Os Sete Maridos de Evelyn Hugo é um dos melhores livros que já li em toda minha vida. Eu precisava começar o texto com essa frase. Publicado no final de 2019 pela Paralela, um selo da Cia das Letras, o livro foi escrito por Taylor Jenkins Reid, mesma autora de Dayse Jones & The Six, publicado anteriormente. 

Sabe quando um livro é tão bom que você não consegue nem explicar para outra pessoa sobre ele? Estou passando por isso neste exato momento. Mas vou tentar passar o máximo de informações que eu conseguir sem dar spoiler

A história começa pelo ponto de vista da jovem jornalista chamada Monique, que apesar de estar em um jornal conceituado, não é tão bem sucedida. Mas após o anúncio de que Evelyn Hugo, uma das maiores atrizes de Hollywood dos anos 60, iria fazer um leilão de seus vestidos para a caridade, o jornal que Monique trabalha recebeu uma e-mail da própria Evelyn, nele, ela dizia que daria uma entrevista  exclusiva para o jornal, e falaria sobre o assunto que há anos a mídia queria saber mais, seus sete maridos. Sua única exigência, era que Monique fosse a jornalista enviada. Ninguém entende o porquê desse pedido, pois ela é completamente anônima e não tem ligação alguma com a Evelyn. 

Não ignore metade do que sou para colocar um rótulo em mim, Monique. Não faça isso.

E então Monique aceita a proposta e vai se encontrar com a estrela em seu apartamento, para a sua surpresa, descobre que Evelyn nunca planejou dar uma entrevista, na verdade, ela queria convidar Monique para escrever sua biografia, e a contaria cada detalhe de sua vida, desde o anonimato até o fim de sua carreira, mas com uma condição, ela só poderia publicar após sua morte. 

Eu era linda, mesmo aos catorze anos. Ah, eu sei que o mundo prefere mulheres que não têm noção do próprio poder, mas estou de saco cheio disso. A verdade é que quando eu passava, as pessoas olhavam. E eu não tinha orgulho nenhum disso. Não fui eu que fiz meu rosto assim. Nem meu corpo. Mas também não vou sentar aqui e dizer: ‘Ai, sério? As pessoas me achavam bonita mesmo?’, como uma garotinha fútil.

A autora intercala a narração de Evelyn sobre o seu passado com o presente e a vida de Monique, confesso que ler sobre o passado de Evelyn era muito mais interessante, mas a narração de Monique não deixa de ser muito importante para o conjunto da história, inclusive, essencial para o grande plot twist do livro!

Você entendeu o que estou dizendo? Quando surge uma oportunidade para mudar sua vida, esteja pronta para fazer o que for preciso. O mundo não dá nada de graça para ninguém, só tira de você. Se conseguir aprender alguma coisa comigo, provavelmente vai ser isso.

Eu não quero falar muito sobre o livro, porque quanto menos você souber, melhor será para a experiência de leitura. Mas PRECISO falar sobre como a autora faz Evelyn Hugo parecer REAL. Eu juro que após a leitura, fui pesquisar o nome no Google para confirmar. Quanto mais você lê, mais fica sedento por mais detalhes da vida de Evelyn, e quando acaba, parece inconcebível a ideia de que ela nunca existiu de verdade. 

Avaliação:                                                                       
Ficha Técnica
Título: Os Setes Maridos de Evelyn Hugo
Autor: Taylor Jenkins Reid
Editora: Paralela
Páginas: 360

Oi Povo, tudo bem?
Hoje vamos falar de “Baía da Esperança”, da Jojo Moyes, lançado pela Intrínseca. Confesso que esse livro estava na minha estante há anos, mas esse ano prometi que iria ler 2 livros “novos” e 1 livro mais antigo da estante. Esse foi o primeiro da tentativa de alcançar a meta! Rsrs. A leitura começou bastante lenta, mas o enredo do meio para o final ficou bem melhor e não me decepcionou.

Silver Bay, uma cidadezinha na Austrália, é o lugar dos sonhos para quem quer fugir do mundo moderno e entrar em contato com a natureza. O lugar ideal para encontrar golfinho e baleias, a cidade tem um pequeno comércio que sobrevive do turismo. O Hotel Baía da Esperança, administrado por Katheleen (conhecida como Garota Tubarão), só tem uma parte funcionando após um incêndio que aconteceu no local. Ele foi a herança que seu pai lhe deixou, e ela tenta levar as contas na melhor maneira possível, sem falar no museu dos Navios-baleeiros que ela mantém em funcionamento mesmo quase não recebendo mais visitas.

