Pular para o conteúdo principal

Resenha - A Garota do Calendário (Janeiro)

Primeiro gostaria de agradecer ao Grupo Editorial Record, e é claro em especial a Verus Editora não só pela oportunidade de leitura em primeira mão, mas também por enviar os livros após a impressão. Vocês são incríveis!

Tudo estava acontecendo muito rápido. As palavras “podemos conseguir” soaram em meus ouvidos como uma tábua de salvação, um bote em mar aberto cercado de tubarões, porém ainda flutuando.
Mia Saunders é uma jovem aspirante a atriz, que se vê encurralada depois de mais uma burrada do amado pai. Depois que a mãe abandonou a família, ele passou a beber e jogar muito, deixando nas costas da filha mais velha o dever de cuidar da mais nova e da casa. Até que ele leva uma surra de um agiota e acaba em coma, os capangas avisam que a dívida é herdada, ou ela paga ou ele não voltará a abrir os olhos.

Com medo do que isso vai causar não só ao pai, mas a ela e a irmã, Mia se vê sem muitas opções, que trabalho vai lhe render um milhão de dólares o mais rápido possível? Ela vai então pedir ajuda a sua tia, dona de uma empresa de Acompanhantes de Luxo.

 - Mas eu vou ter que dormir com eles? Quer dizer eu sei que tem diferentes tipos de acompanhantes. - Fechei os olhos esperando pela resposta, até que senti algo quente apertar minhas mãos.
 - Boneca, você não tem que fazer nada que não queira. Mas, para conseguir todo esse dinheiro, precisa considerar a possibilidade.

Pág.: 14

A leitura foi rápida, divertida e fluiu tão bem que nem percebi quando chegou ao final. O que mais gostei é que não tem enrolação e drama, têm sentimentos sim, mas não são "romantizados".

Mia deu sorte em seu primeiro mês, Wes é um roteirista de cinema GATO, que precisa dela para manter as interesseiras afastadas durante as festas para que ele possa fazer contatos importantes no seu trabalho. Wes é sincero até demais no que quer e espera dela, gostei que a autora apresentou de forma simples os motivos dos dois para não quererem um relacionamento, apesar de se gostarem, foi verdadeiro. Também me atraiu a falta do "Eu te amo", acredito que o termo tem sido usado de forma leviana, com mais rapidez do que é possível esse sentimento florescer. Atração e Paixão sim, Amor nem sempre.

Em completo e absoluto fascínio, vi seu corpo se mover na paisagem. O surfista era uma delícia. Dava um novo significado à expressão “colírio para os olhos".
Pág.: 26

Em poucas páginas Audrey nos conquistou, com uma protagonista direta, espontânea e principalmente nada de manequim 36 rsrsrs Mia faz o que é necessário e não fica chorando ou se lamentando por isso, mas nem tudo foi perfeito não gostei do tratamento entre ela e a melhor amiga (muito estranho) e a passagem da limousine foi bem idiota (ela morou em Vegas, qual é?!) No entanto, fiquei bastante curiosa com alguns detalhes e espero que os próximos livros respondam as minhas perguntas, acreditem, tem mais coisa nessa história :D

Estou ansiosa para descobrir se Mia terá a mesma sorte com os outros clientes, espero que não rsrsrs #AnneMá


Avaliação:
Ficha Técnica
Série: A Garota do Calendário
Título: Janeiro
Autor: Audrey Carlan
Editora: Verus
Páginas: 143


Compre Aqui:

Comentários

  1. Oi Anne! Tudo bem?
    Não é só vc que está ansiosa! Eu também! Acabei de comprar fevereiro, mas não li ainda, acho que começo na segunda! Muito fofo, leve, envolvente e uma escrita incrível! Amando essa série!
    Bj

    ResponderExcluir
  2. Oiii Anne, como vai?
    Menina confesso que tenho tanta curiosidade em realizar a leitura desse livro que você nem imagina, sei o quanto a obra está incrivel e adoraria saber como foi abordado tal tema, dica super anotada.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Eu estou super viciada nessa série e só li janeiro e fevereiro, mas pelas resenhas que tenho visto dos próximos volumes eu sei que vou gostar de todos mas vou sempre torcer pelo Wes!!!!

    ResponderExcluir
  4. Oii,

    Gostei de ter lido esse livro e gostei muito da Mia. Ela é bem extrovertida né??
    E o Wes?? Quero um para mim. hahahaha

    beijos

    ResponderExcluir
  5. Heey Anne, tudo bem? Eu li os dois primeiros livros da serie e adoreeei. Gostei muito da Mia e dos mocinhos até agora. Já pretendo ler Março e Abril esse mês e espero gostar bastante :D Gostei muito da resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela resenha Anne! Estou ansiosa para ler A Garota do Calendário Janeiro e Fevereiro! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  7. Ola Anne...
    Tive a oportunidade de ler esse livro e gostei bastante história. Breve, mas ainda assim muito boa.
    Sua resenha está um charme, parabéns!

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  8. Oiii
    Parabéns pela resenha, achei incrivel o jeito que descreveu esse livro, tenho ele mas ainda não tive a oportunidade de ler, mas vou ler logo.
    Bjos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Eleanor & Grey - Resenha

Oi Povo, tudo bem? Todo mundo que acompanha o blog sabe que sou mega fã de Brittainy C. Cherry, então quando vi que a caixa do “clube da Carina Rissi” vinha com o livro “Eleanor & Grey" e os marcadores de todos os livros da autora lançado aqui no Brasil, fiquei LOUCA. Graças ao bons Deuses dos livros, a Editora disponibiliza a caixa de maneira avulsa e consegui comprar essa lindeza! Rsrs. Sabe aquele tipo de livro que quando você termina, seus pensamentos são: “Obrigada Deus por eu amar ler! Obrigada por livros assim! Que lição de vida! Que autora maravilhosa!!". Quando terminei mandei uma foto da minha cara inchada de tanto chorar para Helyssa (voocomlivro) e Anastacia (notasliterarias_), falando que não estava sabendo lidar com tantos sentimentos. Eleanor, é uma adolescente que ama ler, não é muito social e ainda usa aparelho nos dentes, essa junção é o bastante para chamarem ela de esquisita ou sorriso metálico. Ela nem liga muito para esses comentários, Eleano

Long Shot - Resenha

  Oi Povo, tudo bem? Hoje vamos falar de “Long Shot” primeiro livro da série Hoops, da autora Kennedy Ryan, lançado pela Editora The Gift Box. Esse livro mexeu tanto comigo que demorei meses para me sentir segura em escrever essa resenha. A história de August e Iris, é muito surpreendente, mas isso não significa que ela é leve. Minha xará passa por cada situação que nenhum ser humano deveria passar, mas ainda bem que existem pessoas como August. Ele é simplesmente sensacional e ela é uma mulher extremamente forte. Deu para perceber que me encantei pelo casal, né? Rsrs. Iris e August se conhecem num barzinho de um hotel e a conversa dos dois acontece de maneira natural e encantadora, eles acabam conversando sobre assuntos que não assumem para quem conhecem a anos, mas parece que abrir o coração é algo natural entre eles. O problema é que tudo que é bom dura pouco e a noite acaba, e ambos tem que voltar para a vida normal. “Eu fico parado, absorvendo o som de seu nome, absorvendo o olhar