24 de abril de 2017

A série Conjurador


Acredito que todo leitor com seus vinte e tantos anos deve amar Harry Potter e O Senhor dos Anéis. Provavelmente aqueles que são GEEKs gostam de Pokémon também. Agora imagine tudo isso junto e misturado em uma aventura fantástica, porque a série Conjurador é exatamente isso e é dela que vamos falar hoje! Até o momento já temos 2 livros lançados, “O Aprendiz”, no ano passado, e “A Inquisição” que saiu algumas semanas atrás, ambos publicados pela Galera Record. O terceiro volume, “The Battlemage”, será lançado lá fora no próximo mês e ainda não tem previsão de chegar às livrarias aqui do Brasil. Uma curiosidade interessante é que o autor, Taran Matharu, está “mais próximo” de nós do que podemos imaginar, sua mãe é brasileira e seu pai é indiano, porém o escritor vive em Londres.

Quando vi o primeiro livro, O Aprendiz, logo fui atraído pela capa que me lembrou muito um personagem de RPG, daí quando li a sinopse, me arrisquei a tê-lo em minhas mãos. Uma ótima escolha porque o livro me surpreendeu bastante! A promessa de “Conjurador” é a de uma narrativa sobre um rapaz órfão e injustiçado que, juntamente com seus amigos, irá viver altas aventuras na escola de magia Vocans até cair dentro de uma épica guerra mágica contra os orcs.

Talvez você até tenha ouvido falar sobre essa série e saiba que é um infanto-juvenil e, por isso, venha questionar a minha razão de ter gostado dela. Bom, isso é simples de explicar, porque se você, como eu, acompanhou os lançamentos de Harry Potter na adolescência, não vai conseguir deixar de enxergar Harry em Fletcher, nosso protagonista, e até mesmo a Academia Vocans como uma versão de Hogwarts. Mas isso ainda não é tudo! Lembra de Tolkien e as criaturas de O Senhor dos Anéis? Classes de humanos, orcs, goblins, gremlins, elfos e anões? Eles também estão todos nessa série, juntamente com criaturinhas (demônios que são conjurados) que você provavelmente acabará comparando com os monstrinhos de Pokémon. E se isso tudo ainda não te convenceu, encaixe essas peças em um cenário de guerra, com conflitos políticos e também diferenças entre as raças, com mais um pouco de briga que envolve feitiços e lutas, sério, é impossível não se viciar pelas páginas!

Como o livro se trata de uma obra para o público mais novo, Matharu foi excelente em montar uma narrativa bem leve, que flui bem e não cansa o leitor. Em alguns pontos os leitores mais velhos podem acabar sentindo falta e desejando a profundidade de algumas coisas que realmente ficam bem rasas, mas como eu disse, isso é normal porque o livro foi feito para a garotada. Então, dependendo da sua idade, a série Conjurador provavelmente não trará nada de novo ao seu universo literário, mas renovará sua dose de nostalgia, com uma leitura bastante agradável, ótima para curar aquelas ressacas literárias. Por outro lado, se você é adolescente, embarque na fantasia desses livros que com certeza você tomará um ótimo gosto pela leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!