Oi Povo, tudo bem?
Hoje vamos falar de  “Apenas Um Jogo” da nossa querida parceira M.S.Fayes lançado pela Editora The Gift Box. Esse livro foi muito aguardado por mim, desde que “Apenas Um Toque” fiquei com uma pulga atrás da orelha com Vic, sabia que tinha muita coisa debaixo daquele amigo ogro de Mila! Rsrs. Para ler a resenha de Apenas Um Toque basta clicar no link:

Vic ou Victorio, é jogador de basquetebol profissional e com isso acaba ganhando dinheiro com o que ama. Ele ainda está se adaptando com a ideia de que Mila vai casar com Adam e ir morar com ele e seu afilhado em New York ficando longe. Ele que sempre foi controlador agora precisa entender que eles são responsabilidade de outra pessoa, além disso ele está super nervoso por encontrar Ayla. Mesmo depois de tantos anos ela continua mexendo com ele e para piorar Vic não consegue esquecer o quanto foi babaca com ela. 

"Eu estava com medo. Porque minha atração por Ayla era algo que eu não conseguia controlar. Mas ela já deveria estar muito bem de vida, talvez casada, com três filhos e vivendo numa casinha branca." Pág: 33. 

Ayla teve uma criação extremamente rígida e quando teve a oportunidade lutou para ter a liberdade que tanto desejou. Conseguiu se tornar uma profissional da dança moderna como sempre sonhou e tem a sua maior chance de brilhar num clipe de um cantor latino chamado Henry Cazadeval. O Clipe se torna um sonho para todos que assistem, mas se torna o pior pesadelo para Ayla. Não posso entrar em muitos detalhes, mas podemos dizer que nesse período ela passou o pão que o diabo amassou. 

"Somente quando saí do estúdio e do portão que isolava o que achei ser um sonho, foi que dei vazão às lágrimas furtivas. Olhei para o prédio atrás de mim e percebi que muitas vezes sonhos podem ser esfacelados com palavras. Eu já deveria estar acostumada…." Pág: 28. 
Vic e Ayla se encontram no casamento de Mila, e tudo que está guardado durante todos esses anos revolve vir atona. Eles acabam se entendendo e ela viaja com ele para Houston, para tentar recomeçar a vida. Porém, nem tudo são flores e acaba rolando um grande drama na vida deles. Vou parar por aqui para não soltar spoiler, mas preciso comentar que o livro me encantou demais li apenas em dois dias porque tive que trabalhar se não leria muito mais rápido. Vic ganhou meu coração mostrando que colocar Ayla em primeiro lugar não era apenas por uma obrigação e sim um amor sem limites. Ayla se mostrou forte mesmo com tudo despedaçando ao seu redor. Ah, pequena observação: Os amigos de time de Vic vão arrancar boas risadas durante a leitura. Quem sabe Fayes não se anima e escreve livro para eles também! Hahaha.  

Quer comprar o livro? Clique aqui!!
Ficha Técnica
Título: Apenas Um Jogo
Autor: M.S.Fayes
Editora: The Gift Box
Páginas: 304

Oi Povo,
Hoje vamos falar de “Mais Forte Que o Sol” segundo livro da série Irmãs Lyndon, livro esse que salvou a duologia! Rsrs. Para entender melhor do que estou falando basta ler a resenha do primeiro livro no link -> Mais Lindo Que a Lua

Ellie Lyndon é a filha mais nova do vigário de Bellfield, já sofreu muito quando sua irmã Victoria se viu obrigada a sair de casa, mas nada se compara com o inferno que a futura esposa do seu pai está fazendo com sua vida. Até que voltando de um passeio, um homem cai literalmente nela. Ela ajuda o desconhecido que está extremamente bêbado e no meio da conversa ela descobre que ele é ninguém menos que conde de Billington ou para os mais íntimos Charles Wycombe. O mais louco de tudo é que dessa conversa ela sai com um pedido de casamento!! Rsrs. 

Charles, está simplesmente desesperado desde seu abominável pai colocou em seu testamento que se ele não se casar até completar 30 anos perderá toda a sua fortuna. Faltam apenas poucos dias para o seu aniversário e ele não tinha se interessado por mulher nenhuma, as meninas da sociedade que eram bonitas não tinha simplesmente nada na cabeça. Por isso quando encontrou Ellie não perdeu a chance de pedi-la em casamento, afinal em um tarde de conversa ela se mostrou infinitamente mais inteligentes que as outras.

