4 de fevereiro de 2018

Uma noite como esta - Resenha

Olá galera! Como vocês estão?
Hoje eu trago para vocês a resenha de Uma noite como esta, o segundo livro do Quarteto Smythe-Smith da maravilhosa Julia Quinn.

Não sei se vocês lembram da resenha do primeiro livro Simplesmente o Paraíso, que foi o livro da Iris e do Marcus, agora chegou a vez da Anne e Daniel, que apesar de ter tocado no Quarteto, Anne não é uma Smythe-Smith, mas sim a governanta das irmãs Pleinsworth, Frances, Elizabeth e Harriet, quando Sarah “ficou doente” a Senhora Pleinsworth não teve alternativa senão pedir que Anne assumisse a posição ao piano.

Sabemos pelo livro anterior que Daniel Smythe-Smith cometeu um terrível erro. Logo no início de Uma noite como esta lemos o que de fato aconteceu para que ele passasse tantos anos da sua vida fugindo, e com assassinos no seu encalço. Tudo culpa de um duelo com o seu amigo Hugh Prentice, devo dizer que os homens cometem as mais loucas idiotices.

Lembre-se disso, Winstead - Você pode fugir, pode tentar se esconder, mas meus homens o encontrarão. E você não vai saber quem são. Portanto, não os verá chegando.

Aquelas foram as palavras que assombraram Daniel pelos três anos seguintes.
Pág.: 17

Mas então, finalmente, Hugh convence, convence significa ameaça de modo bizarro, seu pai a parar de perseguir seu antigo amigo por conta do acontecido durante o fatídico duelo, e assim Daniel pôde, finalmente, voltar para a Inglaterra.

O Conde de Winstead volta para casa bem no anual concerto musical de sua família, no livro anterior, e para não ofuscar o “brilho” das Smythe-Smith ele prefere observar ao longe. Logo seu olhar se prende a figura no piano, que ele percebe não ser uma de suas primas, Daniel fica admirado com a beleza da jovem.

Ele esperava sinceramente que aquela mulher não fosse casada, porque iria beijá-la. A questão era apenas quando.Pág.: 24

Ao mesmo tempo que Anne vê alguém espiando pela fresta da porta e seu coração quase para imaginando quem poderia ser. Como vocês podem perceber a reação dos dois é bem distinta, isso porque Anne Wynter não é exatamente quem diz ser.

Quando jovem ela tem a maior das desilusões amorosas e num ato de desespero acaba fazendo algo que muda toda a sua vida, que a faz ter que mudar de nome e desaparecer.

O que mais gostei nesse livro foi o fato dos protagonistas serem bem reais, cometem erros, assumem as consequências e fazem o possível para lidar com os percalços da vida. A história dos dois se desenvolve de uma maneira bem legal, pois ocorrem vários acidentes e cada um pensa que a culpa é sua e tem medo de ferir as pessoas que amam.

Atenção para as irmãs Pleinsworth, são hilárias e tornam a leitura bem divertida, amei Anne ensinado matemática a elas rsrsrs


    Avaliação:
    Ficha Técnica
    Série: Quarteto Smythe-Smith
    Título: Uma noite como esta #2
    Autor: Julia Quinn
    Editora: Arqueiro
    Páginas: 270

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    author
    Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!