Pular para o conteúdo principal

Black or White - Filme

Olá galera,

Venho trazer mais uma dica do Netflix para vocês. O filme Black or White, podem achar como Preto ou Branco na busca, apesar de a primeira vista parecer mais uma ficção cinematográfica, baseada em fatos reais, sobre preconceito racial ou até mesmo social, ele é bem mais do que isso e me surpreendeu de maneira positiva. Geralmente vemos um vilão, ora o Branco racista querendo humilhar ou se fazer de superior, ora vemos um negro utilizar de sua cor para prejudicar outro, contudo, Black or White trás algo novo e magnífico na minha humilde opinião, um filme sobre amor, força e principalmente valores, sem heróis ou vilões, apenas pessoas, com seus defeitos e qualidades, erros e acertos.

Sinopse:
O advogado Elliot Anderson (Kevin Costner) acaba de perder sua esposa em um acidente de carro. Os dois criavam, juntos, a neta Eloise (Jillian Estell), já que a mãe da menina morreu no parto. Enquanto luta com sua dor, ele recebe a visita inesperada da avó paterna da garota, Rowena (Octavia Spencer), que exige que a neta seja criada pelo pai, Reggie (Andre Holland), um viciado em drogas, cuja negligência faz Elliot culpá-lo pela morte de sua filha. Agora, os avôs de Eloise vão entrar em uma luta pela guarda dela.

O pai de Eloise nunca esteve presente e a mãe da menina morreu no parto, por isso acabou sendo criada pelos avós maternos, que mantinham uma boa convivência com Rowena, a avó paterna. É quando a avó materna morre que começam os problemas, pois o avô deprimido acaba bebendo mais do que deveria. Lendo a sinopse parece um caso simples, pai viciado, avô do bem, fim da história. Mas o fato da família pelo lado paterno de Eloise ser negra faria com que a coisa ganhasse um novo viés e virasse uma batalha racial, questão sempre muito polêmica, no entanto, não é exatamente isso que ocorre, apesar da tentativa de inserir preconceito na ação, vemos na verdade um avô abusando da bebida para aliviar a dor de perder a esposa, assim como uma avó que acredita poder cuidar melhor da menina, e tem esperanças de “salvar” o filho viciado dele mesmo, e no meio disso tudo uma menina que quer conhecer o pai, e que tem a benção de ter pessoas que a amam de verdade a ponto de não deixar suas diferenças transparecer para ela.

Para mim foi um filme lindo e reflexivo, foi lindo ver o avó lutando contra que trata de um tema sensível como a guarda de uma criança, além do terreno minado que é retratar a questão racial, e Black or White faz isso de forma linda e ainda conta com uma dose de humor da melhor juíza que já vi, e do professor particular com um coração de ouro.



Título: Black or White
Ano: 2014
Classificação: 13 anos
Duração: 2h 06min
Elenco: Kevin Costner, Octavia Spencer, Jillian Estell, Anthony Mackie e mais
Direção: Mike Blinder
Gênero: Drama


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eleanor & Grey - Resenha

Oi Povo, tudo bem? Todo mundo que acompanha o blog sabe que sou mega fã de Brittainy C. Cherry, então quando vi que a caixa do “clube da Carina Rissi” vinha com o livro “Eleanor & Grey" e os marcadores de todos os livros da autora lançado aqui no Brasil, fiquei LOUCA. Graças ao bons Deuses dos livros, a Editora disponibiliza a caixa de maneira avulsa e consegui comprar essa lindeza! Rsrs. Sabe aquele tipo de livro que quando você termina, seus pensamentos são: “Obrigada Deus por eu amar ler! Obrigada por livros assim! Que lição de vida! Que autora maravilhosa!!". Quando terminei mandei uma foto da minha cara inchada de tanto chorar para Helyssa (voocomlivro) e Anastacia (notasliterarias_), falando que não estava sabendo lidar com tantos sentimentos. Eleanor, é uma adolescente que ama ler, não é muito social e ainda usa aparelho nos dentes, essa junção é o bastante para chamarem ela de esquisita ou sorriso metálico. Ela nem liga muito para esses comentários, Eleano

Talvez Agora - Resenha

  Oi Povo, tudo bem? Hoje vamos falar de "Talvez Agora”, que é continuação de "Talvez um dia” de Colleen Hoover lançado no ano passado pela Galera Record. Sou muito fã da autora e quando terminei “Talvez um dia”  fiquei sem saber o que fazer da vida porque eu não estava acreditando que a história terminava daquela maneira. Fiquei tão revoltada que comprei “Talvez Agora” no lançamento, mas levei meses para criar coragem e voltar para aquele universo. Vocês também são assim? HAHAHA. Espero sinceramente não ser a única!! HAHAHA. Ridge e Sydney, depois de tanto tempo, estão namorando. Sydney finalmente se sentiu segura para começar algo mais com Ridge. Ele por sua vez parece estar nas nuvens porque finalmente eles poderão viver um amor sem culpa e do jeito que sempre sonharam. Porém, isso não significa que tudo vai ocorrer nas mil maravilhas, afinal Ridge e Warren são as únicas pessoas no mundo que Maggie pode contar, e esse detalhe pode mudar tudo.  Maggie sabe que tem fibrose c