"E, pensou ele, teria que providenciar um herdeiro algum dia. Seria interessante que fosse alguém que tivesse algo na cabeça. Não seria nada bom ter um prole burra. Ele a examinou mais uma vez. Ela o encarava, desconfiada. Sim, ela era inteligente." Pág: 23.

Ellie não queria aceitar o pedido de Charles, mas sua detestável madrasta quer casá-la com qualquer um, independente da sua opinião. Para piorar as ações que ela investiu usando o nome do pai só podem ser resgatadas se forem por ele próprio, ele nem sonha que ela faz esse tipo de coisa. Com isso ela acaba aceitando a proposta dele e ambos acabam casando por conveniência.

"O rosto de Sally Foxglove surgiu em sua mente. E aquela face hedionda começou a falar de chaminés e de solteironas que deveriam ser gratas por toda e qualquer coisa. A proposta do conde, então, começou a ter uma aparência cada vez melhor." Pág: 31.

Diferente do primeiro livro da série Charles é um mocinho incrível!! Ele é inteligente, espirituoso, humilde, amoroso, resumindo um verdadeiro lord. O casamento dele com Ellie pode ter começado meio torto, mas com o decorrer da leitura vamos nos apaixonando cada vez mais pelo casal e torcendo muito para que eles consigam sobreviver a todos os desafios que encontram pela frente. É tão lindo de se ver!! Outros personagens inesquecíveis neste livro são as primas e tia de Charles, elas têm grande destaques no enredo. O livro é incrível, leiam e se apaixonem!!

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Mais Forte Que o Sol
Série: Irmãs Lyndon #2
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Oi Povo, tudo bem?
Hoje vamos falar de um livro que estava a um tempão na minha estante esperando ser lido, estou falando de “Mais Lindo Que a Lua”, primeiro livro da série Irmãs Lyndon da diva Júlia Quinn. Esse livro é um pouco diferente dos anteriores, pois a autora retrata o amor à primeira vista.

Victoria Mary Lyndon é filha do vigário de Bellfield e vivia sua vida tranquilamente até que um belo dia conheceu Robert Kemble e eles se apaixonaram perdidamente. O problema é que ele é conde de Macclesfield, e o relacionamento deles é visto como inapropriado pelo pai dela e pelo pai dele. O pai de Victoria tem certeza que o interesse de Robert é apenas fogo de palha e que a filha sairá queimada. Já o pai dele tem certeza que ela é uma golpista atrás de dinheiro. Porém eles não desistem do seu amor, e planejam fugir para finalmente viverem em paz. O problema é o plano de fuga acaba dando errado e eles acabam separados.

¨Robert estremeceu com o vento noturno, verificando seu relógio de bolso pelo que deveria ser a vigésima vez. Victoria estava cinco minutos atrasada." Pág: 39.

Alguns anos depois eles se reencontram e descobrem que aquele amor incontrolável continuava adormecido dentro deles. Ela continuava deslumbrante, mas não era mais a menina sonhadora de antes, Victoria agora tinha pés fixos no chão e não se iludia apenas com palavras. Ele ao invés de melhorar, só piorou se tornou um mulherengo, deixando seu pai desesperado por um neto que herdaria o título.

"Victoria engoliu em seco, nervosa. Nunca pensara em revê-lo, nunca nem tentara se preparar para o que sentiria se isso acontecesse. Seu corpo estava estranho, esquisito, e tudo o que queria era cavar um burraco no chão e se esconder." Pág: 52.

Confesso que esse foi o livro que menos gostei de Júlia, não consegui simpatizar em momento nenhum com Robert, achei o personagem chato, arrogante, controlador e orgulhoso. A maneira que ele usa para se aproximar da personagem acho extremamente controladora e sem noção, não sei como as pessoas conseguem considerar “aquilo” (não quero dar spoiler) uma prova de amor. Resumindo o que salva o livro é Victoria que é uma mocinha incrível que luta por sua vida.