"Mantive o museu aberto desde a morte do meu pai, em 1970, e sempre deixei os visitantes subirem nos restos do casco e passarem os dedos pela madeira lascada, o rosto deles iluminando-se ao imaginarem como deve ter sido cavalgar a cauda de uma baleia." Pág: 23.
Liza e Hannah vivem no hotel com sua tia, e com o decorrer da leitura, vamos descobrindo que existe um grande mistério por trás da saída delas de Londres para Silver Bay. Hannah é uma criança encantadora, que tem um tristeza que não é comum para alguém da idade dela. Liza é uma mulher com personalidade forte, que sofreu mais do que qualquer mulher deveria sofrer. Silver Bay era o lugar ideal para elas se esconderem, afinal, todo mundo respeitava sua tia e quase nunca a forçava a falar sobre algo que ela não queria.

"Seja como for, ninguém fazia muitas perguntas. E, se você optasse por não responder às que eram feitas, bom, isso também era aceitável." Pág:  88.  

Mike Dormer saiu de Londres com o objetivo de conseguir achar o lugar ideal para implantar um grande projeto hoteleiro. Ele se hospeda no hotel baía da esperança e acaba se encantando com o lugar, e com os moradores, o único problema é que ele não pode esquecer seu trabalho.  E a partir daí que queremos descobrir urgentemente o que acontecerá no final! Rsrs.

"Em Silver Bay, na maior parte do tempo, eu havia conseguido esquecer meu próprios atos, perdê-lós com a distância e as diferentes zonas de fuso horário, até porque agora eu passava metade do tempo com a sensação de estar levando a vida de outra pessoa." Pág: 105.
Mais que isso não posso contar, mas devo dizer que o livro é encantador, observar o jeito que os moradores locais defendem os animais e sua cidade é lindo. Sem falar que os personagens secundários também são super importante e eu gostaria de ser amiga deles também. Resumindo: Leiam e se apaixonem por Silver Bay.

Ficha Técnica
Título: Baía da Esperança
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 301

Oi Povo, tudo bem?
Hoje vamos falar sobre “Todas as suas (im)perfeições”, da diva Colleen Hoover, lançado há algum tempo pela Galera Record. Ganhei este livro de presente em um amigo oculto, quem me presenteou foi a Helyssa, do IG Voo com Livros, e como sou extremamente fã da autora, o escolhi para ser meu primeiro do ano de 2020, pois queria começar com o pé direito! Rsrs. Mas confesso que não imaginava o quanto a história mexeria comigo, quando terminei, fiquei um tempão refletindo sobre a mensagem passada, ela me deixou extremamente emocionada.

Quinn nunca poderia imaginar que estava sendo traída poucos dias antes do seu casamento, mas ao tentar fazer uma surpresa para o noivo, a realidade cai com essa novidade que se torna um verdadeiro pesadelo. É no pior dia de sua vida que ela conhece Graham, o homem que vai mudar totalmente sua vida, que também está sendo traído pela namorada. Naquele momento horrível um acaba apoiando o outro e eles sobrevivem.

"- Eu diria que é um prazer conhecê-lá, Quinn, mas este é o pior dia da minha vida." Pág: 13. 

Por um acaso do destino, meses depois eles se reencontram, acabam se envolvendo, se apaixonando e casando. Vivem um relacionamento e casamento perfeito, até que, depois de um tempo, as coisas começam a desandar, e eles começam a perceber que nem sempre só o amor sustenta um casamento.

"Não sei nem quem é o culpado. Começamos bem, mais confiantes que a maioria. Tenho certeza disso. Mas ao longo dos últimos anos, vacilamos. O mais perturbador é o quanto somos talentosos em fingir que nada mudou. Não tocamos no assunto." Pág: 22.

Não posso entrar em muitos detalhes porque não quero soltar um spoiler, mas posso dizer que a leitura é um verdadeiro choque de realidade. Quinn é uma mulher forte e decidida, mas sofreu tanto e se escondeu por tanto tempo que acabou esquecendo de quem era e, com isso, ficou irreconhecível para si própria e seu marido. Ela ama de todo coração Graham, mas se pergunta se esse amor é o suficiente para um futuro tão incerto.

Graham se apaixonou por Quinn desde do primeiro instante que a viu, ele teve a certeza de que se o destino ajudasse, ela seria a mulher de sua vida. Mas depois de alguns anos, ele não encontrava na esposa a mulher por quem se apaixonou, e acaba cometendo um deslize que pode significar o fim de tudo.

