Pular para o conteúdo principal

Alien: Covenant - Filme


Oi pessoal! Tudo Bom?
Hoje tenho a felicidade que só um cinéfilo/ mega fã possui ao escrever sobre o novo lançamento da Fox, o filme Alien: Covenant que chegou aos cinemas brasileiros ontem. Sei que por ser fã da franquia sou um pouco suspeita ao descrever os momentos emocionantes dessa cabine de imprensa, porém tentarei me manter imparcial quanto a essa super produção.

Antes de tudo  é importante ressaltar e explicar que Alien: Covenant é estabelecido como um  prelúdio para  Alien: o 8º passageiro do ano de 1979 é uma continuação do último filme Prometheus lançado em 2012. Logo dou uma dica que poderá clarear muitas dúvidas existentes sobre a cronologia da franquia que garanto ser bem mais simples que as de Star Wars, veja abaixo:

·         Prometheus (2012)
·         Alien: Covenant (2017)
·         Alien: O oitavo passageiro ( 1979)
·         Aliens: O Resgate (1986)
·         Alien 3 (1992)
·         Alien: A ressurreição (1997)
Esclarecido esse detalhe vamos voltar a focar em Alien: Covenant, que não só deu o nome da nova cinematografia como também é o nome da nave que está em missão de colonização 10 anos depois do misterioso desaparecimento de Prometheus. Ao contrário da última missão que foi exploradora, essa tem o único intuito de chegar ao planeta selecionado e estabelecer uma nova residência para humanidade, no qual carrega consigo uma única promessa vinculada o de recomeço para os seus tripulantes, colonos, embriões e o sintético Walter (Michael Fassbender). Onde a presença de um sintético( um tipo de robô melhorado) não é tão surpreendente em uma missão dessa proporção, grandiosidade e durabilidade.

Porém, tudo muda quando durante uma checagem de rotina a nave passa por danos que obriga a tripulação a sair de seu estado tranquilo de sono. No entanto,  esses acontecimentos são somente a ponta do Iceberg para tudo que ainda irá ocorrer.
Assim, o comandante decide por explorar um planeta recém descoberto para logo estabelecer a nova colônia.  Mas, ao chegarem ao seu destino eles descobrem que apesar da beleza o planeta abriga uma história aterrorizante envolta em muito mistério.

Apesar de possuir um roteiro simplório, sombrio e voltado mais para a sobrevivência, o mesmo possui cenas muito divertidas e com um humor negro surpreendente. Posso garantir que vale muito a pena conferir esse lançamento que enfim explica a origem desses seres que tanto habitaram os meus mais intenso e vívidos pesadelos de infância.

De certo os produtores de Alien acertaram muito em reviver esse universo nesse momento e ainda mais por trazer uma ambientação totalmente nova. É extraordinário reparar em cada mínimo detalhe toda a evolução dos efeitos visuais da montagem do ser monstruoso, da nave, equipamento e armamento do primeiro de 1979 para esse último. Não posso também de enaltecer a escolha de elenco, figurino  e toda a equipe técnica que conseguiram unir todos os elementos para reproduzir e narrar o enredo com extremo sucesso.
Então cinéfilos de plantão dou-lhes essa super dica, corram para o cinema mais próximo e preparem o combo de pipoca, pois Alien voltou com força total. Bom filme !

Ficha Técnica:

Data de lançamento: 11 de Maio de 2017
Produção: Ridley Scott, Mark Huffam,Michael Schaefer, David Giler, Walter Hill
Roteiro: John Logan e D.W. Harper
Música composta por: Jed Kurzel
Distribuidora: Fox Film do Brasil
Diretor de fotografia: Dariusz Wolski
Diretor de Arte: Charlie Revai
Gênero: Suspense, terror e aventura
Nota: 8.0, equivalente a três estrelas
Séries de filmes: Quadrilogia Alien
Direção: Ridley Scott
Nacionalidade: EUA
Duração: 100 min

Elenco: Michael Fassbender, Katherine Waterston, Billy Crudup, Danny McBride Demián Bichir, Nathaniel Dean entre outros


Trailer:

Comentários

  1. Oi Pri

    ando atrasada com meus filmes - sim, o MBA tem sugado minha vida haha- eu AMO Alien e outro dia - na terça- eu revi o segundo filme, foi incrível porque eu amo Winona e Weaver.
    Eu pretendo assistir esse na semana que vem se tudo der certo.Fassbender me faz assistir qq coisa

    beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Eleanor & Grey - Resenha

Oi Povo, tudo bem? Todo mundo que acompanha o blog sabe que sou mega fã de Brittainy C. Cherry, então quando vi que a caixa do “clube da Carina Rissi” vinha com o livro “Eleanor & Grey" e os marcadores de todos os livros da autora lançado aqui no Brasil, fiquei LOUCA. Graças ao bons Deuses dos livros, a Editora disponibiliza a caixa de maneira avulsa e consegui comprar essa lindeza! Rsrs. Sabe aquele tipo de livro que quando você termina, seus pensamentos são: “Obrigada Deus por eu amar ler! Obrigada por livros assim! Que lição de vida! Que autora maravilhosa!!". Quando terminei mandei uma foto da minha cara inchada de tanto chorar para Helyssa (voocomlivro) e Anastacia (notasliterarias_), falando que não estava sabendo lidar com tantos sentimentos. Eleanor, é uma adolescente que ama ler, não é muito social e ainda usa aparelho nos dentes, essa junção é o bastante para chamarem ela de esquisita ou sorriso metálico. Ela nem liga muito para esses comentários, Eleano

Talvez Agora - Resenha

  Oi Povo, tudo bem? Hoje vamos falar de "Talvez Agora”, que é continuação de "Talvez um dia” de Colleen Hoover lançado no ano passado pela Galera Record. Sou muito fã da autora e quando terminei “Talvez um dia”  fiquei sem saber o que fazer da vida porque eu não estava acreditando que a história terminava daquela maneira. Fiquei tão revoltada que comprei “Talvez Agora” no lançamento, mas levei meses para criar coragem e voltar para aquele universo. Vocês também são assim? HAHAHA. Espero sinceramente não ser a única!! HAHAHA. Ridge e Sydney, depois de tanto tempo, estão namorando. Sydney finalmente se sentiu segura para começar algo mais com Ridge. Ele por sua vez parece estar nas nuvens porque finalmente eles poderão viver um amor sem culpa e do jeito que sempre sonharam. Porém, isso não significa que tudo vai ocorrer nas mil maravilhas, afinal Ridge e Warren são as únicas pessoas no mundo que Maggie pode contar, e esse detalhe pode mudar tudo.  Maggie sabe que tem fibrose c