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Mais Lindo Que a Lua
Série: Irmãs Lyndon #1
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
"Existem mulheres fortes e mulheres que ainda não descobriram sua força."

Hoje resolvi começar logo com uma frase de impacto, porque essa leitura é impactante! Rsrs. Quando terminei Cage, estava louca de curiosidade para entender melhor a vida de Estela, ops, Ayra. Ela sem sombra de dúvidas foi minha personagem favorita do outro livro, por seu jeito confiante, sarcástico e amigável.

Logo no começo do livro, descobrimos que Ayra está de volta e veio para ficar, que Estela simplesmente cansou de se esconder atrás desse personagem. A primeira mudança visível, é a cor do cabelo, que saiu do loiro platinado para preto. E com decorrer da leitura, vamos acompanhando diversas mudanças.

"Não foi só o cabelo que voltou ao tom normal. Depois que acordei com o rosto e a alma machucados, sabia que não adiantava mais me esconder. No banheiro, pintei o cabelo usando a tinta que pedi para Erin comprar. A cor escolhida foi apenas o primeiro passo para tentar ser eu mesma." Pág: 8.

Quando Daniel entra no escritório de Ayra, para uma reunião de negócios, em nome do seu sócio Cage, ela tem certeza que não conseguiu superar o ocorrido e nem esquecer o calor dos braços de Daniel. Para quem não teve oportunidade de ler “Cage”, ocorre um “acidente” no livro e quem a salva e a ampara é Daniel.

Daniel nunca se sentiu atraído por uma mulher como se sente por ela, nem mesmo quando ainda namorava com Libby, falecida esposa, foi dessa maneira. O problema é que ela ainda tem traumas que não sabe se vai conseguir superar. Mas, do fundo do seu coração, ele deseja ajudar ela.

Esse livro sem sombras de dúvidas é um história de superação, a história de como uma mulher que conheceu o lado podre do ser humano, ainda criança, consegue se recuperar e voltar a amar. Daniel é um mocinho incrível que entende que a mocinha precisa se salvar sozinha, e que ele só precisa dar apoio. A leitura não é fácil, pois em diversos momentos passamos pela maldade do ser humano, mas a volta por cima de Ayra é tão bonita que vale a pena!

Outros personagens importantes são: Javier (o mordomo de Ayra, ele é uma figura!) e o vovô da Ayra (sem sombra de dúvidas o personagem mais fofo, o amor dele pela neta é extremamente emocionante).

Pequena observação: Neste livro ganhamos um spoiler enorme da vida de Cage e Erin, então os livros precisam ser lidos na ordem.

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Ayra
Autora: Andy Collins
              Editora: The Gift Box
Páginas: 256
Oi Povo, Tudo bem?
Hoje vamos falar de "Cage", da autora Andy Collins, lançado pela editora The Gift Box. Esse é o segundo livro da autora que leio, posso dizer que a escrita é extremamente viciante, deixando o leitor louco para saber o que vai acontecer no próximo capítulo e, quando percebemos, acabamos o livro.

Cage não é um livro leve, muito pelo contrário, ele mexe com os sentimentos que nem sabíamos que existia. Em diversos momentos, me peguei quase chorando por Erin, nenhuma mulher merece ser tratada da forma que Luke a tratava. O que mais me assusta, é saber que existem diversos “Luke” soltos por aí, e diversas “Erin” sofrendo em silêncio.

Erin namorava com Cage no colegial e ambos eram completamente apaixonados um pelo outro, mas, por uma capricho cruel do destino, ela acaba casada com Luke, irmão gêmeo de Cage. Apesar de serem fisicamente iguais, as personalidades são completamente diferentes. Para  vocês entenderem melhor, podemos dizer que um é a luz e outro a escuridão.

"A cada passe da bola, minha cabeça volta ao passado. O mesmo local onde assisti Cage muitas vezes. Tento conter as memórias focando apenas no presente: em meu filho no campo, em meu marido segurando minha mão, e em meu sogro torcendo pelo neto. Vida perfeita aos olhos de qualquer espectador." Pág:13.

Luke é um médico respeitado por todos que faz questão de aparentar ter a família perfeita. Só que por trás do panos, ele é um homem frio, calculista e se diverte com o medo dos outros. Podemos definir como um psicopata perfeito! Simplesmente quis matar ele em todo decorrer da leitura.

