Pular para o conteúdo principal

Corpo - Resenha

Olá fadinhas! O livro de hoje é Corpo, escrito por Audrey Carlan e publicado pela Verus Editora. Esse livro me despertou muitas emoções, nem todas foram boas, mas me sinto obrigada a compartilhar um pouco da minha opinião com vocês. 

AVISO GATILHO: VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E SEXUAL. 

Gillian Callahan é gerente de arrecadação de fundos de uma fundação que dá suporte a  mulheres vítimas de violência doméstica, a mesma fundação que a ajudou em um momento de terror, quando finalmente conseguiu fugir do namorado que a violentava fisicamente e psicologicamente. No meio de uma viagem importante de negócios, ela conhece Chase Davis, um bonitão que estava no bar do hotel, a conversa esquentou e ele a convidou para o seu quarto, mas apesar de se sentir atraída, recusou o convite. Ela só não esperava o encontrar na reunião do conselho da fundação, pior, descobriu que ele simplesmente é o chefão, presidente do conselho da fundação onde trabalha. 

Esse é o problema de gostar de um homem Meu radar nem sempre é confiável. Ou eles me batem e me chamam de vadia, ou transam comigo e caem fora. De uma forma ou de outra, todos parecem querer ser meus donos. Chase não é exceção.

E é claro que os dois engatam em um romance daqueles! Todas as cenas protagonizadas pelos dois tinham uma tensão sexual envolvida, acho que a autora caprichou bastante nesse quesito! O livro tem tudo o que você esperaria de uma história com um cara super rico: viagens de jatinho, limousines, restaurantes chiques e até guarda-costa. Ele tem também, outros personagens importantes, as “irmãs de alma” da Gillian, juntamente de seu melhor amigo, Phillip, são a única família que lhe resta, elas servem muitas vezes de alívio cômico para o leitor. Mas os ciúmes que Chase insiste em ter do Phillip enchem a paciência! 

Como era de se esperar, nós conhecemos, no decorrer do livro, o passado de Gillian e todos os traumas que ficaram dele. E uma coisa que fica clara para o leitor é que o passado está se repetindo. [ALERTA SPOILER] Chase é super controlador, ele escolhe as roupas que ela vai usar, ele dita se ela pode se masturbar ou não com o pretexto de que “só ele daria prazer para aquele corpo”, quer mandar na personagem o tempo inteiro e chega a perseguir ela em uma viagem de negócios! A protagonista percebe tudo isso, mas é só ele dar um beijo e seduzir que ela esquece em um passe de mágica.

Eu sempre espero encontrar coisas problemáticas na maioria dos livros do gênero, e às vezes eu encontro coisas que o leitor não vai achar que é realmente um problema, mas por tratar os temas: relacionamento abusivo, violência doméstica e abuso psicológico, a autora deveria ter tido mais tato e responsabilidade 

Eu já sabia que o livro fazia parte de uma série, mas jurava que seria um  para cada amigo da protagonista, tive a surpresa em descobrir que os livros seguintes também são protagonizados pelo mesmo casal. Então espero muito que a autora tenha retratado isso nos próximos volumes da série. E é claro que lerei o próximo pois, além de trazer a resolução de um mistério em aberto, o livro tem suas qualidades (também estou curiosa demais para saber em que fim essa história vai dar).  

Avaliação:                                                                       
Ficha Técnica
Título: Corpo 
Autor: Audrey Carlan
Editora: Verus Editora
Páginas: 308

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Indomável - Resenha

Oi Povo, tudo bem? Hoje vamos falar de "Indomável", último livro da trilogia "Damas Rebeldes", da autora Julia Quinn, lançado pela Editora Arqueiro. Finalmente cheguei no livro de William Dunford! HAHHAA. Ele aparece nos livros anteriores " Esplêndida " e " Brilhante ", e deixa nós leitores apaixonados e doidos para conhecer ainda mais esse personagem libertino tão charmoso! HAHAHA. Ele fica completamente chocado quando descobre que herdou um título e uma propriedade na Cornualha. Dunford, viaja imediatamente para conhecer a propriedade que ele herdou, o que ele não imaginava é que encontraria uma mulher administrando a propriedade e que ela se tornaria sua responsabilidade junto a herança do título.  "Belle bateu palmas. Que fantástico! Dunford acabara de receber uma herança inesperada. Ela torcia para que fosse algo bom. Uma de suas amigas tinha acabado de herdar, a contragosto, 37 gatos. " Pág: 12. Henrietta Barrett, ou apenas Henry,

Long Shot - Resenha

  Oi Povo, tudo bem? Hoje vamos falar de “Long Shot” primeiro livro da série Hoops, da autora Kennedy Ryan, lançado pela Editora The Gift Box. Esse livro mexeu tanto comigo que demorei meses para me sentir segura em escrever essa resenha. A história de August e Iris, é muito surpreendente, mas isso não significa que ela é leve. Minha xará passa por cada situação que nenhum ser humano deveria passar, mas ainda bem que existem pessoas como August. Ele é simplesmente sensacional e ela é uma mulher extremamente forte. Deu para perceber que me encantei pelo casal, né? Rsrs. Iris e August se conhecem num barzinho de um hotel e a conversa dos dois acontece de maneira natural e encantadora, eles acabam conversando sobre assuntos que não assumem para quem conhecem a anos, mas parece que abrir o coração é algo natural entre eles. O problema é que tudo que é bom dura pouco e a noite acaba, e ambos tem que voltar para a vida normal. “Eu fico parado, absorvendo o som de seu nome, absorvendo o olhar