19 de fevereiro de 2020

Os Sete Maridos de Evelyn Hugo - Resenha

Os Sete Maridos de Evelyn Hugo é um dos melhores livros que já li em toda minha vida. Eu precisava começar o texto com essa frase. Publicado no final de 2019 pela Paralela, um selo da Cia das Letras, o livro foi escrito por Taylor Jenkins Reid, mesma autora de Dayse Jones & The Six, publicado anteriormente. 

Sabe quando um livro é tão bom que você não consegue nem explicar para outra pessoa sobre ele? Estou passando por isso neste exato momento. Mas vou tentar passar o máximo de informações que eu conseguir sem dar spoiler

A história começa pelo ponto de vista da jovem jornalista chamada Monique, que apesar de estar em um jornal conceituado, não é tão bem sucedida. Mas após o anúncio de que Evelyn Hugo, uma das maiores atrizes de Hollywood dos anos 60, iria fazer um leilão de seus vestidos para a caridade, o jornal que Monique trabalha recebeu uma e-mail da própria Evelyn, nele, ela dizia que daria uma entrevista  exclusiva para o jornal, e falaria sobre o assunto que há anos a mídia queria saber mais, seus sete maridos. Sua única exigência, era que Monique fosse a jornalista enviada. Ninguém entende o porquê desse pedido, pois ela é completamente anônima e não tem ligação alguma com a Evelyn. 

Não ignore metade do que sou para colocar um rótulo em mim, Monique. Não faça isso.

E então Monique aceita a proposta e vai se encontrar com a estrela em seu apartamento, para a sua surpresa, descobre que Evelyn nunca planejou dar uma entrevista, na verdade, ela queria convidar Monique para escrever sua biografia, e a contaria cada detalhe de sua vida, desde o anonimato até o fim de sua carreira, mas com uma condição, ela só poderia publicar após sua morte. 

Eu era linda, mesmo aos catorze anos. Ah, eu sei que o mundo prefere mulheres que não têm noção do próprio poder, mas estou de saco cheio disso. A verdade é que quando eu passava, as pessoas olhavam. E eu não tinha orgulho nenhum disso. Não fui eu que fiz meu rosto assim. Nem meu corpo. Mas também não vou sentar aqui e dizer: ‘Ai, sério? As pessoas me achavam bonita mesmo?’, como uma garotinha fútil.

A autora intercala a narração de Evelyn sobre o seu passado com o presente e a vida de Monique, confesso que ler sobre o passado de Evelyn era muito mais interessante, mas a narração de Monique não deixa de ser muito importante para o conjunto da história, inclusive, essencial para o grande plot twist do livro!

Você entendeu o que estou dizendo? Quando surge uma oportunidade para mudar sua vida, esteja pronta para fazer o que for preciso. O mundo não dá nada de graça para ninguém, só tira de você. Se conseguir aprender alguma coisa comigo, provavelmente vai ser isso.

Eu não quero falar muito sobre o livro, porque quanto menos você souber, melhor será para a experiência de leitura. Mas PRECISO falar sobre como a autora faz Evelyn Hugo parecer REAL. Eu juro que após a leitura, fui pesquisar o nome no Google para confirmar. Quanto mais você lê, mais fica sedento por mais detalhes da vida de Evelyn, e quando acaba, parece inconcebível a ideia de que ela nunca existiu de verdade. 

Avaliação:                                                                       
Ficha Técnica
Título: Os Setes Maridos de Evelyn Hugo
Autor: Taylor Jenkins Reid
Editora: Paralela
Páginas: 360

Nenhum comentário:

Postar um comentário

author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!