A Rainha Vermelha - Resenha

12 Comentários A+ a-

Uma sociedade dividida pelo sangue.
Um jogo definido pelo poder.

A Editora Seguinte tem lançado séries incríveis, e A Rainha Vermelha não é diferente.

Impérios e governos se ergueram e se destruíram. Agora não somente de terras e domínios se divide o mundo, mas também por sangue, Vermelho ou Prateado.  Os Prateados possuem poderes impossíveis aos meros Vermelhos, que trabalham duro por uma vida medíocre, enquanto assistem demonstrações de poder e força dos Prateados.

Mare é vermelha, e por não possuir uma profissão sabe que logo será convocada a servir ao exército durante a guerra, assim como seus três irmãos foram, da família apenas Gisa, a mais nova, conseguiu uma profissão. Apesar de temer seu futuro, Mare fica feliz que seu melhor amigo não terá o mesmo destino.

Apesar da nossa eletricidade, da comida de Lakeland, das nossas armas e dos números deles, nenhum dos lados tinha muita vantagem sobre o outro. Ambos contam com oficiais prateados e soldados vermelhos, valendo-se em combate de seus poderes, pistolas e do escudo de mil corpos vermelhos. Uma guerra que devia ter acabado há menos de um século ainda se arrasta.
Pág.: 26

Kilorn é aprendiz de marinheiro, mas seu mestre morre antes que ele complete o aprendizado, faltando poucas semanas para o seu aniversário de 18 anos ele se desespera e procura a amiga. Desesperada ela procura uma forma de ajudá-lo, e rouba cada centavo que pode na esperança de comprar a fuga dos dois pela Guarda Escarlate, um grupo de rebeldes que lutam pela liberdade dos vermelhos.

Para sua sorte, ou não, Mare conhece um estranho que a indica para trabalhar no Palácio de verão do Rei Tiberius, bem no momento da Prova Real. A Prova Real é quando as pretendentes do príncipe demonstram seus poderes, o Príncipe Herdeiro Cal deve escolher a mais poderosa como sua noiva, para que assim a linhagem real continue a ser implacável.

Tudo fica roxo durante a queda; vejo apenas o escudo se aproximar. A eletricidade silva, queima o ar. Mal tenho tempo de entender, mas sei que aquela cúpula tramada em roxo vai me cozinhar viva, me eletrocutar com uniforme vermelho e tudo.

Mas...então posso sentir. Sinto o calor das faíscas subindo e descendo pelo meu corpo, incendiando cada nervo. A sensação não é ruim,porém. Na verdade, me sinto viva.

Pág.: 78

O inimaginável acontece, uma vermelha com poderes de prateada. Como isso é possível?! O Rei e a Rainha não podem permitir que isso se espalhe, e a escondem na corte como Lady Mareena, Prateada de uma grande casa destruída, que foi criada por Vermelhos.
Agora Mare está cercada por seus inimigos, seus pensamentos não são seguros perto do poder da Rainha murmuradora, será que ela encontrará aliados nos príncipes de Norta?! Em quem confiar quando todos parecem lobos em peles de cordeiro?!


Leiam também Coroa Cruel, esse livro contém dois contos do universo de A Rainha Vermelha, e ainda o início de Espada de Vidro, segundo volume da série.

Em Canção da Rainha conhecemos a Rainha Coriane Jacos, a primeira esposa do Rei Tiberius VI, e mãe de Cal. Adorei conhecer ela jovem, ver como ela se apaixonou e se tornou Rainha. É um conto triste e bonito ao mesmo tempo, nos dá uma perspectiva da vida cruel da corte.

Em Cicatrizes de Aço conhecemos Diana Farley, uma das capitãs da Guarda Escarlate, com ela aprendemos mais sobre o movimento, onde começou e seus planos para invadir Norta, como ela encontra Shade Barrow e ainda vemos o momento em que os caminhos de Farley e Mare se cruzam.


Avaliação:
Ficha Técnica
Série: A Rainha Vermelha #1
Título: A Rainha Vermelha
Editora: Seguinte
Páginas: 419
Compre Aqui:

Sou professora de Matemática e Informática. Especialista em Informática Educativa, não gosto de monotonia e por isso, desde criança sou apaixonada por livros que me levam para um mundo novo a cada leitura. Casada, feliz e apaixonada por livros.

