15 de maio de 2017

HQs valem como literatura?


Como todo bom geek, eu também sou viciado em histórias em quadrinhos e em meio a tantos balões e onomatopeias, hoje eu venho falar sobre o polêmico debate: HQs também valem como literatura?
Sempre me deparo com esse dilema quando questiono alguns geeks que conheço, sobre o gosto deles pela literatura. Uma boa parte deles não curte os livros, mas justificam que leem histórias em quadrinhos.

De fato, as HQs são, na maioria dos casos, o primeiro tipo de texto em páginas que as pessoas têm contato. Qual criança não gosta de ver toda a ação desenhada, das cenas dos personagens que nós amamos e, em meio disso, tudo o que eles falam e que a gente lê? Muitas dessas pessoas, levam as histórias em quadrinhos para o resto da vida, assim como eu!

Antes de falar sobre o que penso, temos que diferenciar leitura de literatura. Quando eu falo de literatura, me refiro à arte de se ter uma história escrita, baseada em uma narrativa, que pode ganhar vida pela imaginação de seu contexto. Isso, para mim, é literatura.
Já a leitura, pra mim, é ato de ler qualquer tipo de texto, independente de seu formato ou de sua interpretação. São coisas diferentes.

Com base nisso, eu concluo que literatura está enraizada nos livros, onde nós temos páginas de uma história a ser interpretada através de certo ponto de vista, do leitor ou do escritor, através do personagem.
Quanto aos quadrinhos, acredito que se pegarmos a arte da literatura e somarmos à arte gráfica — que dá vida às cenas e ao ambiente imaginado pelo roteirista — teremos uma HQ.

Logo, eu não posso concordar que HQs sejam literatura, mas concordo que são um tipo de leitura. As histórias em quadrinhos vão um pouco mais além que os livros, no sentido de que alguém escreve e outro alguém retrata o pensamento de quem escreveu, porém mais simplistas em questões de profundidade contextual. Nas páginas dos livros, o autor coloca à sorte de cada mente, a capacidade de dar vida às cenas descritas. Se de um lado, uma HQ “não precisa” se preocupar muito com a descrição das cenas e podem manter o foco no diálogo — porque está tudo desenhado ali, numa descrição visual — nas páginas dos livros tudo se inverte, os escritores precisam saber conduzir a imaginação dos leitores, para que mantenha a coerência da narrativa, sem nenhum desenho para guiar os pensamentos.

Hoje em dia, as editoras de histórias em quadrinhos já fazem encadernados luxuosos pra tentar dar uma aparência de livro às revistas, o que eu amo e inclusive tenho vários, mas eu preciso confessar que sou mais fã da iniciativa de alguns escritores que transformam as HQs em livros. Temos vários títulos pelas livrarias, todos cuidadosamente bem trabalhados, mas que serão tema de uma próxima postagem aqui no #IamNotAFairy.
Por enquanto eu deixo essa minha visão: HQs valem como leitura, não como literatura. E vocês, o que pensam a cerca dos quadrinhos e dos livros? Deixem suas opiniões aqui nos comentários!

22 comentários:

  1. Olha só, uma matéria super legal sobre HQs.
    Não entendo a rejeição e por muitas vezes, o preconceito das pessoas com elas. Eu particularmente gosto de todas, sejam de super heróis, que leio desde a adolescência ou as adaptações literárias de classicos que tenho visto por aí.
    As originais, criadas nesse estilo,muito me agradam também, considero que tenho muitas e confesso que gosto de cada uma delas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olha só, uma matéria super legal sobre HQs.
    Não entendo a rejeição e por muitas vezes, o preconceito das pessoas com elas. Eu particularmente gosto de todas, sejam de super heróis, que leio desde a adolescência ou as adaptações literárias de classicos que tenho visto por aí.
    As originais, criadas nesse estilo,muito me agradam também, considero que tenho muitas e confesso que gosto de cada uma delas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Acho que depende muito, os quadrinhos de banca, não, mas também acho que nem todo livro tem valor literário, trazendo histórias rasas, ou extremamente clichê (tipo fórmula) Já alguns quadrinhos com Maus ou Persepolis são histórias que tem um valor literário muito grande, pela força do conteúdo e mensagem. Então depende muito.

    ResponderExcluir
  4. Também sou viciada em HQS, creio que seja sim Miguel, tem muita gente que odeia ler livros, mas ama histórias em quadrinhos, assim ele está lendo algo pelo menos, cada um tem um gosto e fico encantada e feliz de encontrar uma postagem assim no seu blog, sucesso menino.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Eu deixo as teorias para os teóricos! Não entro nessas discussões porque não tenho conhecimento mais especifico, mas acho que o importante é as pessoas lerem, independente do que seja!

