10 de agosto de 2018

Corte de Asas e Ruína - Resenha




Em meio à guerra, é seu coração que enfrentará a mais árdua das batalhas...

Corte de Asas e Ruínas fecha com maestria a trilogia Corte de Espinhos e Rosas, segunda saga criada por Sarah J. Maas, publicado no Brasil pela Galera Record. Depois do final bombástico de Corte de Névoa e Fúria fiquei em transe, estava com o terceiro livro em mãos e simplesmente não consegui iniciar a leitura, e é claro me arrependi porque Sarah me fascina a cada livro. É quase impossível não dar algum spoiler dos livros anteriores, mas vou tentar.

Como é clássico da autora, o livro é dividido em três partes:

Parte Um: Princesa da Putrefação
Feyre é agora a Grã-Senhora da Corte Noturna, um título nunca antes concedido, contudo ela precisa escondê-lo, pois após ser traída de forma inimaginável e ter suas irmãs transformadas, ela está de volta à Corte Primaveril, com Tamlin e Lucien, que não fazem ideia de sua condição, e ao trazê-la de volta, Tamlin pode ter decretado sua ruína. Com a guerra batendo à porta, novos personagens entram em cena, e com a promessa do Grão-Senhor de deixá-la mais livre, Feyre faz movimentos tão precisos quanto em um jogo de xadrez, onde uma ação errada pode lhe custar a vida.

Parte Dois: Quebradora da Maldição
A segunda parte mostra a busca da Corte Noturna por aliados que possam ajudá-los a ganhar uma guerra que parece perdida, com o rei Hybern usando todo o poder do caldeirão para destruir a eles e a muralha. Nessa busca acabamos por conhecer melhor os outros Grão-Senhores, novas criaturas bestiais e uma participação mais efetiva das irmãs de Feyre, Nestha me surpreendeu positivamente, e inacreditavelmente Tamlin me fez sentir aquele aperto no peito. Corte de Asas e Ruína nos mostra os dois lados da moeda, as escolhas difíceis que fazemos por aqueles que amamos, e que por muitas vezes cometemos erros ou faremos escolhas ruins tentando acertar, é aprendendo o valor de perdoar e ser perdoado que nos faz seguir adiante, e é apenas quando absolvemos a nós mesmos, que somos capazes de completamente despidos, encarar nossa verdadeira face frente ao espelho e sorrir.

Parte Três: Grã-Senhora
Mostra a guerra em si, atitudes/sacrifícios que fazemos para proteger os que amamos, e todas as reviravoltas que acontecem, então não posso falar sem estragar as surpresas.


Não consigo pensar em um adjetivo que seja capaz de descrever todos os aprendizados contidos nos livros de Maas. Ela utiliza a literatura fantástica para abrir os olhos para o mundo atual. Gratidão Sarah por me ajudar a ser uma pessoa melhor, você me inspira. Não fiquem tristes caros leitores, pois a autora já confirmou um romance, para matar a saudade desse mundo que nos fascina, em A Court of Frost and Starlight, veremos o pós guerra, dando o gancho para o Spin-off da série.


Resenhas da Série: Corte de Espinhos e Rosas e Corte de Névoa e Fúria.

Saiba mais sobre a autora: Perfil Sarah J. Maas.

Em Breve:













Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Corte de Asas e Ruína
Série: Corte de Espinhos e Rosas #3
Autor(a): Sarah J. Maas
Editora: Galera Record 
Gênero: Fantasia
Páginas:686

      

Nenhum comentário:

Postar um comentário

author
Se você: Cheira livros, se apaixona por personagens, sofre com eles como se fosse alguém da sua família, corre atrás de autógrafos, viaja para outro estado para participar da Bienal do Livro, adora um sebo, procura por eventos literários, entra na livraria para dar um livro de presente e sai com dois para você, então você está no lugar certo!