Pular para o conteúdo principal

Torre do Alvorecer - Resenha


UM IMPÉRIO GLORIOSO
UMA BUSCA DESESPERADA
UM ANTIGO SEGREDO

Sim, estou aqui para escrever uma resenha, mas me encontro sem palavras. Por que? Porque Sarah J. Maas me faz ficar acordada madrugada a fora para terminar mais um livro arrebatador. Torre do Alvorecer deveria ser um extra, um romance da Saga Trono de Vidro que ocorre simultaneamente ao Império de Tempestades, digo deveria, porque ele se tornou bem mais que isso. A própria Sarah disse que se empolgou rsrsrs

Depois do final surpreendente de Rainha das Sombras, estão todos meio atordoados com tudo que Dorian e Aelin fizeram e, principalmente, descobriram sobre o Pai do Príncipe, agora Rei de Ardalan. Todos têm uma missão nessa guerra mesmo que ainda um pouco indefinida. Aelin deixa Ardalan nas mãos de seu Rei e segue com sua corte para casa, para finalmente rever seu lar, Terrasen. 

Com um novo rei no trono, Chaol Westfall passa a ser Mão do Rei de Ardalan, e Nesryn Faliq a nova Capitã da Guarda. Entretanto, Chaol sofreu um grave ferimento durante a batalha, e devido a isso, viaja com Nesryn para a Torre Cesme, com o intuito de ser curado pelos famosos curandeiros, e também como emissário, com o objetivo de convencer o império Khagan a enviar um exército para lutar ao lado de Aeilin e Dorian contra Erawan.

Mas isso não será nada fácil, toda a família está de luto pela morte da filha caçula, e não estão nada inclinados a ajudar “uma rainha cuspidora de fogo do outro lado do mundo”. O Khagan e sua esposa pouco aparecem, mas durante a leitura vamos conhecendo o jeito único de governo deles, e também um pouco de cada irmão e suas relações um com o outro.


Diferentemente de Ardalan ou Terrasen, a herança do império era decidida pelo Khagan; não por ordem de nascimento ou por gênero. Ter o máximo de filhos possível para fornecer ao governante ampla escolha tornava essa decisão apenas um pouco mais fácil. E a rivalidade entre os filhos reais… Era praticamente um esporte de sangue. Tudo isso pensado para provar ao pai ou à mãe quem era o mais forte, o mais inteligente, o mais apto a governar.

Arghun, primeiro filho, o político entre eles, não negociava moedas e requintes, mas conhecimento. Príncipe dos espiões, era como o chamavam.
Satarq, segundo filho, comandante dos montadores ruks do pai.
Hasar, terceira filha, cujos os olhos de fogo pareciam chamas que dançavam, e diziam ter a armada a seus pés.
Kashian, quarto filho, controla os exércitos da terra. Soldados de infantaria e senhores dos cavalos.
Duva, a quinta filha, grávida de uns 6 meses de um casamento arranjado.

Além de conseguir a ajuda do império, Chaol ainda precisa se curar, e a ninguém melhor que Yrene Towers, uma das melhores curandeiras da torre. Ela está prestes a ir embora, Hafiza, alta curandeira, pede que ela cuide de Chaol, e ela é claro não gosta nada disso. Yrene tem um passado de muito ressentimento contra os guardas de Ardalan, e com toda razão. O processo de cura não será fácil, e não é apenas o lorde que precisa ser curado, os dois irão aprender muito e se curar física e emocionalmente trabalhando juntos, enquanto lutam contra forças obscuras que rodam a curandeira e tentam matá-la. 

A magia tinha um custo; tanto para a curandeira como para o paciente. Mas Yrene estava disposta a pagar. Jamais se incomodará com os efeitos de uma cura violenta.Se isso significava salvar uma vida… Silba lhe concedera uma dádiva - e uma jovem estranha lhe concedera outra dádiva naquela última noite em Innish, dois anos antes.
Pág.: 42/43

Conhecemos muito de Nesryn em Torre do Alvorecer, mais uma uma mulher incrível dos livros de Sarah. Nesryn vive momentos e experiências que nunca imaginou, e ao lado de Sartaq descobre algo surpreendente sobre Maeve.

Vamos viver uma aventura, Nesryn Faliq, prometera Chaol em Forte da Fenda. Ela havia chorado, então.Mas talvez… talvez nenhum dos dois tivesse visto. O caminho adiante. As bifurcações presentes.Nesryn viveria uma aventura. Para si mesma. Essa única vez. Ela iria ver sua terra natal, e a cheirar, e respirar. Veria do alto, veria correndo tão rápido quanto o vento.Ela devia isso a si mesma.
Pág.: 288

Como disse os acontecimentos de Torre do Alvorecer ocorrem em paralelo à Império de Tempestades - resenha aqui - até que os caminhos de todos convirjam em Reino de Cinzas, último livro da Saga que conquistou o meu coração, e espero que o de vocês também.


Clique AQUI para conhecer mais sobre a autora.

Conheça os livros anteriores:


Avaliação:
Ficha Técnica
Título: Torre do Alvorecer
Série: Trono de Vidro #06
Autora: Sarah J. Maas
Editora: Galera Record
Páginas: 644

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Eleanor & Grey - Resenha

Oi Povo, tudo bem? Todo mundo que acompanha o blog sabe que sou mega fã de Brittainy C. Cherry, então quando vi que a caixa do “clube da Carina Rissi” vinha com o livro “Eleanor & Grey" e os marcadores de todos os livros da autora lançado aqui no Brasil, fiquei LOUCA. Graças ao bons Deuses dos livros, a Editora disponibiliza a caixa de maneira avulsa e consegui comprar essa lindeza! Rsrs. Sabe aquele tipo de livro que quando você termina, seus pensamentos são: “Obrigada Deus por eu amar ler! Obrigada por livros assim! Que lição de vida! Que autora maravilhosa!!". Quando terminei mandei uma foto da minha cara inchada de tanto chorar para Helyssa (voocomlivro) e Anastacia (notasliterarias_), falando que não estava sabendo lidar com tantos sentimentos. Eleanor, é uma adolescente que ama ler, não é muito social e ainda usa aparelho nos dentes, essa junção é o bastante para chamarem ela de esquisita ou sorriso metálico. Ela nem liga muito para esses comentários, Eleano

Long Shot - Resenha

  Oi Povo, tudo bem? Hoje vamos falar de “Long Shot” primeiro livro da série Hoops, da autora Kennedy Ryan, lançado pela Editora The Gift Box. Esse livro mexeu tanto comigo que demorei meses para me sentir segura em escrever essa resenha. A história de August e Iris, é muito surpreendente, mas isso não significa que ela é leve. Minha xará passa por cada situação que nenhum ser humano deveria passar, mas ainda bem que existem pessoas como August. Ele é simplesmente sensacional e ela é uma mulher extremamente forte. Deu para perceber que me encantei pelo casal, né? Rsrs. Iris e August se conhecem num barzinho de um hotel e a conversa dos dois acontece de maneira natural e encantadora, eles acabam conversando sobre assuntos que não assumem para quem conhecem a anos, mas parece que abrir o coração é algo natural entre eles. O problema é que tudo que é bom dura pouco e a noite acaba, e ambos tem que voltar para a vida normal. “Eu fico parado, absorvendo o som de seu nome, absorvendo o olhar