10 de fevereiro de 2020

Baía da Esperança - Resenha

Oi Povo, tudo bem?
Hoje vamos falar de “Baía da Esperança”, da Jojo Moyes, lançado pela Intrínseca. Confesso que esse livro estava na minha estante há anos, mas esse ano prometi que iria ler 2 livros “novos” e 1 livro mais antigo da estante. Esse foi o primeiro da tentativa de alcançar a meta! Rsrs. A leitura começou bastante lenta, mas o enredo do meio para o final ficou bem melhor e não me decepcionou.

Silver Bay, uma cidadezinha na Austrália, é o lugar dos sonhos para quem quer fugir do mundo moderno e entrar em contato com a natureza. O lugar ideal para encontrar golfinho e baleias, a cidade tem um pequeno comércio que sobrevive do turismo. O Hotel Baía da Esperança, administrado por Katheleen (conhecida como Garota Tubarão), só tem uma parte funcionando após um incêndio que aconteceu no local. Ele foi a herança que seu pai lhe deixou, e ela tenta levar as contas na melhor maneira possível, sem falar no museu dos Navios-baleeiros que ela mantém em funcionamento mesmo quase não recebendo mais visitas.

"Mantive o museu aberto desde a morte do meu pai, em 1970, e sempre deixei os visitantes subirem nos restos do casco e passarem os dedos pela madeira lascada, o rosto deles iluminando-se ao imaginarem como deve ter sido cavalgar a cauda de uma baleia." Pág: 23.
Liza e Hannah vivem no hotel com sua tia, e com o decorrer da leitura, vamos descobrindo que existe um grande mistério por trás da saída delas de Londres para Silver Bay. Hannah é uma criança encantadora, que tem um tristeza que não é comum para alguém da idade dela. Liza é uma mulher com personalidade forte, que sofreu mais do que qualquer mulher deveria sofrer. Silver Bay era o lugar ideal para elas se esconderem, afinal, todo mundo respeitava sua tia e quase nunca a forçava a falar sobre algo que ela não queria.

"Seja como for, ninguém fazia muitas perguntas. E, se você optasse por não responder às que eram feitas, bom, isso também era aceitável." Pág:  88.  

Mike Dormer saiu de Londres com o objetivo de conseguir achar o lugar ideal para implantar um grande projeto hoteleiro. Ele se hospeda no hotel baía da esperança e acaba se encantando com o lugar, e com os moradores, o único problema é que ele não pode esquecer seu trabalho.  E a partir daí que queremos descobrir urgentemente o que acontecerá no final! Rsrs.

"Em Silver Bay, na maior parte do tempo, eu havia conseguido esquecer meu próprios atos, perdê-lós com a distância e as diferentes zonas de fuso horário, até porque agora eu passava metade do tempo com a sensação de estar levando a vida de outra pessoa." Pág: 105.
Mais que isso não posso contar, mas devo dizer que o livro é encantador, observar o jeito que os moradores locais defendem os animais e sua cidade é lindo. Sem falar que os personagens secundários também são super importante e eu gostaria de ser amiga deles também. Resumindo: Leiam e se apaixonem por Silver Bay.

Ficha Técnica
Título: Baía da Esperança
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Páginas: 301

Nenhum comentário:

Postar um comentário

author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!