fiquei sem saber o que fazer da vida porque eu não estava acreditando que a história terminava daquela maneira. Fiquei tão revoltada que comprei “Talvez Agora” no lançamento, mas levei meses para criar coragem e voltar para aquele universo. Vocês também são assim? HAHAHA. Espero sinceramente não ser a única!! HAHAHA. Ridge e Sydney, depois de tanto tempo, estão namorando. Sydney finalmente se sentiu segura para começar algo mais com Ridge. Ele por sua vez parece estar nas nuvens porque finalmente eles poderão viver um amor sem culpa e do jeito que sempre sonharam. Porém, isso não significa que tudo vai ocorrer nas mil maravilhas, afinal Ridge e Warren são as únicas pessoas no mundo que Maggie pode contar, e esse detalhe pode mudar tudo.  Maggie sabe que tem fibrose c