22 de março de 2017

Um amor para Lady Johanna - Resenha

Olá galera! Como vocês estão?

Hoje eu trago para vocês a resenha de Um amor para Lady Johanna, da autora best-seller Julie Gardwood. Ganhamos o livro da Editora Universo dos Livros durante o evento da Aliança de Blogueiros.

Apesar de seu grande sucesso como escritora de Romances de Época e Contemporâneos policiais, eu não conhecia a autora, e devo dizer foi uma grata surpresa. Esse não é um dos Romance de Época mais comuns, ou seja, ambientado na Londres do século XVII ou XVIII, mas sim dos guerreiros das Terras Altas da Escócia e da Inglaterra Medieval. Na verdade ela é considerado um Romance Histórico, devido às peculiaridades do gênero.

Johanna era apenas uma menina quando se casou com com o Barão Raulf, um homem cruel que se dedicou a humilha-la e espancá-la como punição por seus “pecados”, e tudo isso com a aprovação do Bispo Hallwick. Ela com vergonha, não permitiu que a família soubesse das torturas psicológicas e físicas que sofreu durante os três anos de casada.

Os ensinamentos são interpretados por homens, Johanna. Não se esqueça desse importante detalhe.
Padre MacKechnie, Pág.: 225

Então, após a sua morte ela decidiu que jamais se casaria novamente,  mas o Rei John suspeita que ela saiba de um grande segredo e pretende casá-la com um outro Barão que seja fiel a ele. Depois de descobrir pelo que a irmã passou, Nicholas fará de tudo para impedir que ela se case com outro homem cruel, e ainda retirá-la do alcance do Rei John, sendo assim ele intermedia um casamento entre Johanna e Gabriel MacBain, o lorde dos clãs MacBain e Maclaurin A das Terras Altas.

Apesar de seus meros 16 anos, Johanna é uma mulher forte e decidida, então não fica nada empolgada com o novo marido, afinal Gabriel só se casou com ela pelas terras que herdaria, além de ser enorme, grosseiro, mandão e achar que ela é a mulher mais frágil do mundo, quer que ela descanse o tempo todo.

No decorrer do livro observamos o amor crescer entre esse improvável casal. É lindo ver o desabrochar de Johanna, como ela se mostra sensível e forte, tímida e decidida, ela se adapta com facilidade as situações, como aprende a “domar” seu marido e seus homens dos dois clãs. Um amor para Lady Johanna é um livro recheado de personagens tão engraçados quanto irritantes, além de passagens com um humor sarcástico e as tiradas hilárias da nossa protagonista.

... portanto, você vê, eu estava realmente lhe fazendo um elogio.
- A maioria dos elogios não são feitos com um berro, milorde. Essa deve ter sido a razão de eu não ter compreendido.

Ele resmungou.

Pág.: 152

É um livro que mostra bem como a mulher era inferiorizada e desmerecida, e como era duro aquela época, mas também mostra que o  empoderamento feminino é algo antigo e inspirador. Uma das coisas que mais gostei é que ele traz lições para manter um casamento, como conciliar as diferenças, afinal amor é tanto um sentimento, como uma escolha, quando abrimos nosso coração e nos permitimos amar alguém, o resultado por ser incrível.

Recomendo com prazer, espero que se divirtam tanto quanto eu, não só com os protagonistas, mas também com personagens secundários de primeira, que farão você chorar de rir e de raiva rsrsrs

Johanna estava parada no alto da escada à frente da fortaleza com o olhar totalmente focado no soldado. Ela armou outra flecha contra a corda de seu arco e manteve o homem em sua mira.
Pág.: 199
Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Um amor para Lady Johanna
Autor: Julie Gardwood
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Romance Histórico
Páginas: 399

Nenhum comentário:

Postar um comentário

author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!