Profundo - Resenha

15 Comentários A+ a-

Oi gente, mais uma vez estou aqui para falar de um livro que ganhamos em parceria com a Editora Arqueiro e o primeiro New Adult que li esse ano (saudades desse universo rs). Tem todos os itens que fazem parte do gênero que tanto amo, com um desenrolar diferente do que eu esperava, tornando a leitura surpreendente.

O livro faz parte de uma duologia lançada pela Arqueiro que fala de um tema polêmico, vingança porno (reveng porn). Caroline Piasecki apesar de ter uma vida de privilégios, sempre foi uma garota estudiosa e focada. Criada pelo pai junto às suas irmãs mais velhas, planejou seu futuro de forma detalhada desejando seguir a carreira do pai e tornar-se uma grande advogada. Tem um currículo impecável e o futuro certo até que seu ex-namorado resolve publicar fotos dela nua na internet.

Em alguns segundos ela vê seu mundo desabar a sua volta, e aquela menina forte e decidida parece desaparecer. Além da vergonha e se sentir culpada, ainda tem que conviver com comentários machistas e violentos na sua direção. Seu objetivo de vida agora é tirar todas essas imagens da internet e fingir que nada aconteceu.

“Dirijo sem rumo porque não sei mais o que fazer. Mas eu não preciso me entregar ao sofrimento. No começo, quando vi as fotos, achei que precisasse, que a vida que eu conhecia havia acabado e eu simplesmente teria que lidar com isso.”

Do outro lado da história temos West Leavitt, um bad boy no campus, desde o primeiro encontro com Caroline, ambos sabem que devem se manter afastados. Sexy e misterioso, acredito que se não tivéssemos seu ponto de vista intercalado com o de Caroline, não seria tão encantador assim. West é lindo, veio de um lar complicado e tomou para si a responsabilidade de cuidar de sua irmã mais nova e não deixará nada e nem ninguém impedir esse objetivo. Focado, ele não se orgulha de tudo que faz, porém acredita que para chegar onde quer esse é o único caminho.

Apesar de todas as desculpas que eles arrumam para não ficarem juntos, o magnetismo entre eles é inegável e com a convivência, um relacionamento que não era para ser nem amizade vira muito mais e um vai aprender muito com o outro, principalmente Caroline sobre ela mesma.

Ao concluir a leitura,  imagino que esse foi o ponto do livro e o seu desenvolvimento até o final. Como Caroline iria lidar com todas as perdas que teve e um não relacionamento com um cara incrível, mas que não quer se abrir? Isso foi o que mais gostei e o que me incomodou no livro ao mesmo tempo. É óbvio para nós leitores que eles se amam, e que Caroline está conseguindo lidar com o que aconteceu, não só por estar com Wes, mas pelas novas amizades e caminhos que se permite seguir. Não é uma mudança de um dia para o outro, mas você começa a sentir durante a leitura e torce por ela.

Apesar desse recomeço que ela se permite, quando ela está com West vemos outra Caroline. Uma garota que está disposta a esperar qualquer migalha, que sofre mesmo sabendo que merece mais e quando ela passa a ver isso também, é quando o livro fica ainda melhor. Seria minha única queixa, mas ainda terminei o livro querendo mais. Acho que gosto de sofrer e a autora ainda nos deu um belo gancho, recomendo ter o segundo livro por perto.  

Acabei falando muito mais da mocinha do que do protagonista, mas acho que a intenção da autora também foi essa. Tratar de um tema que é delicado e não é considerado crime em grande parte dos EUA (fiquei boba com isso), e mostrar que é possível dar a volta por cima. Estou ansiosa pela leitura da segunda parte, pois ela brincou com a gente, sério. Preciso de mais West e Caroline, saber o que o destino reserva para eles. É um livro dramático e viciante, mesmo sofrendo você vai querer ler até o fim. Leitura recomendada.

“Porque uma mensagem de texto é capaz de nos tirar o chão. Uma decisão ruim, um flash de uma câmera e a parte ensolarada e perfeita da nossa juventude está acabada. Então podemos decidir. Olhamos ao redor, remexemos nos escombros, fazemos nossas escolhas. Nos armamos de amor, amigos, conhecimento. Descobrimos quem somos. O que queremos. Descobrimos e vamos atrás, a qualquer preço. E isso às vezes significa que devemos nos permitir ficar assustados.”
Avaliação:  
                                                                                                               
                                                                                                                                                                                                                                              Ficha Técnica                                                                                                       Título: Profundo
Autor: Robin York
Paginas: 320

Libriana, formada em administração e trabalhando na área financeira, sou apaixonada por livros, séries e filmes. Gosto de coisas simples e viajar ouvindo minhas músicas preferidas e lendo um bom romance ou suspense. Amo minha família e amigos, pois estão sempre comigo. 

15 comentários

comentários
29 de março de 2017 06:40 delete

Eu torci o nariz para o livro quando foi lançado. Estava numa fase enjoada do gênero e acabei deixando passar. Realmente o que acontece é algo muito delicado e fico feliz que nos EUA as coisas funcionem de verdade, já que as leis aqui no Brasil não passam de piadas, saber que um país leva essas coisas a sério e que há esperanças para quem passa por isso me deixa muito feliz. Enfim, espero pode ler um dia, realmente quero conhecer o drama da protagonista.