12 comentários

comentários
17 de julho de 2016 07:03 delete

Oie

Apesar de curti o gênero ainda não consegui simpatizar muito com essa série a ponto de ler. Mesmo as críticas sendo ótimas.
Sua resenha ficou ótima, quem sabe um dia, eu dê uma chance.
As capas são lindas!

bjs
Fernanda
http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

Responder
avatar
17 de julho de 2016 17:51 delete

Olá! Então, antes não sentia vontade de ler essa série, mas li um conto que a autora lançou e disponibilizou, o conto acontecia antes da história dos livros e fiquei super curiosa para ler. A temática me chamou atenção e já estão na lista, as capas são lindas. Beijos!

Entre Livros e Pergaminhos

Responder
avatar
18 de julho de 2016 07:32 delete

Menina eu tenho um interesse imenso de ler essa série, mas eu ainda não tive a chance. Eu comprei apenas o primeiro livro e quero ler o mais rápido possivel, mas o que me falta é tempo isso sim viu?! Porque são tantos livros que a gente nem consegue respirar rs

Mas na hora e no momento certo eu farei a leitura e espero gostar bastante desse mundo distopico. A história me parece ser bem interessante daquelas que prende do começo ao fim e é isso que curto. xD

Responder
avatar
18 de julho de 2016 10:05 delete

Olá,

A Rainha Vermelha foi um livro que me conquistou do começo ao fim, gostei muito do desenrolar da obra e dos personagens que são excelentes. Ainda não lia continuação mas pretendo fazer isso em breve.

Abraços
colecoes-literarias.blogspot.com.br

Responder
avatar
18 de julho de 2016 13:19 delete

Olá!

As críticas a esse livro são ótimas, aliás para a série toda só ouço elogios.
Quero logo lê-los.
Amei a resenha!

Responder
avatar
18 de julho de 2016 16:38 delete

Olá!

Esse livro é muito, mas muito chato. Li e não gostei. A Mare é uma sonsa e no livro inteiro não me simpatizei com personagem nenhum.

Responder
avatar
18 de julho de 2016 17:50 delete

Eu estou louca para ler esse livro e acredito que eu vá gostar muito da trama. Acho a premissa muito diferente e super instigante, sem falar nessa capa!!!! Não vejo a hora de começar a ler e poder dizer minhas próprias impressões sobre essa história que vejo há tanto tmepo rolando por aí. Gostei de ver a sua opinião sobre a obra.

Responder
avatar
Daya Maciel
Autor
21 de julho de 2016 16:16 delete

oi,
Eu adoro essa capa e gostei bastante do mundo criado pela autora, a descrição dos cenários e o sentimento de revolta que tem nesse lugar.
Parece ser uma história eletrizante e vibrante
Parabéns pela resenha
beijos

Responder
avatar
21 de julho de 2016 18:08 delete

Oi

Tô doida pra ler essa série. Mas como eu acabei não lendo o primeiro acabei enrolando. Agora vou ler mais perto do lançamento do terceiro. ...hehe

Sua resenha só me mostrou que tô perdendo uma ótima leitura. Mas vou resistir...

Hehe

Bjs

Responder
avatar
22 de julho de 2016 16:46 delete

Olá. Adorei a resenha.
Eu não sei o motivo de não ter lido os livros ainda, eu os comprei e ainda estão na embalagem.
Todo mundo fala bem do livro e sua resenha só confirmou isso.
Agora fiquei mais curiosa ainda, pra saber como uma vermelha tem poderes de prateada.
Parabéns pela explicação do livro.
Beijos
http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

Responder
avatar
25 de julho de 2016 17:12 delete

Oi

Li esse livro ano passado e adorei, li de umá vez, morrendo de curiosidade quanto ao final. Ainda não li a continuação, mas estou contando os dias pra poder ler.

Beijos.

Responder
avatar
Livros & Tal
Autor
6 de agosto de 2016 18:20 delete

Oie
Nossa, esse livro está na minha lista a séculos! Não vejo a hora de ler e pela sua resenha e a sua classificação me culpo ainda mais por ver que eu só estou perdendo por isso :/

beijos
Mayara
Livros & Tal

Responder
avatar