Cage é um jogador super famoso, mas que nunca conseguiu se envolver com ninguém completamente depois que terminou com Erin. Quando recebe o convite do pai, para voltar para casa, ele não sabe como irá se comportar, sabendo que o tempo todo encontrará o amor da sua vida sendo mulher do seu irmão. Sua sorte é que sua amiga, Estela, chega na cidade pouco tempo depois dele. Ela sem sombra de dúvidas roubou a cena em diversos momento e se tornou minha personagem favorita.

Erin sem sombra de dúvidas não merecia o que aconteceu na vida dela, e sua história serve de alerta para todas nós mulheres. O amor dela por Cage e seu filho é o grande ponto de  virada da história, virada essa que eu não aguentava mais esperar. Tinha horas que eu queria sacudir ela e falar: “Foge mulher! Faz alguma coisa!!!”.

Super indico a leitura, mas uma vez deixo claro que não é uma leitura fácil e leve.

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Cage
Autora: Andy Collins
              Editora: The Gift Box
Páginas: 256
Oi Povo, tudo bem?
Hoje vamos falar de “Dois Reinos Sombrios” terceiro volume da série “Três Coroas Negras”. Os livros anteriores foram resenhados pelo querido Miguel, quando li a resenha do primeiro fiquei louca de curiosidade, e adicionei logo na minha lista de desejados. Quando comecei a leitura, não imaginei que iria curtir tanto! Em uma semana li os três lançados e fiquei “chorando” por ainda não ter o quarto no Brasil. Globo Alt traz logo os outros, por favor!!! HAHAHA. 


Observação: Se você ainda não leu os livros anteriores da série, só leia se gostar de receber spoiler!!

No final do último livro, temos mais uma rainha envenenadora coroada, mas isso não significa que as coisas ocorrerão de maneira natural no Ano da Ascensão. Todos na Ilha estam assustado com o fato da sua rainha ser apelidada de “Morta-viva”, e ainda ter ganho por desistências das outras duas. Katharine não pensou que seu reinado seria tão conturbado. Ninguém poderia imaginar que a névoa, que deveria proteger a ilha, estaria matando seus próprios moradores. O povo de Fennbirn está revoltado com a rainha e tem certeza que a névoa está assim porque ela é amaldiçoada. 

"Katherine mantém a cabeça erguida. As pessoas não a odeiam de verdade, ela diz a si mesma. Elas só estão com medo. Como deveriam estar. Como ela está. Mas, quando ela salvá-los, quando acalmar a névoa, eles se lembrarão disso." Pág: 126.

Já no continente, as rainhas “fujonas” estão tentando se adaptar à nova realidade. Mas o problema é que a ilha parece estar as chamando de volta. Arsinoe começa ter visões com a Rainha Azul, que lhe mostra momentos do passado, tentando explicar como a névoa foi criada. Mirabella tem certeza absoluta de que essas visões podem ser a Ilha tentando retomar a ordem natural das coisas. Elas nem sequer sonham com o  caos que está em Fennbirn.
"- Arsinoe acha que os sonhos querem lhe mostrar algo sobre Daphne, a irmã perdida da Rainha Azul. Ela se sente segura nesses sonhos, A única ameaça vem da sombra da própria Rainha Azul." Pág: 129.
Não posso contar mais detalhes que isso, mas vou dizer que estou louca pelo outro livro!! Sinceramente, não sei mais o que esperar da série, pois são tantas reviravoltas que deixa o leitor sem chão e querendo mais a cada página.

Minhas observações sobre as rainhas:

Katherine, uma personagem que eu gostava muito no primeiro livro e acabei tomando ranço nesse! Hahhaha. 
Arsione, não gosto dela, acho ela mimada e impulsiva desde sempre, mas caro leitor, nesse ela passou de todos os limites! Hahhaha. 
Mirabella, achei que ela seria a mais mimada de todas, mas acabei me encantado com a personagem. Ela é, sem sombra de dúvidas, a única com coração! Hahhaha.

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Dois Reinos Sombrios
Autora: Kendra Blake
              Editora: Globo Alt
Páginas: 328
author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!