Raíssa Nantes

Responder
avatar
29 de março de 2017 16:31 delete

Oi Helyssa!
São pouquissimos livros da Arqueiro que despertam minha ateção e confesso que esse faz parte da lista. Apesar das resenhas positivas que vi sobre, não tenho vontade de ler esses news adults. Não realidade, o gênero sempre me parece muito batido, e não tenho paciencia para o drama das personagens :( Infelizmente vou passar a dica.

Abraços
David
http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

Responder
avatar
30 de março de 2017 10:14 delete

Olá! No começo eu estava meio insegura sobre ler esse livro, porque eu pensava que seria apenas mais uma história onde a patricinha se apaixona pelo bad boy, mas a sua resenha me surpreendeu. É bem diferente e muito melhor do que eu imaginava, já gostei dos personagens principais e também amo romances de new adult kk. Estou curiosa para saber como a Caroline e o West irão enfrentar esses problemas que os rodeiam. Ótima resenha, bjss!

Responder
avatar
Camila
Autor
30 de março de 2017 13:05 delete

Oi, Helyssa.
Já tive a oportunidade de ler essa duologia, mas não gostei tanto quanto você.
Achei sua resenha muito interessante e foi bacana observar um ponto de vista diferente!
Beijos
Camis - blog Leitora Compulsiva

Responder
avatar
30 de março de 2017 13:56 delete

Confesso que, apesar de não ser uma trama que normalmente atrairia a minha atenção, quero ler este dueto. Justamente pela atualidade do tema, até para servir como alerta para outras pessoas. Abraços!

Responder
avatar
Yohanna Lira
Autor
31 de março de 2017 20:33 delete

Sou super suspeita para falar sobre esse livro! Eu adorei a leitura! Bj :*

Responder
avatar
31 de março de 2017 21:26 delete

ooi!
tenho bastantee vontade de ler esse livro. Amo as capas dos livros, e a premissa então... Não está na meta, mas sem dúvidas está entre os desejados e pretendo lê-o esse ano. Dica mais que anotada!
Beijoos!

Responder
avatar
Anastacia
Autor
2 de abril de 2017 17:50 delete

Oieee tudo bem!?!?!? Sou muito suspeita para falar desse livro, porque eu amei!!! Li ano passado logo no lançamento e me encantei pela história. Achei o tema abordado bem atual e acabei me apaixonando pelo West, obviamente!!!
Bjs

Responder
avatar
Bia Coelho
Autor
2 de abril de 2017 18:00 delete

Olá
Amo NA. Estou louca para ler esse a um tempo, sei que a premissa é meio clichê, mas eu nem ligo por que é um gênero que eu amo de paixão. Estou louca para conhecer esse bad boy sempre me apaixono por eles. Amei sua resenha espero em breve poder fazer a leitura desse livro estou mega empolgada, beijos!

Responder
avatar
5 de abril de 2017 15:37 delete

Oi Helyssa.
Acho que nunca li um livro que tratasse desse assunto, vingança pornô. Por causa disso, até fiquei curiosa, mas foge muito dos livros que estou acostumada a ler.
Abraços.

Responder
avatar
5 de abril de 2017 20:41 delete

Oi Helyssa, sua linda, tudo bem?
Eu já li esse livro e adorei!!! Confesso que eu não sabia do fato que a autora denunciou no livro, tem até uma nota no final explicando. Esse assunto é super importante e muito grave. Precisamos ainda debater muito. Eu me senti muito mal pela personagem e achei linda a relação que eles estabeleceram. Estou louca par ler o segundo livro. Sua resenha ficou ótima!!!
beijinhos.
cila.
http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

Responder
avatar
9 de abril de 2017 14:45 delete

Oie, tudo bem? Gostei da resenha!! Quando vi esse livro pela primeira vez fiquei bem interessada, afinal eu adoro o gênero, mas com o tempo fui desaminando. Sua resenha me animou a colocá-lo novamente entre os desejados. Espero gostar bastante também, quando ler :D
Beijos

Responder
avatar
Ju
Autor
11 de abril de 2017 18:17 delete

Um absurdo uma coisa dessas não ser crime em todos os lugares, é algo que se desestrutura completamente a vida de alguém, ainda mais na velocidade que as coisas se espalham na internet. Mas mesmo com o tema interessante, não tenho vontade de ler por conta de algumas coisas que já ouvi falar sobre a linguagem empregada.

Responder
avatar
13 de abril de 2017 18:18 delete

Olá, tudo bem? Nossa lembro que quando lançou o livro, fiquei bastante interessada nele, porém ainda não tive oportunidade de ler. NA também era um gênero que lia muito, mas agora parei um pouco heheheheeh Esse parece ser um pouco diferente, por isso dica anotada <3
Beijos,
diariasleituras.blogspot.com.br

Responder
avatar
Daya Maciel
Autor
18 de abril de 2017 07:20 delete

Oi,
Profundo é um livro muito atual e trata de um tema que infelizmente está se tornando cada vez mais comum: cyber bullying e vingança sexual.
Com certeza é uma leitura viciante.
beijos

Responder
avatar