Pular para o conteúdo principal

O Adulto - Resenha

Conheci a escrita de Gillian Flynn com o livro “Garota Exemplar” que se tornou um dos meus livros preferidos da vida! Aprendi que a marca registrada da autora é a reviravolta, e se quer a minha atenção me dê um livro com vários plot twists e suspense. E Gillian é daquele tipo de escritora que faz a gente grudar no livro e só soltar quando toda a trama foi resolvida. 

Neste thriller psicológico a nossa protagonista não é bem a mocinha da história. Nós não sabemos seu nome, mas ela consegue nos envolver em sua trama, a ponto de perdermos o fôlego em alguns momentos. Ela é ensinada desde cedo a se dar bem na vida de maneiras, digamos, não convencionais. Sua mãe não era uma pessoa legal e, apesar de não ter problemas com bebidas ou drogas, foi a pessoa mais preguiçosa que nossa protagonista conheceu, então ensinou a filha desde cedo a pedir esmolas. Com a prática de pedir dinheiro, essa jovem então aprende a “ler” as pessoas tornando seu “trabalho” mais fácil. 

Mais tarde, em seu novo emprego, essa habilidade veio a calhar. Trabalhando em um lugar chamado Mãos Espirituais, ela é transferida para uma nova função. Agora é uma leitora de auras, atendendo muitas mulheres de classe média alta. E assim, ela conhece Susan Burke, uma mulher diferente de todas que ela já viu, que se afugenta após alguns palpites certeiros dados por nossa vidente de araque. Porém, após alguns dias ela retorna revelando que há uma mancha de sangue na parede de sua casa, e isso somado ao comportamento estranho e agressivo de seu enteado Miles, que tem tirado seu sono. A nossa protagonista vê então uma oportunidade de faturar uma graninha extra, desenrolando então a trama do livro. 

"Eu estava tentando entrar para o ramo de limpeza de aura doméstica. Basicamente, quando alguém se muda para uma nova casa, chama você. Você circula pelos cômodos queimando sálvia, salpicando sal e murmurando muito. Começar do zero, eliminar qualquer energia ruim remanescente dos donos anteriores. Com as pessoas se mudando de volta para o coração da cidade, para todas as velhas casas históricas, esse parecia ser um negócio prestes a experimentar uma grande expansão."

A casa estaria afetando o comportamento de Miles, o enteado? Este seria mesmo perigoso? Ou tudo não se passa de uma balela que irá render uma boa grana para a nossa charlatã?
É bom lembrar que por ser um conto, as coisas acontecem mais rápido que em um livro de tamanho normal. E por ser rápido, não me alongarei aqui, para não correr o risco de estragar a história. Mas se uma coisa eu posso dizer, é que com Gillian Flynn sabemos que nada é tão simples como parece e nossa protagonista precisará de mais do que sua habilidade de ler auras. O conto vale a pena ser lido tanto pelos fãs da autora, quanto para aqueles que ainda não a conhecem, será um ótimo primeiro contato!

"Em todo caso, ou eu estava ferrada ou não estava ferrada, portanto escolhi acreditar que não estava. Eu tinha convencido muita gente de muitas coisas ao longo da vida, mas esse seria meu maior feito: convencer a mim mesma de que o que estava fazendo era razoável. Não decente, mas razoável."


Avaliação:  





Ficha Técnica
Título: O Adulto 
Autora: Gillian Flynn
Páginas: 64
Editora: Intrínseca
                                                                                                 





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Placas Tectônicas - HQ - Resenha

Oi Povo, tudo bem? Hoje vamos falar do “Placas Tectônicas”, o exemplar foi cedido pela Editora Nemo, do grupo Autêntica, para um bate papo sobre HQ. Para saber maiores detalhes sobre o que rolou durante essa conversa, confira o nosso post . O que uma separação aos trinta e poucos anos representa para uma mulher?  Como lidar com o fim de um relacionamento? Como refazer seus planos de futuro?  Como criar sozinha uma filha?  Como se comportar em um novo relacionamento?  São esses exemplos que Margaux Motin nos mostra durante a leitura. A HQ é uma maneira que autora usou para “rir de si mesma”. Logo no começo acompanhamos quadrinhos de “casada X divorciada” e encontramos diversos exemplos de como o comportamento da mulher muda de acordo com seu status amoroso. Nada da vida da personagem saiu como planejado e ela precisa aprender a lidar com sua realidade que é ter trinta e poucos anos e estar divorciada, ser mãe solteira e morar num apartamento com vista para as lixeiras

Eleanor & Grey - Resenha

Oi Povo, tudo bem? Todo mundo que acompanha o blog sabe que sou mega fã de Brittainy C. Cherry, então quando vi que a caixa do “clube da Carina Rissi” vinha com o livro “Eleanor & Grey" e os marcadores de todos os livros da autora lançado aqui no Brasil, fiquei LOUCA. Graças ao bons Deuses dos livros, a Editora disponibiliza a caixa de maneira avulsa e consegui comprar essa lindeza! Rsrs. Sabe aquele tipo de livro que quando você termina, seus pensamentos são: “Obrigada Deus por eu amar ler! Obrigada por livros assim! Que lição de vida! Que autora maravilhosa!!". Quando terminei mandei uma foto da minha cara inchada de tanto chorar para Helyssa (voocomlivro) e Anastacia (notasliterarias_), falando que não estava sabendo lidar com tantos sentimentos. Eleanor, é uma adolescente que ama ler, não é muito social e ainda usa aparelho nos dentes, essa junção é o bastante para chamarem ela de esquisita ou sorriso metálico. Ela nem liga muito para esses comentários, Eleano