15 de setembro de 2017

A Lâmina da Assassina - Resenha

Toda Lenda tem um começo...

Quem me conhece sabe que sou apaixonada pela Sarah J. Maas. Ela me surpreende a cada livro, seja da Saga Trono de Vidro ou da Corte de Espinhos e Rosas. E esse não foi diferente, apesar de ser o terceiro livro lançado, A Lâmina da Assassina  se passa mais ou menos um ano antes de Dorian “resgatá-la” das Minas de Sal em Endovier. O que me deixou super  curiosa, primeiro porque sempre queremos saber mais sobre o passado dos nossos personagens favoritos, segundo porque eu queria entender como, ela sendo quem é, foi capturada, e terceiro porque queria muito, muito mesmo conhecer o Sam.

O primeiro conto já começa com Celaena furiosa ao descobrir da morte de Ben, o segundo no comando da Guilda dos Assassinos, e contrariando a todos ela vai resgatar seu corpo. Logo nessa primeira passagem recordamos de quem ela é e porque nos conquistou, apenas uma meninas de 16 anos que já passou por coisas demais. Ela é arrogante, mimada e coisa bem pior, mas também luta pelo que é certo e segue seu código de honra, não importando as consequências. Em cada um dos contos vemos essa balança, Sarah consegue fazer um mix de qualidades e defeitos como ninguém, e aos poucos vemos a evolução e amadurecimento dela.

Celaena sabia muito bem o que Sam Cortland achava dela. Soubera desde que os dois eram crianças, quando Arobynn a escolheu e a declarou - e não Sam - sua protegida e herdeira.
Pág.: 14

Ah se ela realmente soubesse! 

Rolfe estendeu a mão, e Celaena observou a palma e os dedos tatuados quando se fecharam na mão grande de Sam. O mapa — aquela era a tatuagem do mapa mítico pelo qual ele vendera a alma; o mapa dos oceanos do mundo —, o mapa que mudava para mostrar tempestades, inimigos... e tesouros.
Pág.: 17

Em A assassina e o Lorde Pirata Celaena e Sam são enviados até a Baía da Caveira, em uma ilha impossível de entrar ou sair sem serem vistos e/ou destruídos, para negociar com o Lorde Pirata. O que eles não sabiam era que a transação se referia a um carregamento de escravos, o que a deixa bem irritada, por não achar certo escravizar pessoas que não fizeram nada de errado, que apenas lutam por liberdade e comida, por isso ela decide elaborar um plano para destruir o acordo e quem sabe algo mais, o que é claro vai dar muita confusão, destruição e lhe render um inimigo para a vida toda.

Mas nada do que Rolfe poderia fazer seria pior do que a ira do Rei dos Assassinos por sua desobediência, logo as atitudes de Celaena nas Ilhas Mortas a deixam em maus lençóis, e é nesse ponto que sua vida começa a tomar um novo rumo, pois como castigo, além de uma bela surra, Arobynn a manda para treinar com os Assassinos Silenciosos.

É aí que começa A assassina e a Curandeira, enquanto aguarda o navio ela conhece Yrene Towers, uma jovem que sonha em seguir os passos da mãe e ser curandeira, mas está presa em uma cidade portuária asquerosa e perigosa, ao se esbarrarem essas duas jovens irão em pouco tempo ensinar muito uma a outra. Puro empoderamento feminino, vocês verão muito disso no decorrer da série. \o/\o/

Finalmente em A assassina e o Deserto ela chega ao Deserto Vermelho, e encontra os Assassinos Silenciosos para começar seu treinamento, mas para sua surpresa o Mestre Mudo se recusa a treiná-la. Enquanto espera convencer o Mestre, Celaena treina com outros assassinos, e acaba conhecendo um mundo bem diferente do seu.

E, embora a maioria das pessoas ali fossem assassinos treinados, havia um ar de paz e contentamento - de alegria, até.
Pág.: 136

Ela fica bem próxima de Ansel, sua colega de quarto, uma ruiva peculiar com uma armadura extravagante. Esse capítulo é surpreendente e me deixou orgulhosa da minha assassina preferida.

Em A assassina e o Submundo vemos Celaena de volta a Ardalan, confusa com seus sentimentos. Vemos aqui muito da manipulação de Arobynn, que pede desculpas a ela pela surra e lhe enche de presentes e um trabalho bem caro, alguém encomendou o assassinato de um cara importante e Celaena e Sam trabalham juntos novamente.

Ela entrou no escritório, as botas silenciosas no tapete ornamentado. Com cuidado, prendendo a respiração, fechou as janelas outra vez.
Celaena sentiu o ataque um segundo antes de acontecer.
Pág.: 272

- Quem a enviou?
O coração batia descontroladamente, mas o sorriso da assassina não se desfez. Suportar tortura era uma lição que havia aprendido há muito tempo.
Por que presume que alguém me enviou? Uma garota não pode ser independente?
Pág.: 274

Esse é também o desenvolver da história entre Celaena e Sam, definitivamente um dos meus capítulos favoritos, esse início de romance, o crescente carinho um pelo outro, os momentos de timidez, o medo de se magoar etc. Amo romances, me julguem!

A assassina e o Império já começa te deixando sem ação com Celaena na carruagem indo para a prisão, e se perguntando como deu tudo tão errado, como da perfeição e liberdade eles acabaram assim. Quem leu os livros anteriores sabe como a história de Celaena e Sam termina, mas você se apega tanto aos personagens que em algum momento você torce para os livros seguintes não existirem e é claro isso não acontece. Devo dizer que terminei o livro chorando horrores, a ponto de mal respirar durante a leitura daquelas malditas linhas, e admito odiando a Sarah com todas as minhas forças, mas quem a conhece já sabe que isso é comum, as vezes leio e releio uma passagem porque não acredito que ela foi capaz de escrever aquilo. As vezes suspeito de que ela não tenha coração.

Não esperem mais nenhum minuto!

Comprem os livros e preparem-se para mergulhar nessas cinco histórias que irão te surpreender, divertir e emocionar, com mais uma obra prima do universo Trono de Vidro. E como sempre, prestem atenção a cada detalhe, pois a Sarah irá usá-lo quando você menos esperar.


Avaliação:
Ficha Técnica
Série: Trono de Vidro #Extra
Título: A Lâmina da Assassina
Autora: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Páginas: 406

Compre aqui:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!