Pular para o conteúdo principal

Ciclo das Trevas #2: A Lança do Deserto - Resenha


Hey, pessoal! Eu já trouxe “O Ciclo das Trevas” por aqui e agora voltei para continuar a minha campanha de que todos deveriam ler essa série maravilhosa! Por isso, vim falar com vocês sobre o segundo volume da série de Peter V. Brett, que a DarkSide Books está trazendo pra gente — "A Lança do Deserto".

Eu confesso que fiquei muito assustado quando vi o livro pela primeira vez, porque é uma resma de 720 páginas! Então eu fiquei "ai meu Deus, o que tá acontecendo?", mas como Peter já havia conquistado meu coração no primeiro volume, não pensei duas vezes antes de embarcar no segundo.

Se por um lado o livro assusta com a grande quantidade de páginas, ele compensa o leitor com história da boa e da melhor. O único problema para mim, foi a impossibilidade de carregar isso tudo na mochila — não cabia —, então eu demorei um pouco mais para terminar, porque só conseguia ler em casa.

A história começa um pouco confusa nesse segundo volume, porque não continua exatamente de onde parou em "O Protegido". E durante umas duzentas páginas iniciais, Brett conta sobre o povo krasiano, aqueles doidos violentos lá do deserto, que adoravam matar demônios. Mas isso foi necessário para a continuidade da narrativa, então não se preocupem porque tudo fará sentido.

Agora, no Segundo Ciclo teremos um Salvador — Jadir, que era odiado por Arlen, lá no primeiro livro — que não é nenhum "mocinho" e que agora ascendeu com o título majoritário dentre os krasianos, que são bastante explorados aqui no segundo volume da série, adicionando mais personagens potenciais para a história. Mais à frente, nos encontraremos mais uma vez com Leesha, Arlen (minha paixão), Rojer e outros lá do Primeiro Ciclo. Ao total, a narração fica por conta oito personagens intercalados, o que tira um pouco da linearidade, mas eu gostei bastante.

"É uma longa viagem pelo deserto que habita o homem. Continuaremos a buscar a luz."

Peter gosta de brincar com o leitor nesse segundo volume, e onde a gente acha que vai acontecer uma coisa, ele dá um cavalo-de-pau e a história muda de rumo, mas tudo bastante crível e coerente. Então não se precipite nas conclusões porque provavelmente você estará enganado em muitas das vezes. Os personagens continuam muito marcantes e a história continua recheada de cargas de tensão, aventura e ação, além de romance e trechos emotivos. Também têm muitas surpresas pelas páginas, como por exemplo, uma nova classe de demônios!

O Segundo Ciclo começa arrebatador e termina com um trabalho muito bem-feito, que deixa aquele gostinho de "quero mais", ao final. Peter V. Brett está aí para ser comparado com grandes nomes da fantasia e nós estamos aqui para proteger essas histórias excelentes.

Avaliação:

Ficha Técnica
Título: A Lança do Deserto (Ciclo das Trevas #2)
Autor: Peter V. Brett
Editora: DarkSide Books
Páginas: 720

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eleanor & Grey - Resenha

Oi Povo, tudo bem? Todo mundo que acompanha o blog sabe que sou mega fã de Brittainy C. Cherry, então quando vi que a caixa do “clube da Carina Rissi” vinha com o livro “Eleanor & Grey" e os marcadores de todos os livros da autora lançado aqui no Brasil, fiquei LOUCA. Graças ao bons Deuses dos livros, a Editora disponibiliza a caixa de maneira avulsa e consegui comprar essa lindeza! Rsrs. Sabe aquele tipo de livro que quando você termina, seus pensamentos são: “Obrigada Deus por eu amar ler! Obrigada por livros assim! Que lição de vida! Que autora maravilhosa!!". Quando terminei mandei uma foto da minha cara inchada de tanto chorar para Helyssa (voocomlivro) e Anastacia (notasliterarias_), falando que não estava sabendo lidar com tantos sentimentos. Eleanor, é uma adolescente que ama ler, não é muito social e ainda usa aparelho nos dentes, essa junção é o bastante para chamarem ela de esquisita ou sorriso metálico. Ela nem liga muito para esses comentários, Eleano

Long Shot - Resenha

  Oi Povo, tudo bem? Hoje vamos falar de “Long Shot” primeiro livro da série Hoops, da autora Kennedy Ryan, lançado pela Editora The Gift Box. Esse livro mexeu tanto comigo que demorei meses para me sentir segura em escrever essa resenha. A história de August e Iris, é muito surpreendente, mas isso não significa que ela é leve. Minha xará passa por cada situação que nenhum ser humano deveria passar, mas ainda bem que existem pessoas como August. Ele é simplesmente sensacional e ela é uma mulher extremamente forte. Deu para perceber que me encantei pelo casal, né? Rsrs. Iris e August se conhecem num barzinho de um hotel e a conversa dos dois acontece de maneira natural e encantadora, eles acabam conversando sobre assuntos que não assumem para quem conhecem a anos, mas parece que abrir o coração é algo natural entre eles. O problema é que tudo que é bom dura pouco e a noite acaba, e ambos tem que voltar para a vida normal. “Eu fico parado, absorvendo o som de seu nome, absorvendo o olhar