3 de dezembro de 2018

A Marcha - Resenha


Hey, galerinha! Hoje eu serei meio diferentão por aqui. Acho que ainda não falei de nenhuma HQ aqui pelo #IAmNotAFairy, mas esse momento chegou!

Eu gosto bastante de HQs, Marvel e DC Comics, sim, mas eu também curto muitas outras histórias nesse formato, e a de hoje é ainda mais diferente: é uma história real! Então me acompanhem por essa marcha.

Certamente é muito fácil perceber que já no final de 2018, século XXI, o racismo a é muito presente na nossa sociedade. O que dizer, então, de 1965, onde os negros eram muito mais subjugados e tratados como menos humanos? Bem, é nesse tempo que se levanta John Lewis, para fazer história.

Você já deve conhecê-lo ou pelo menos ter ouvido falar sobre ele. Hoje, um dos membros da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, o ativista não encontrou um caminho fácil para iniciar sua jornada e, na verdade, até hoje, essa marcha ainda é bem dura.

A HQ conta a história de Lewis, quando ainda criança, sempre criando seus sonhos e buscando estudar, mesmo escondido, por conta de ser um menino negro, e inspirado pelo grande Martin Luther King.
Os quadrinhos nos contam como esse menino sonhador cresceu, desenvolveu a coragem e a força para enfrentar a dura marcha contra o racismo, o preconceito e as dificuldades, para apenas começar a mudar a grande mudança na história americana, nesse primeiro volume.

Uma daquelas histórias que nos fazem refletir sobre os valores da vida e sobre a importância de não negligenciarmos nossos papéis na sociedade. Uma história real que nos enche de inspiração e renova nossas motivações.

“Eu tenho um sonho. O sonho de ver meus filhos julgados por sua personalidade, não pela cor de sua pele.”

Avaliação:

Ficha Técnica
Título: A Marcha
Autores: John Lewis E Martin Luther King 
Editora: Nemo
Páginas: 128

Nenhum comentário:

Postar um comentário

author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!