13 de agosto de 2018

Com amor, Simon - Resenha



O livro de hoje foi um dos mais falados do primeiro semestre de 2018, o romance de estreia da autora Becky Albertalli, conhecido anteriormente por Simon Vs. a Agenda Homo Sapiens, pode entrar: Com amor, Simon.

Simon é um menino normal que está no segundo ano do high school, e tem dois melhores amigos desde a infância, Leah e Nick. Mas Simon tem um segredo, ele é gay, e conheceu através do Tumblr um menino gay que também é do segundo ano de sua escola. A partir desse dia, conversam  por e-mails diários, mas o garoto se mantém em anonimato usando o pseudônimo Blue por não ser “assumido”. Claro que Simon também se mantém em anonimato, e sempre se pega fantasiando sobre quem seria Blue. Será que ele já o conhecia pessoalmente? 


Sabia que este é oficialmente o e-mail mais longo que já escrevi? Sério. Você deve ser a única pessoa que recebe mais do que 140 caracteres de mim. Isso é meio incrível, né?


Tudo começa quando Martin chantageia Simon após, por um descuido de Simon, ter tido acesso aos seus e-mails trocados com Blue. Martin não contaria para ninguém o seu segredo, se Simon o ajudasse a conquistar Abby, a nova amiga de Simon. 


Maldito Martin Addison. Vou salvar o número dele como “Martírio Abominável”.


A autora já não era uma estranha para mim, pois eu conhecia seu trabalho em Os 27 Crushes de Molly, e já estava apaixonada por sua  escrita. Portanto, renovei meus votos de amor eterno com “Com amor, simon. O livro tem lições tão preciosas que são transmitidas de uma maneira simples e objetiva, assim como as críticas ao racismo, homofobia e outros tipos de preconceitos. 


O último ônibus para o sul do condado só sai em quinze minutos, e Abby leva uma hora para chegar em casa. O tempo que ela e a maioria dos alunos negros levam indo e voltando da escola todo dia é maior do que o tempo que eu levo em uma semana inteira. Atlanta é uma cidade tão segregada, mas ninguém nunca fala sobre isso.


Becky Albertalli sabe construir protagonistas cativantes, assim como ótimos personagens coadjuvantes. O decorrer do livro é bastante leve e engraçado, eu confesso que queria grifar ao menos uma frase em cada página, se eu pudesse, colocaria o livro inteiro nessa resenha! 


É o seguinte: o nome Simon quer dizer “aquele que ouve” e Spier quer dizer “aquele que observa”. O que significa que estou destinado a ser fofoqueiro.


Devemos nos atentar a um ótimo detalhe, todos os livros de Becky tem histórias conectadas, Abby (amiga de Simon) é prima de Molly (Os 27 Crushes de Molly), inclusive, Simon faz uma pequena aparição no livro da mesma. O último livro lançado pela autora, é Leah Fora de Sintonia, e conta a história da melhor amiga de Simon, ou seja, provavelmente não nos livraremos nem tão cedo desse universo criado por nossa amada Beckinha — não que eu esteja reclamando. 


Avaliação:                                                                               Ficha Técnica
Título: Com amor, Simon
Autor: Becky Albertalli
Editora: Intrínseca
Páginas: 272


Nenhum comentário:

Postar um comentário

author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!