Pular para o conteúdo principal

Heidi - Filme

Olá galera,

Esse ano tem me surpreendido, pois conheci dois clássicos infantis maravilhosos e tenho refletido muito sobre os valores que passamos para nossas crianças de hoje, devemos incentivar livros/filmes/desenhos que estimulem a reflexão e boas atitudes.

No início desse ano fiz a resenha de Heidi, a menina dos Alpes, me encantei com a história e fiquei muito curiosa em conhecer mais dessa menina fofa. Não é que numa madrugada de insônia e  passeando pelas séries/filmes do Netflix me deparo com algo maravilhoso.

Sim, é isso mesmo, o filme baseado no livro, e não é só isso, o filme é maior do que o primeiro livro, me levando a crer que se refere ao primeiro e parte do segundo, ou o segundo livro é menor (ainda não tive oportunidade de ler). Apesar de ter adorado o filme, o livro é tão curtinho que poderiam ter contado, de fato, toda a história com mais detalhes, pois ela é bem inspiradora e faltaram coisas importantes. Apesar disso, eu amei. O elenco é ótimo e a fotografia não podia ser melhor, a paisagem é exatamente como imaginei, dá vontade de fazer uma trilha :D















Ao comentar com amigos, soube que muitos lembravam de assistirem um filme antigo de Heidi na sessão da tarde, enquanto eu nem fazia ideia de sua existência, acho que o filme que mais vi na sessão da tarde foi "A Lagoa Azul", mas enfim, descobri que assim como Anne with an E, Heidi também já teve sua cota de filmes e desenhos, esse sendo o mais atual, lançado em 2015.

LIVROS
  • Heidi, a menina dos Alpes
  • Volume 1: tempo de viajar e aprender
  • Volume 2: tempo de usar o que aprendeu


Título: Heidi
Ano: 2015
Classificação: Livre
Duração: 1h 50min
Elenco: Anuk Steffen,Bruno Ganz,Quirin Agrippi
Direção: Alain Gsponer
Gêneros: Filmes para a família e crianças, Filmes baseados em livros infantis, Filmes alemães

Trailer:



Comentários

  1. Eu não sabia que Heidi era um clássico, eu já assisti o desenho, ele passa as vezes na tv aqui de casa, não lembro em que canal, mas eu assisto de vez em quando pois minha irmã gosta.
    É interessante saber que tem os livros, pois assim posso incentivar minha irmã a ler.
    E quanto a sessão da tarde, acho que lagoa azul já deve ter batido o recorde de exibição!

    Esperando para voar

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Indomável - Resenha

Oi Povo, tudo bem? Hoje vamos falar de "Indomável", último livro da trilogia "Damas Rebeldes", da autora Julia Quinn, lançado pela Editora Arqueiro. Finalmente cheguei no livro de William Dunford! HAHHAA. Ele aparece nos livros anteriores " Esplêndida " e " Brilhante ", e deixa nós leitores apaixonados e doidos para conhecer ainda mais esse personagem libertino tão charmoso! HAHAHA. Ele fica completamente chocado quando descobre que herdou um título e uma propriedade na Cornualha. Dunford, viaja imediatamente para conhecer a propriedade que ele herdou, o que ele não imaginava é que encontraria uma mulher administrando a propriedade e que ela se tornaria sua responsabilidade junto a herança do título.  "Belle bateu palmas. Que fantástico! Dunford acabara de receber uma herança inesperada. Ela torcia para que fosse algo bom. Uma de suas amigas tinha acabado de herdar, a contragosto, 37 gatos. " Pág: 12. Henrietta Barrett, ou apenas Henry,

Long Shot - Resenha

  Oi Povo, tudo bem? Hoje vamos falar de “Long Shot” primeiro livro da série Hoops, da autora Kennedy Ryan, lançado pela Editora The Gift Box. Esse livro mexeu tanto comigo que demorei meses para me sentir segura em escrever essa resenha. A história de August e Iris, é muito surpreendente, mas isso não significa que ela é leve. Minha xará passa por cada situação que nenhum ser humano deveria passar, mas ainda bem que existem pessoas como August. Ele é simplesmente sensacional e ela é uma mulher extremamente forte. Deu para perceber que me encantei pelo casal, né? Rsrs. Iris e August se conhecem num barzinho de um hotel e a conversa dos dois acontece de maneira natural e encantadora, eles acabam conversando sobre assuntos que não assumem para quem conhecem a anos, mas parece que abrir o coração é algo natural entre eles. O problema é que tudo que é bom dura pouco e a noite acaba, e ambos tem que voltar para a vida normal. “Eu fico parado, absorvendo o som de seu nome, absorvendo o olhar