É esse casal real e apaixonante que conhecemos no enredo e que torcemos até o final. Eles tem suas falhas, e em diversos momentos eu queria bater neles e, em muitos outros, queria abraçar e dizer que tudo ficaria bem. Já li muitos livros da Colleen, mas esse mexeu comigo de uma maneira inexplicável. Acredito que tem a ver com a fase da minha vida, afinal, só tem 3 semanas que casei! HAHAHA.

"- Nosso casamento não é perfeito. Nenhum casamento é perfeito. Houve momentos em que ela desistiu de nós. Houve ainda mais vezes que eu desisti de nós. O segredo para nossa longevidade é que jamais desistimos ao mesmo tempo." Pág: 200.


Ficha Técnica
Título: Todas as suas (im)perfeições
Autor: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 304

Oi Povo, tudo bem?
Hoje vamos falar de  “Apenas Um Jogo” da nossa querida parceira M.S.Fayes lançado pela Editora The Gift Box. Esse livro foi muito aguardado por mim, desde que “Apenas Um Toque” fiquei com uma pulga atrás da orelha com Vic, sabia que tinha muita coisa debaixo daquele amigo ogro de Mila! Rsrs. Para ler a resenha de Apenas Um Toque basta clicar no link:

Vic ou Victorio, é jogador de basquetebol profissional e com isso acaba ganhando dinheiro com o que ama. Ele ainda está se adaptando com a ideia de que Mila vai casar com Adam e ir morar com ele e seu afilhado em New York ficando longe. Ele que sempre foi controlador agora precisa entender que eles são responsabilidade de outra pessoa, além disso ele está super nervoso por encontrar Ayla. Mesmo depois de tantos anos ela continua mexendo com ele e para piorar Vic não consegue esquecer o quanto foi babaca com ela. 

"Eu estava com medo. Porque minha atração por Ayla era algo que eu não conseguia controlar. Mas ela já deveria estar muito bem de vida, talvez casada, com três filhos e vivendo numa casinha branca." Pág: 33. 

Ayla teve uma criação extremamente rígida e quando teve a oportunidade lutou para ter a liberdade que tanto desejou. Conseguiu se tornar uma profissional da dança moderna como sempre sonhou e tem a sua maior chance de brilhar num clipe de um cantor latino chamado Henry Cazadeval. O Clipe se torna um sonho para todos que assistem, mas se torna o pior pesadelo para Ayla. Não posso entrar em muitos detalhes, mas podemos dizer que nesse período ela passou o pão que o diabo amassou. 

"Somente quando saí do estúdio e do portão que isolava o que achei ser um sonho, foi que dei vazão às lágrimas furtivas. Olhei para o prédio atrás de mim e percebi que muitas vezes sonhos podem ser esfacelados com palavras. Eu já deveria estar acostumada…." Pág: 28. 
Vic e Ayla se encontram no casamento de Mila, e tudo que está guardado durante todos esses anos revolve vir atona. Eles acabam se entendendo e ela viaja com ele para Houston, para tentar recomeçar a vida. Porém, nem tudo são flores e acaba rolando um grande drama na vida deles. Vou parar por aqui para não soltar spoiler, mas preciso comentar que o livro me encantou demais li apenas em dois dias porque tive que trabalhar se não leria muito mais rápido. Vic ganhou meu coração mostrando que colocar Ayla em primeiro lugar não era apenas por uma obrigação e sim um amor sem limites. Ayla se mostrou forte mesmo com tudo despedaçando ao seu redor. Ah, pequena observação: Os amigos de time de Vic vão arrancar boas risadas durante a leitura. Quem sabe Fayes não se anima e escreve livro para eles também! Hahaha.  

Quer comprar o livro? Clique aqui!!
Ficha Técnica
Título: Apenas Um Jogo
Autor: M.S.Fayes
Editora: The Gift Box
Páginas: 304

Oi Povo,
Hoje vamos falar de “Mais Forte Que o Sol” segundo livro da série Irmãs Lyndon, livro esse que salvou a duologia! Rsrs. Para entender melhor do que estou falando basta ler a resenha do primeiro livro no link -> Mais Lindo Que a Lua

Ellie Lyndon é a filha mais nova do vigário de Bellfield, já sofreu muito quando sua irmã Victoria se viu obrigada a sair de casa, mas nada se compara com o inferno que a futura esposa do seu pai está fazendo com sua vida. Até que voltando de um passeio, um homem cai literalmente nela. Ela ajuda o desconhecido que está extremamente bêbado e no meio da conversa ela descobre que ele é ninguém menos que conde de Billington ou para os mais íntimos Charles Wycombe. O mais louco de tudo é que dessa conversa ela sai com um pedido de casamento!! Rsrs. 