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Eu gosto de quadrinhos, tanto quanto gosto de livros e como a colega ai de cima, não entro em teorias e essas coisas. Pra mim se a pessoa está lendo já é o importante, mesmo q não concorde que ler uma única coisa seja benéfico, acho a variação mt mais interessante, sobre esse assunto não tenho como opinar.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Adorei o seu texto e acho válida a discussão. Devo dizer que compartilho da sua opinião. HQ é uma forma de leitura, mas não literatura.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Amei o seu texto e concordo plenamente. HQ é uma forma de leitura, mas não literatura, pessoalmente eu amo as duas formas...

    ResponderExcluir
  9. Olá Miguel!
    Penso que o mais importante é que o gosto pela leitura seja incentivado. Mesmo que HQ não seja literatura. Lembrei do meu filho que tinha pavor das aulas de literatura e como eu queria que ele se interessasse pela leitura!

    Abraço,
    Cidália.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Miguel
    É difícil dizer o que penso, pois confesso que parei para pensar nisso agora rs. Eu, por exemplo, meus primeiros contatos com a leitura nesse mundo foi com os gibis da Turma da Mônica. Não sou uma grande entendedora do assunto. Mas, se é literatura ou não, com certeza HQ é uma forma de leitura. Mas... sempre tem um "mas", né rs

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  11. Oii, tudo bem?
    Bom, não lembro de ter lidos HQ'S além dos infantis que li quando era criança kkkk nunca parei muito pra pensar se valiam como literatura ou leitura, não conheço muito do assunto kkkk
    Acho que é uma boa maneira de incentivar a leitura, eu mesma comecei assim e acho que muitos do mesmo jeito. Realmente, acho que é válido como leitura.

    ResponderExcluir
  12. Acho que qualquer tipo de quadrinhos vale como leitura sim.
    Até mesmo as figuras em si precisam ser compreendidas, o que sao um tipo de leitura.
    Eu particularmente amo mto e coleciono, por isso recomendo demais.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Miguel.
    Eu já pensei sobre essa polêmica sim... Antes, eu considerava literatura, afinal ali estava uma história com desenhos, mas ainda assim uma história, porém também entendo o seu ponto de vista e estou mais tentada a concordar com ele, embora ainda fique meio confusa hahaha. Digamos que sim, HQ é um outro "instrumento".

    ourbravenewblog.weebly.com

    ResponderExcluir
  14. Olá Miguel, achei bem interessante o seu ponto de vista, acredito sim que há uma diferença entre a literatura e a leitura, e concordo com vc qnd vc diz que HQ é uma leitura, porém acho valido qualquer tipo de leitura, sendo ela HQ ou livros.

    Acho que o objetivo é incentivar qualquer tipo de leitura.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oiii!!

    Que artigo ótimo! Eu nunca fui muito de ler HQs mas sei da sua importância na literatura. Tanto que elas até ganharam espaço maior no prêmio Jabuti.
    Parabéns pelo texto​!!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Pra mim, é Literatura sim! Só porque tem imagem não quer dizer que não esteja transmitindo uma mensagem. Aliás, toda escrita poética é Literatura, na minha opinião. Mas seu texto é bem importante para discutirmos.

    ResponderExcluir
  17. Oi, Miguel, confesso que fiquei bem em dúvida em relação a concordar ou não com o seu ponto de vista, e acredito que seja bem comum, já que cada um tem uma opinião. Apesar disso, gostei que tenha tocado nesse assunto, pois poucas são as pessoas que falam sobre isso.

    ResponderExcluir
  18. Acho que todo tipo de leitura é válida, independente de ter figuras ou não. Não sou especialista no assunto e sou mais de ler romances. Mas adorei sua visão sobre.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Tá ai um mérito ao qual eu, por enquanto, não tenho uma resposta pra dar. Na verdade nunca parei realmente para pensar no assunto mas sempre considerei hqs um meio de leitura muito válido, assim como os livros. Essa diferença entre leitura e literatura é algo muito interessante e me deu muito o que pensar haha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Muito legal seu texto, interessante a tua colocação. Eu discordo, acho que é sim literatura. Na sala de aula é o primeiro contato dos alunos pequenos e tem sua importância.
    Parabéns pelo texto

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bem? Opiniões são opiniões certo!? Discordo em achar que HQ's não é literatura já que um universo foi criado justamente por causa deles. Não acho que é só leitura se tem pessoas que suas maiores afinidades e seu interesses são em HQ's e para elas são literatura. Além de que só porque temos uma imagem para refletir a cena isso não nos leva a imaginação?! Devemos ficar preso ao que aparece no cartoon!? Não temos reflexões por trás que nos fazem pensar na vida ou quem sabe o que esperar na próxima HQ!? Fora os traços que cada caturnista tem, fazendo os quadrinhos serem únicos e nos indagar o porquê daquela escolha. Bitolar que só literatura nos traz essas indagações é infutável e desagradável. Aliás faz cada vez mais os dois universos se afastarem, sendo que MUITAS pessoas caminham pelos dois.
    Abraços,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá! Excelente texto, na minha humilde opinião? Sim! HQ são literatura, e nos dias atuais eles estão ainda mais presente na vida dos leitores, do qual muito tomam gosto por livros e demais outros gostos nerds, através das HQs.

    ResponderExcluir

author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!