Charles, está simplesmente desesperado desde seu abominável pai colocou em seu testamento que se ele não se casar até completar 30 anos perderá toda a sua fortuna. Faltam apenas poucos dias para o seu aniversário e ele não tinha se interessado por mulher nenhuma, as meninas da sociedade que eram bonitas não tinha simplesmente nada na cabeça. Por isso quando encontrou Ellie não perdeu a chance de pedi-la em casamento, afinal em um tarde de conversa ela se mostrou infinitamente mais inteligentes que as outras.

"E, pensou ele, teria que providenciar um herdeiro algum dia. Seria interessante que fosse alguém que tivesse algo na cabeça. Não seria nada bom ter um prole burra. Ele a examinou mais uma vez. Ela o encarava, desconfiada. Sim, ela era inteligente." Pág: 23.

Ellie não queria aceitar o pedido de Charles, mas sua detestável madrasta quer casá-la com qualquer um, independente da sua opinião. Para piorar as ações que ela investiu usando o nome do pai só podem ser resgatadas se forem por ele próprio, ele nem sonha que ela faz esse tipo de coisa. Com isso ela acaba aceitando a proposta dele e ambos acabam casando por conveniência.

"O rosto de Sally Foxglove surgiu em sua mente. E aquela face hedionda começou a falar de chaminés e de solteironas que deveriam ser gratas por toda e qualquer coisa. A proposta do conde, então, começou a ter uma aparência cada vez melhor." Pág: 31.

Diferente do primeiro livro da série Charles é um mocinho incrível!! Ele é inteligente, espirituoso, humilde, amoroso, resumindo um verdadeiro lord. O casamento dele com Ellie pode ter começado meio torto, mas com o decorrer da leitura vamos nos apaixonando cada vez mais pelo casal e torcendo muito para que eles consigam sobreviver a todos os desafios que encontram pela frente. É tão lindo de se ver!! Outros personagens inesquecíveis neste livro são as primas e tia de Charles, elas têm grande destaques no enredo. O livro é incrível, leiam e se apaixonem!!

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Mais Forte Que o Sol
Série: Irmãs Lyndon #2
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 288
Oi Povo, tudo bem?
Hoje vamos falar de um livro que estava a um tempão na minha estante esperando ser lido, estou falando de “Mais Lindo Que a Lua”, primeiro livro da série Irmãs Lyndon da diva Júlia Quinn. Esse livro é um pouco diferente dos anteriores, pois a autora retrata o amor à primeira vista.

Victoria Mary Lyndon é filha do vigário de Bellfield e vivia sua vida tranquilamente até que um belo dia conheceu Robert Kemble e eles se apaixonaram perdidamente. O problema é que ele é conde de Macclesfield, e o relacionamento deles é visto como inapropriado pelo pai dela e pelo pai dele. O pai de Victoria tem certeza que o interesse de Robert é apenas fogo de palha e que a filha sairá queimada. Já o pai dele tem certeza que ela é uma golpista atrás de dinheiro. Porém eles não desistem do seu amor, e planejam fugir para finalmente viverem em paz. O problema é o plano de fuga acaba dando errado e eles acabam separados.

¨Robert estremeceu com o vento noturno, verificando seu relógio de bolso pelo que deveria ser a vigésima vez. Victoria estava cinco minutos atrasada." Pág: 39.

Alguns anos depois eles se reencontram e descobrem que aquele amor incontrolável continuava adormecido dentro deles. Ela continuava deslumbrante, mas não era mais a menina sonhadora de antes, Victoria agora tinha pés fixos no chão e não se iludia apenas com palavras. Ele ao invés de melhorar, só piorou se tornou um mulherengo, deixando seu pai desesperado por um neto que herdaria o título.

"Victoria engoliu em seco, nervosa. Nunca pensara em revê-lo, nunca nem tentara se preparar para o que sentiria se isso acontecesse. Seu corpo estava estranho, esquisito, e tudo o que queria era cavar um burraco no chão e se esconder." Pág: 52.

Confesso que esse foi o livro que menos gostei de Júlia, não consegui simpatizar em momento nenhum com Robert, achei o personagem chato, arrogante, controlador e orgulhoso. A maneira que ele usa para se aproximar da personagem acho extremamente controladora e sem noção, não sei como as pessoas conseguem considerar “aquilo” (não quero dar spoiler) uma prova de amor. Resumindo o que salva o livro é Victoria que é uma mocinha incrível que luta por sua vida.

Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Mais Lindo Que a Lua
Série: Irmãs Lyndon #1
Autor: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Páginas: 272
author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!